Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O Interno Feminino

Divagações e reflexões do mundo no feminino. Não recomendado a menores de idade ou a pessoas susceptíveis.

Animais de estimação, animais de quinta e animais selvagens...

Avatar do autor TNT, 12.06.06

Eu não sei se já repararam, mas os homens, apesar de dizerem querer ser livres, na verdade gostam mesmo é de rédea curta.

Gostam é daquelas mulheres a quem têm de pedir autorização quase para respirarem. E reparo na sorte que algumas mulheres têm com os homens, sendo completamente controladoras. Eles andam ali certinhos, direitinhos como os animais de estimação. Sempre de trela, muito bem-comportados, não entram nas lojas nem cafés ficando resignadamente à porta. Quando elas saem, dão-lhes uns afagos e já está! A verdade é que eles não aliviam as bexigas fora do penico, nem pulam a cerca, nem outros aforismos que tais.

A versão seguinte já é mais moderada. Já têm alguma liberdade mas com algum controlo. Elas dão-lhes alguma margem de manobra mas sempre em busca dos respectivos dividendos. São os animais da quinta. Têm algum espaço, mas limitado pelas vedações ou por elementos exteriores que controlam as suas acções. Porém, como qualquer animal, assim que se vêem com um bocadinho de liberdade começam logo a inventar e a querer mais. E vá de pular a cerca de vez em quando e fazer disparates. Depois voltam para as donas com ar cabisbaixo, certos que erraram, prontos para receber o perdão, jurando não tornar a prevaricar.

E finalmente temos a última versão...
Não, não é a mais interessante, nem a mais gira, nem a mais compensadora. Garantia desta vossa autora.
Termos a pretensão de tratar os homens como seres humanos que necessitam de liberdade para as suas acções é um erro crasso! Por paradoxal que pareça, estes animais selvagens não sabem movimentar-se em liberdade. Ficam perdidos, sem rumo, sem objectivo, sem nada.

Verifico, com infelicidade, que as mulheres controladoras se saem muito melhor, nestas coisas das relações, do que as permissivas. E embora digam o contrário, eles gostam mesmo é de rédea curta. E quem sabe...? Algumas vergastadas de vez em quando!

TNT

5 comentários

Comentar post