TNT @ 16:39

Ter, 12/02/08

Todos nós temos a sensação que as pessoas que passam pelas nossas vidas acabam por se revelar algo parecidas ao fim de algum tempo.

Estas revelações divinas têm muitas vezes que ver com o facto de que somos nós que as escolhemos assim! Temos tendência para o disparate, embora saibamos o que é correcto. Escolhemos gente doida, gente divertida, gente tímida, gente honesta, gente cheia de esquemas.... sei lá! E depois temos a lata de dizer: “bolas sempre a mesma coisa”!

Ora bem, das duas uma: ou escolhemos sempre o mesmo estilo de pessoa, embora ao princípio não consigamos discernir exactamente o que vai dali sair, ou por outro lado, acabamos por armar a coisa por forma a que a pessoa se transforme naquilo que nos dá pica.

A maior parte das mulheres sabe que o ideal é ter um tipo ajuizado, cheio de bons princípios e valores familiares, honesto, trabalhador etc... a questão é que ao fim de uns tempos, começamos a precisar de alguma adrenalina e já sabemos que ali não existe. É mais fácil arranjar adrenalina num chá de tília do que no paspalho que acabámos por escolher.

Quando os homens nos apontam que o que nós gostamos é de bad boys, não estão completamente errados!

Achamos-lhe graça. Dão-nos emoção e uma sensação permanente de aventura. Sempre a abrir, sempre inesperados, muito viciantes, uma montanha russa de emoções que põe qualquer um doido. O problema é que ao fim de uns tempos começamos a sentir tonturas e enjoos de tanto desassossego. Lá nos começa a apetecer um paspalhito, ali para equilibrar a coisa.

Na minha opinião, o homem ideal tem de ter ambas as facetas. Um louco aventureiro quando é preciso, um atinadinho com todos os apitos e flautas quando assim convém.

E quase que garanto que a taxa de adultério, desceria a pique!

TNT



cigana @ 23:52

Qua, 13/02/08

 

Não podemos viver sempre em dieta, privadas de todo o sal da vida, nem exagerar nos excessos, porque depois enjoamos tanta fartura. De cada vez que tivermos apenas um dos lados, sentimos a falta do outro.
Isto é como o regime alimentar, o difícil é encontrar o equilíbrio!

Pesquisar
 
comentários recentes
meu caso é meio parecido,mas so houve beijo,mas ai...
Quando as variáveis filhos e questões financeiras ...
Boa Tarde,Depois de muito pesquisar na net sobre a...
Viva, gostei do tema e tem razão, as Portuguesas s...
Sim, eu sei. Mas o que dói nao é tanto o que se pa...
Ele não contou porque achou que, se a Anónima não ...
Posts mais comentados
Arquivos
2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D