Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O Interno Feminino

Divagações e reflexões do mundo no feminino. Não recomendado a menores de idade ou a pessoas susceptíveis.

A anatomia do Bico – Aula #2

Avatar do autor TNT, 08.01.08

Não, não é sobre uma nova série americana passada num qualquer hospital dos States. Tem mesmo que ver com aquilo que as meninas fazem aos meninos, heterossexualmente falando.

O bico, bóbó, alfinete de peito ou etimologicamente, o belo do fellatio, tem aparentemente, muito que se lhe diga. Em conversas com amigos – homens por quem tenho apreço, cultos, educados e interessados - reparo que a coisa é encarada artisticamente, com laivos de quase divindade. Ora, consultando as wannabes, vejo que na maioria das vezes, a coisa é vista como frete. Em deusas do olimpo mais consagradas, a arte volta à conversa.

Constato então que o bico tem idade. Se para os homens, é sempre bom, para as mulheres, a coisa começa a ter interesse lá mais para os trinta – como de resto, quase tudo o que diz respeito a estes assuntos de cama.

E agora pergunto-me eu: como aprender a fazer a coisa convenientemente?

Poderia dizer-vos para verem uns filmaços daqueles cuja capa não tem imagens, com títulos sugestivos tipo “orgias orais” ou “arma frutífera” e outros que agora não me ocorrem... Mas não! Segundo os homens, esta não é a forma de levar a cabo a demanda de “bem oralizar em toda a sela”. Dizem que aquilo é tudo muito à pressa e que é para despachar e que é mais para se ver do que para se sentir, e outras considerações que tais. Então meus amigos, em que é que ficamos?

Na minha opinião, como tudo na vida, para sair bem feito tem de se gostar do que se faz. Como aprender a gostar? Como dizia esse monstro maior da literatura portuguesa sobre um refrigerante “primeiro estranha-se, depois entranha-se” ou ainda, continuando nestas coisas publicitárias das bebibas, “é como a tónica: aprende-se a gostar...”

Conselho para os meninos: tenham paciência com as mais novinhas, dêem-lhes uma ajudinha sem forçar situações, guiem-nas com palavras e não com a mão, e quando apanharem uma mais experiente, desfrutem. Ah, muito importante! Quando a tampa estiver mesmo prestes a saltar, não se esqueçam de avisar o que lá vem... deixem a decisão do grand finale para elas! Capisce?
Conselho para as meninas: tenham paciência que o vosso dia há-de chegar...

TNT

3 comentários

  • Imagem de perfil

    TNT 08.01.2008

    Se achas que um homem escreve assim, devias começar a duvidar da tua própria sexualidade!
  • Imagem de perfil

    garimpadas 09.01.2008

    Gostava de te dar uma resposta tão criativa como a tua, mas fiquei a falar sozinho...
    Fiquei abismado com o teu sábio conselho: "Guiem-nas com palavras e não com a mão".
    Sempre tive uma dúvida: quem tem mais prazer: o Homem ou a mulher? Gostaria de saber o que elas sentem quando o pénis as penetra ou quando fazem sexo oral. Sempre tenho reparado que a mulher não agarra o homem com força mas de forma tangencial mais como para se certificar que está comi alguém Estarei errado?.
    O sexo oral é do mais sublime que um homem pode ter na vida mas já não me me entusiasma muito o "minete". Prefiro chafurdar por ali sempre agarrando e abocanhando. Tanta conversa para nada. Ainda estou aturdido..

  • Comentar:

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.