Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O Interno Feminino

Divagações e reflexões do mundo no feminino. Não recomendado a menores de idade ou a pessoas susceptíveis.

Com ou sem lingerie?

Avatar do autor tsetse, 17.01.09

Tenho lido alguns textos masculinos onde os seus autores admitem não gostar especialmente de ver a mulher de lingerie (e vamos considerar, no âmbito deste texto, lingerie como a cuequinha e o soutien - e não os corpetes, ligas e outros acessórios mais, que a mulher quase só usa como fantasia), mas apenas do facto de elas se sentirem mais sexys quando a usam.

 

Esta revelação deixou-me perplexa pois eu (e a maioria das mulheres com quem falo) pensava que eles valorizavam as peças, por favorecer o corpo feminino, por ser uma roupa secreta, requintada ou juvenil, conforme os gostos, e por adicionar a vertente "algo quase à vista e que poderá estar, se eu me portar bem". Ingenuidade a nossa: esperar tão complexos sentimentos dos homens.

 

Na dúvida e para desmistificar esta questão, decidi perguntar a alguns amigos a sua opinião. Metade admitiu que realmente não liga muito à coisa ou que a única coisa que valoriza é o facto de elas ficarem mais animadas com essa roupa; a outra metade ainda dissertou um pouco sobre qual o tipo de lingerie que preferia, mas sem conseguir esconder o pouco entusiasmo pela coisa. Na realidade o que eles gostam é das fantasias (sejam elas de corpete e ligas, babydoll, colegial ou enfermeira) e não da roupa interior que usamos na maioria dos dias, mesmo a que é paga a peso de ouro nas Las Perlas deste mundo.

 

No meio do caminho, em relação à roupa interior propriamente dita, ainda consegui descobrir que havia quem preferisse o singelo algodão branco e outros a preferir o preto ou o vermelho, noutros materiais. Curiosamente, a renda branca (que eu acho tão linda) não causa emoção a nenhum deles e são unânimes em relação à roupa interior bege: não gostam. Há ainda alguns que também não gostam do cor-de-rosinha, nem do azul-bebé, mas aqui a opinião já diverge mais. As rendas também parecem ser sobrevalorizadas pelas mulheres e irritar alguns homens, pelo que só posso dizer: meninas, poupem nestas peças e invistam no teatro.

 

Agora mais uma questão: será que eles não valorizam a lingerie só em casa? Não os vejo queixar, quando olham para as fotos da Maxmen e outras que tais. Será que sobre essas já gostam de imaginar o que está por baixo?

 

Tsetse

3 comentários

  • Sem imagem de perfil

    joaoi 27.01.2009

    Por mim faço uma distinção essencial: gosto de uma calcinha simples, mas provocadora (não precisa ser fio-dental); mas detesto qualquer tipo de sutiã. Vivam as mulheres que não usam sutiã! (sobretudo no Verão). E já agora, embora não venha muito a propósito: vivam as mulheres sem sutiã e sem silicone!
    Beijos
  • Sem imagem de perfil

    joaoi 01.02.2009

    Já li algures que o sutiã (já agora permita que continue a usar esta forma brasileira de escrever) pode fazer cancro da mama, sobretudo quando é muito apertado. Mas eu não estou a falar de aspectos de saúde mas sim estéticos. Também não adopto o conceito feminista que defendia que deixar de usar sutiã era uma forma de libertação da mulher (lembra-se de quando os sutiãs eram queimados pela Europa e pela América fora?) O meu ponto de vista é o seguinte: é muito belo ver mulher que não use sutiã, mesmo vestida (no Verão, claro). As maminhas são o que há de mais belo na natureza, mesmo quando são descaídas, muito grandes ou muito pequenas (desde que sem silicone). Não se devem estragar estas maravilhas da natureza.
    Obrigado por me ter respondido da 1ª vez e se puder responda agora também, por favor.
    Beijos
  • Comentar:

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.