TNT @ 20:28

Seg, 08/10/07

Um pouco na linha d’ “O Cantinho do Inimigo 3” tão detalhadamente explanado pelo Mike, tiro algumas conclusões acerca da pressão a que nós mulheres, somos expostas. Relativamente ao que respeita à moda ou à manutenção da linha, parece-me que é uma questão genética. As mulheres são naturalmente vaidosas, adoram ver-se ao espelho, gostam de roupa, de cremes e de perfumes, adoram ter o cabelo lindo e tal e tal e para que isto tudo assente como uma luva, é preciso ter um corpinho a condizer.

Enfim... nada de novo! Para as mulheres, estas são realidades tão óbvias como a nossa própria existência.

Foi o primeiro ponto – o que diz respeito ao casamento e filhos – que me causou alguma brotoeja. A minha experiência não me diz propriamente que são as mulheres quem mais deseja ter filhos. Ou as coisas mudaram radicalmente na minha geração, ou sou eu que tenho pontaria e tenho encontrado ao longo da minha vida homens sempre prontinhos para assumir a paternidade com todos os apitos e flautas. Só um, até hoje é que não mostrou qualquer interesse pelo assunto, nem ficou transtornado por eu não andar aqui com o relógio biológico aos pulos!

Li numa revista de actualidade, há uns meses atrás, um estudo feito nos EUA e em França onde se media a felicidade dos intervenientes através de umas pulseiras que usaram ininterruptamente durante seis meses. A felicidade – ou os seus sinais físicos – era medida em todas as situações, sendo que os resultados se revelaram um pouco constrangedores para os ditos cujos. Estas cobaias sentiam uma imensa felicidade quando viajavam, jantavam com amigos ou falavam dos seus filhos... Porém, os níveis de felicidade medidos aquando do convívio com as crias, era exactamente igual ao sentido quando desenvolviam as lides domésticas. Ou seja, brincar com os filhos ou aspirar a casa, inspiravam a mesma emoção... Como dizia Miguel Esteves Cardoso: O Amor é F*****!

Recentemente uma escritora francesa saiu-se com uma autêntica bomba no mercado editorial europeu: 40 Razões para não se ter filhos. Ela verbaliza o que muita gente pensa, mas que ninguém tem tomates para dizer em voz alta. Porque é feio. Porque vão pensar que somos uns insensíveis. Porque é impensável. Porque é pecaminoso. E porque no fim de contas, parece que andamos por esta terra só com o fito de perpetuar a espécie.

Mas sou alguma galinha de aviário ou quê? Será que não tenho o direito de escolher sem ser mal vista, se quero ou não perpetuar os meus genes? Sou propriedade do capitão KFC para passar a vida a pôr ovos indiscriminadamente só porque os outros acham que esse é o meu papel na vida? Não!

Não se é melhor por se ser mãe ou pai!
Não quero ter filhos e recuso-me a ser vista como menos pessoa por causa disto...!
Com tanta adolescente a procriar, não vão precisar dos meus ovinhos para povoar a terra, pois não?

TNT


Susana Oliveira Rodrigues @ 21:19

Sex, 12/10/07

 

Querida TNT,
como futura Educadora de Infância, agradeço profundamente opiniões como a tua: quem não quer, não deve ter. Quanto aos outros... nem todos deveriam ter.
Apesar de precisar que nasçam mais criancinhas para garantir o futuro do sustento, prefiro ter verdadeiras criancinhas na sala que monstrinhos que o são apenas porque os papás são uns ignóbeis que não deveriam ter tido filhos porque não sabem tomar conta de si e educar-se a si próprios quanto mais educar criaturinhas que precisam realmente de ser educadas e socializadas já que não nascem pré-formatadas.
Mas as pressões sociais aparecem de todo o lado. Eu só casei há 5 meses e a frase que mais oiço é "então e bébés?" Bolas! Haja paciência! E eu até sou daquelas que querem mesmo ter filhos, uma data deles, mas calma!
Contudo se eu que os quero ter fico irritada com estes comentários... imagino quem não quer e tem de os ouvir à mesma.
É o eterno problema... ou não têm mais nada para dizer ou então são uns valentes intrometidos!

Renato Gaudério @ 17:18

Qui, 25/10/07

 

Oi, TNT, concordo plenamente......Te dou parabéns por colocar em público aquilo que poucas pessoas têm coragem de manifestar........

Te convido a visitar meu blog. Escrevi também sobre a questão de não querer filhos......Abordei outro paradigma, concluindo que não somos nem mais e nem menos por procriar........

