Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O Interno Feminino

Divagações e reflexões do mundo no feminino. Não recomendado a menores de idade ou a pessoas susceptíveis.

Trabalhos Manuais - Aula #4

Avatar do autor TNT, 20.05.08

Há quem diga que é fácil, mas a coisa esconde mais segredos do que poderia parecer à partida. A técnica da sarapitola, esgalhar o pessegueiro, espancar o palhacinho ou outras expressões elegantes do género, não é assim tão simples. Dependerá muito da sensibilidade do interlocutor.

Se os moçoilos começam a mexer na dita desde que têm movimentos coordenados, as meninas só iniciam a convivência com o assunto bastantes anos mais tarde. Não nascemos com o brinquedo e andamos sempre com um atraso técnico significativo. Tipo Portugal e a Europa civilizada: de vez em quando chegamos lá, mas a maior parte das vezes andamos aos papéis...

Se há uns que apreciam a velocidade, outros há que preferem a calma e a reflexão. Se há uns que apreciam a suavidade, outros há que preferem a loucura instantânea. Há quem tenha ideais de esquerda, quem os tenha de direita, e ainda quem simpatize com o centro. E depois isto é como tudo: há quem goste de usar alguns tamanhos acima e de se sentir à larga e há quem prefira sentir-se mais aconchegado.

Ora perante tanta variável, como é que uma mulher se pode safar e mostrar-se competente nesta arte?

Até podemos começar bem, mas dificilmente nos conseguimos manter à altura do acontecimento. A minha sugestão é que os homens se cheguem à frente, percam as vergonhas e nos guiem. Conduzam a situação. Afinal o veículo é vosso, nasceram com ele! Conhecem-lhe as taras e as manhas. Quem somos nós para liderar um movimento que desconhecemos?

E como sabem, nem todas as mulheres têm jeito para tricot, crochet e ponto-de-cruz. E já que ninguém nasce ensinado...

 

TNT

3 comentários

  • Imagem de perfil

    TNT 22.05.2008

    Também achei que não tinha sido muito bem entendida pelo tipo de alguns comentários expostos. Por isso, me abstive de responder.
    Por vezes, acontece não me saber explicar bem. E por não utilizar uma linguagem explícita e sim um tom jocoso, talvez não tenha sido recebido da forma que eu pretendia.
    De qualquer forma, obrigada...
  • Sem imagem de perfil

    Miguel 30.05.2008

    Realmente, parece que nenhum homem sabe como fazer a coisa, como gosta dela ou como gosta que lhe a façam.
    Ou então ninguém percebeu que a ideia era os homens darem às mulheres umas dicas sobre a forma como gostam de ser "manuseados".
    Ou então os homens que aqui vêm só gostam de aprender, não gostam de, ou não sabem como, ensinar.
    Ou então fui eu que percebi tudo mal e vim aqui falar pós peixinhos..
  • Comentar:

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.