Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O Interno Feminino

Divagações e reflexões do mundo no feminino. Não recomendado a menores de idade ou a pessoas susceptíveis.

Sexo: com ou sem bolas? - Aula #7

Avatar do autor TNT, 27.05.09

Poderia começar a falar de pompoarismo, mas a expressão tira metade da graça à coisa. Dá logo um ar muito técnico e isto de misturar engenharia com sexo é só para geeks. Basicamente, é uma ginasticazita que o mulherio faz, quer os meninos estejam quer não. Consiste em contrair e descontrair os músculos vaginais as vezes que nos apetecer. Revitaliza corpo e mente como aquela bebida que dá asas e pode até fazer reviver com intensidade bons momentos de uma noite de sexo.

Pode ser feito com ou sem acessórios. Tenho uma amiga que durante uma viagem ao aeroporto usou umas bolas tailandesas e chegou lá toda afogueada. O pior é que ia buscar os sogros... 

Ao computador, no metro, no trânsito, nas filas da Loja do Cidadão e... truca. Até o Simplex sabe melhor! Fortalece a musculatura para futuras aventuras e, para quem já domina a técnica, proporciona momentos de verdadeiro prazer.

Em pé, sentadas ou deitadas, mas nunca de pernas cruzadas. A coisa não funciona tão bem e dá muita bandeira... O open space é local a evitar! Já foi experimentado e somos sempre apanhadas com um sorriso de orelha a orelha, olhos a meia haste e ruborizadas que nem adolescentes em apuros.

Experimentem lá agora: estão sentadinhas na cadeira do escritório? Então agora finjam que estão cheias de vontade de fazer xixi mas o estúpido do chefe está ali a pedir um raio de um documento que tem - porque tem - mesmo de ser entregue agora. A casa-de-banho está mesmo ali à nossa espera, mas ainda não dá… o que fazer? Contrair, porque, por enquanto, ainda não usamos Lindor. Depois, quando finalmente se atinge o bendito mictório, vá de descontrair. O processo é o mesmo, mas sem líquidos à mistura. Contrair, descontrair, contrair, descontrair…

Esta é uma actividade que depois de treinada a solo deve ser posta em prática com os respectivos. Experimentem fazer umas contracções quando o rapazinho está ali todo empenhado. Fica logo com os olhos arregalados “Ah! O que é isto??”. Ou seja, dá para eles e dá para nós. Acto democrático e cheio de vantagens!

É um bocado como o totoloto: é fácil, é barato e dá milhões (de orgasmos)!

 

TNT

2 comentários

  • Imagem de perfil

    TNT 28.05.2009

    Nunca espero nada de bandeja! Muito menos do cromossoma Y!
  • Comentar:

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.