Anónimo @ 02:08

Qui, 03/04/08

 

Boa noite! Pensava ke era só eu que pensava neste assunto, mas parece ke somos alguns ....lolllll
Mas.....o ke eu keria mesmo saber...é o ke sentem verdadeiramente essas pessoa ke tanto insistem para que procriemos...Ás vezes axo ke essas pessoas se axam superiores, no entanto parecem ter alguma inveja da liberdade de kem não tem filhos.....Desafio alguem ke tenha coragem e diga toda a verdade do que se depara quando se é pai/mãe........

elisia @ 02:08

Qua, 14/05/08

 

estou passando por isso agora, estou me sentindo uma mulher "quase inutil" pq tb nao quero ter filhos,, parece que olham pra mim e me veem vazia,,
isso é ruim,,,
to mal hj por isso,,
sniff


TNT @ 11:35

Qua, 14/05/08

 

Cara Elisia,
Se ainda se sente assim em relação às outras pessoas, talvez ainda não esteja muito segura da sua decisão.
Os outros pouco importam, numa decisão de vida e atitude.
Em breve será lançado um livro sobre mulheres que não querem ter filhos que depois avisarei no meu blog pessoal em tempo útil. http://tnt.blogs.sapo.pt/
E não se esqueça! Há muitas mais utilidades para as pessoas do que apenas o acto de procriar...

Lena @ 09:03

Dom, 25/05/08

 

Olá, vou te contar uma coisa curiosa. Perguntei há uns tempos a um medico se era normal eu não querer ter filhos. Ele disse que era normalissimo porque como as coisas estão a nivel economicio, violencias,etc., o instinto correcto feminino era precisamente esse. Uma mulher que "funcione" bem teria como instinto perceber que nao seria a melhor epoca para procriar, pois nao existem condiçoes para o filho viver. Por isso deduzo que a maioria das maes os fez por acidente ou pressao social, ou mesmo porque são cegas quando ao futuro dos filhos. Só que e egoista é que faz um filho agora. Normalmente sao daquelas pessoas que egoistamente te dizem "entao e quem vai cuidar de ti na velhice?"
Perfiro morrer sozinha a ter de fazer um filho só para me ter esse intuito.

helena maria marques @ 03:43

Dom, 05/12/10

 

Elementaríssimo, acabe-se com a espécie humana!
Mas nãol, há sempre uns estúpidos mentecaptos que sentem o instinto matrnal, que adoram crianças, e que, vejam só, abdicam das suas carreiras profissionais para ficar em casa e assim poder amar e educar melhor os filhos, que grandes bestas estes paizinhos, já deviam ter parado em vocês, que não tinham nada que ter nascido.
Incrível hein? Um livro sobre mulhjeres que não querem ser mães!? Isso quanto a mim é como escrever um livro sobre mulheres que não querem lavar a loiça.

Anónimo @ 16:40

Ter, 30/09/08

 

TNT, tiraste-me as palavras da boca. Estou extasiada. Finalmente descobri que não sou uma aberração. Há mais gente no mundo a pensar o mesmo que eu, o que não há é muita gente com os "tomates " necessários para sofrer as consequências de dizer que pensam assim. Não as censuro. Sei o que é ser olhada como um monstro, uma aberração, só porque se acha que a gravidez é de facto doença, o parto é das coisas mais hediondas de que já alguma vez ouvi falar e um filho pode destruír uma relação maravilhosa. E, sim, tens toda a razão, deixemos a vontade de ter filhos para as adolescentezinhas que, como já tenho conhecido, têm o "sonho de ser mães" e engravidam (ou fazem-se engravidar...) de pais também adolescentes, e sem o conhecimento dos mesmos. Elas que dêem à luz os seus "nenucos", de parto bem natural.

Edilinel @ 07:46

Sab, 04/10/08

 

Cara anonima,
Primeiramente peco desculpas pela falta de acentuacao, pois meu computador e novo e estou apanhando um pouco para configurar corretamente.

Bem, entao somos 2 aberracoes. Estou com 42 anos e no 2o. casamento e a tal vontade de ser mae ainda nao chegou. Por vezes entro em conflito interno. Qtas vezes me senti uma aberracao. Minha familia e grande e todos tem filhos, menos eu. Tenho uma irma q acredita q sou ranzinza, por isso nao quero filhos.
Na verdade todo ser humano e unico. Por + q todos queiram padronizar, sentimentos, emocoes e atitudes, creio eu ser isso imossivel. Todos temos realizades e verdades relativas. Cada um tem uma historia q culmina no q somos hoje. A tendencia e q pretedemos q os outros vejam a vida atraves de nosso olhos, o q nos mesmos ja fizemos um dia, copiando, nosso pais, amigos ou quem quer entrou em nossa vida atraves da midia, na escola, na familia, etc

Existe muito tabu sobre a maternidade, q ainda nao pode ser discutida abertamente sem que sejamos julgadas e condenadas.

