Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O Interno Feminino

Divagações e reflexões do mundo no feminino. Não recomendado a menores de idade ou a pessoas susceptíveis.

Mentiras egoístas

Avatar do autor convidado, 22.01.08

Tenho reparado que há uma série de mentiras que são muito usadas pelos homens. Coisas que eles tentam manter em segredo, mas que nós queremos desmistificar e divulgar. Por isso, aqui fica uma lista das suas mentiras mais frequentes:

Mentira 1: Faz-me bem à saúde jogar futebol (ou golf, ou até trabalhar num projecto que não tem fim) com os amigos e depois aproveito e vou beber umas cervejinhas, para manter a conversa em dia.
Verdade pura e dura: Ele está cansado da vossa companhia e precisa de uma desculpa plausível para fugir da mulher e dos filhos. O objectivo é a cervejinha sem vocês e não o desporto ou o trabalho.
Soluções: Ir sempre com ele ou arranjar algo ainda mais interessante para fazer com  esse tempo.

Mentira 2: Tu és tão sensual, que eu não me consigo aguentar muito tempo.
Aqui pode haver duas verdades puras e duras: 1. Ele está-se nas tintas se vocês não chegam a atingir o orgasmo, por isso não quer perder tempo e fazer um esforço ou 2. ele sempre teve este problema, mas não o admite.
Soluções: A mais fácil é trocar de namorado. A mais engraçada é fazer-lhe o mesmo. A mais sensata é obrigá-lo a ir a um médico.

Mentira 3: Eu até ajudava em casa, mas nunca tive jeito.
Verdade pura e dura: Ele não tem vontade de ajudar e provavelmente nunca tentou. Se tivesse que ser, teria tanto jeito para limpar a casa como tem para limpar o barco, a mota ou a espingarda. E, se vocês insistirem, vai fazer tudo mal de propósito, para que não peçam de novo.
Solução: Pedir para ele fazer as tarefas que mais implicam com a vida dele. Como, por exemplo, lavar a sua roupa interior, passar as camisas, limpar a parte dele do quarto ou colocar as cervejas no frigorífico.

O importante é saber quais são as mentiras de cada um e aprender a dar a volta. Até desistirem de nos fazer passar por tontas.

Bee

6 comentários

  • Imagem de perfil

    The F Word 26.01.2008


    Garimpadas,

    Que grande confusão...
    Um homem não tem tempo a perder? E uma mulher tem? E anoitece mais tarde para as mulheres?
    E que provas é que há de quê? Há que apresentar o corpo do delito?
  • Imagem de perfil

    garimpadas 01.02.2008

    Claro que uma mulher tem todo o tempo do mundo porque ela é essencia desse mundo, veio de transmissão. Para as mulheres nunca é noite porque elas são a permanência do tempo.
    A questão das provas são externas visíveis e palpáveis.
    Nunca há confusão quando aceitamos a profusão da verdade que vive entranhada de provir no porvir .
    Atrasei a resposta porque The F Word cheirou-me a macho e por principio nunca respondo, Estou sempre receoso. Apenas as mulheres me inspiram confiança.
  • Imagem de perfil

    The F Word 01.02.2008

    Oh Garimpadas,

    A confusão continua. Tirando a reviravolta poética do tempo, continuo na mesma.
    Agrada-me que as provas sejam visíveis e pálpaveis. Embora não saiba quais são, sou uma piquena optimista por natureza.
    E quais mulheres é que inspiram confiança? Aquelas fingidas do comentário de cima?
    E F Word soa a macho porquê? Por causa do F?
    É que as gajas também apreciam uma boa F Word...
  • Imagem de perfil

    garimpadas 02.02.2008

    O homem é mais pão pão queijo queijo e a mulher nunca se sabe se atingiu ou não. Vária situações em resposta à pergunta: atingiste?
    - Não sei. - Já atingi. - Atinge tu que eu não aguento mais - Espera, não atinjas - Já atingi, mais que uma vez...
    É uma panóplia de situações com que um homem se depara e que fica sempre na dúvida.
    Eu sei que as gajas também gostam de uma boa F Word mas o homem é que sai mais libertado e as mulheres coitaditas ficam sempre a contabilizar as cicatrizes. As mulheres nem sempre estão disponíveis. Nas Lágrimas e Suspiros ela cortava-se para simular sangue e afastar o marido que desiludido com o falso período da mulher se remetia a uma terrivel neura: Era o complexo de falta de sexo. Complexo de ausência para designar o conjunto de representações de forte carga emotiva que se encontram reprimidas no inconsciente do indivíduo e que influenciam a sua vida afectiva de forma atroz..
    Balzac era uma vítima da mulher que se lhe negava.
    Um homem nunca se nega nem qualquer animal macho se nega perante uma fêmea receptiva ao acto.
    O problema é que a cópula dos tempos primitivos era feito ao estilo "cão" que o homem tanto aprecia e que ao longo da história a mulher se foi revirando para discutir e perceber de frente para o homem as premissas do sexo. É a única fêmea que copula de frente. O pior é que a mulher está no apogeu da sua afirmação mas ainda continua no perigeu da sua tragédia biológica.
  • Imagem de perfil

    The F Word 05.02.2008


    Oh Garimpadas,

    "Eu sei que as gajas também gostam de uma boa F Word mas o homem é que sai mais libertado e as mulheres coitaditas ficam sempre a contabilizar as cicatrizes."

    O homem sai mais libertado? As mulheres coitaditas ficam a contabilizar cicatrizes?

    Oh pá, das duas uma: ou tu andas com um azar do caraças e só conheces gajas tótós, ou então andas a ver coisas onde elas não existem.

    Melhor ainda, com tantas dúvidas sobre se atingiram ou não atingiram, parece-me que andas a prestar pouca atenção à coisa.

    E outra coisa, esteja lá onde estiver a mulher na sua senda biológica, uma boa cópula é uma bos cópula, seja lá em que posição fôr. E para isso, como para o tango, são precisos dois.

  • Comentar:

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.