Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O Interno Feminino

Divagações e reflexões do mundo no feminino. Não recomendado a menores de idade ou a pessoas susceptíveis.

Nunca subestimar uma mulher despeitada...

Avatar do autor TNT, 14.07.08

Muitas vezes se ouve “Ah e tal, ele tem namorada mas vai deixá-la. Vai acabar com ela para ficarmos juntos...” Até pode ser verdade! Embora a maioria das vezes não passe de uma grande patranha... Porém, caso se realize, uma coisa é certa: se aconteceu com a outra, também pode acontecer connosco. E quanto a isto, as mulheres devem ter sempre os olhinhos muito abertos. Porque milagres é só em alguns locais a designar e raramente nos calha a nós!

Quando somos a actual e existe uma “ex” despeitada por ter sido trocada, convém andarmos sempre uns passinhos à frente. Se o tipo fez isto uma vez, vai com certeza fazer uma segunda ou terceira. E pode perfeitamente calhar-nos a nós! Por que não?

Até porque há poucas coisas que dão mais prazer a uma mulher despeitada do que fazer a folha ao gajo que as deixou agarradas! E nada melhor do que sacar o gajo novamente, nem que seja por uma noite ou duas, só para ter o prazer mórbido de enganar a outra. A grande rameira! Que, provavelmente, não é vista nem achada na questão, mas que vai levar com um grandessíssimo par de chifres sem perceber sequer donde ele vem.

As “ex” têm argumentos poderosíssimos para conseguirem sacar a sua presa. Conhecem-na como a palma da mão, as fraquezas, as preferências, os gostos e os desgostos, o que lhes facilita imensamente a tarefa. Acreditem...! Been there, done that... and more than once!

Por isso, meninas, nunca deitem grandes foguetes quando o tipo decidir entrar nas trocas e baldrocas. Se uma vez são eleitas, na vez seguinte podem ser derrotadas na secretaria. Com esquemas próprios de quem domina os meandros da coisa e todas as questões burocráticas em torno do pódio.

É o sistema...

 

TNT

27 comentários

Comentar post

Pág. 1/2