Sei tb q nao e facil enfrentar tanto cobranca. As vezes tenho a impressao q ha algo errado comigo, no entanto, em outros momentos o conjunto de fatores q me fazerm nao querer ser mae acabam sendo + fortes.

Um super abraco



Agda @ 16:28

Sex, 19/06/09

 

Minha amiga, passo por situação semelhante a sua tenho 41 anos e casada pela segunda vez meu marido esta fazendo o mairo terrorismo porque quer ter filho. Mas, eu não quero, não quero e não quero. Apesar de amar muito minha filha do primeiro casamento sei a trabalheira que dá e graças a Deus já esta casada e formada a custas de muito sacrifio.. Não quero passar noites acordada outra vez, me olhar no espelho depois da gravidez e me sentir horrível ( parecendo com ET ) com baixa estima. Porque funciona assim nesta droga de sociedade que vivemos: a mulher tem que ter filhos, ser ótima esposa, ter dupla ou tripla jornada de trabalho, abrir mão dos estudos, da beleza, do humor e ainda continuar linda, senão a própria família do marido que tanto faz pressão para termos filhos dizem! Nossa você viu como ela engordou depois da gravidez, esta acabada, horroroza. Prefiro conviver com as cobranças da família dele mas me sentir feliz, trabalhar, ter minha profissional resolvida. Se ele quizer iir embora porque não quero ter filhos, fazer oquê apesar de amá-lo muito gosto muito mais ainda de mim.

Abraços

xsherida @ 16:06

Qua, 15/10/08

 

Gostaria de conhecer homens que nao querem ter filhos.


TNT @ 11:24

Qui, 16/10/08

 

Também eu!
Que eles dizem que não querem, depois vêm os papás a dizerem que querem ser avós e eles acagaçam-se todos!

Fabiana @ 00:43

Qui, 30/10/08

 

Você não sabe a felicidade que me proporciona ao escrever isso.

EU NÃO QUERO E NÃO VOU TER FILHO! E vão pra maternidade todas essas pessoas que se considerem superiores/vividas/maduras por terem conseguido a (explosão!) proeza de inchar um zigoto.

Ana @ 15:17

Ter, 11/11/08

 

A realidade é que os pais de hoje em dia dão um protagonismo enorme aos filhos. Vivem como se sem eles não existisse vida. Queixam-se e vangloriam-se quase sempre em função dos mesmos. Como se estes dessem sentido a uma vida que se pretende preenchida e vivida ao máximo. Assusta-me esse preenchimento desmesuradamente desiquilibrado porque dependente de terceiros. Os filhos crescem super-protegidos e chegam à adolescência com noções básicas de vida que permitem que os chamemos, muitas vezes, de inúteis.

Se é egoísta não ter filhos é igulamente realizarmo-nos através de terceiros que não tiveram uma palavra a dizer. E mais ainda quando é em função desses terceiros que fazemos depender as nossas vidas. O preço a pagar é pago pro eles mais tarde.

Há bons pais? Acredito que sim, mas a grande maioria aliena-se e tende a ter filhos para suportar uma vida que não quer vazia.

manuel correia @ 17:43

Sex, 14/11/08

 

ouvi hoje no rcp a existência deste blog.

como na altura do aborto levantei a ideia de que se os homens podem decidir não querer ter filhos, que a mesma ideia deveria ser alargada à mulher, mesmo que tenham sido mães.

ou seja; assim como um homem pode não assumir um filho,
a mulher também o deverá poder fazer.

assim; a ideia de não querer ter filhos é legítima e natural.

ps. só não gosto desta cor... no blog :)
.

Pesquisar
 
comentários recentes
meu caso é meio parecido,mas so houve beijo,mas ai...
Quando as variáveis filhos e questões financeiras ...
Boa Tarde,Depois de muito pesquisar na net sobre a...
Viva, gostei do tema e tem razão, as Portuguesas s...
Sim, eu sei. Mas o que dói nao é tanto o que se pa...
Ele não contou porque achou que, se a Anónima não ...
Posts mais comentados
Arquivos
2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D