tsetse @ 00:01

Qua, 01/08/07

É muito usual ouvir dizer que as mulheres têm um problema com a tecnologia, que têm graves dificuldades em aprender a usar os computadores e outras máquinas. Pois eu acho que este não é um problema genético, mas um problema sociológico.

Desde pequenas, as mulheres são incentivadas a brincar com bonecas, a aprender a bordar e a ajudar a mãe nas tarefas domésticas. No entanto, aos seus irmãos são dadas caixas de ferramentas do Bob o Construtor, pequenos computadores, objectos telecomandados e Legos. Embora hajam excepções, as expectativas que as crianças do sexo feminino sentem são muito diferentes das dos homens.

Depois, quando chegam à adolescência, aumenta a pressão do resto da sociedade: se são gordas ou feias, são hostilizadas pelos rapazes; se andam mal arranjadas, são hostilizadas pelas outras raparigas; se não são boas donas de casa, são hostilizadas pelas tias e avós. De repente, espera-se que elas se preocupem com dietas, cremes, moda, lides da casa, bronzeados e acessórios. Desde logo, ficam com parte do tempo e da capacidade de atenção ocupados. Enquanto isso, os rapazes já aprenderam BASIC para quitar o spectrum, HTML para fazer um site e como programar os seus novos Legos Mindstorms.

Por isso, é óbvio que encontramos mais homens com gosto pela tecnologia!
Queriam milagres?

Tsetse


Mike @ 01:07

Qua, 01/08/07

 

Pois isso é tudo verdade, mas (há sempre um "mas") depois as mulheres queixam-se que os homens fucionam como máquinas, sempre previsiveis e sem sentimentos! Por isso nunca me dediquei muito a aprefeiçoar os meus "tecnologic skills". Preferi sempre agradar mais às mulheres do que ter jeito para essas panasquices da tecnologia!!!!!!!
E quanto a ti, TseTse, tenho uma leve impressão que toda tu és qualidades, por isso, para ti, tecnologia não é problema!


tsetse @ 01:40

Qua, 01/08/07

 

Mike, voltaste! E mais gentil do que nunca!


Mike @ 20:40

Qua, 01/08/07

 

TseTse,
Voltei, voltei, voltei de lá, ainda agora andava a passear numa qualquer cidade europeia e agora já estou cá! (isto está com uma métrica estranha, mas o que importa é que rima como a original!)
Ás vezes as férias fazem bem, outras vezes fazem mmuuuuito (isto soa ao som de uma vaca, não soa??) bem. A mim fizeram-me voltar igual a mim próprio, mas a sentir-me melhor!
Quanto a dizeres que voltei «mais gentil do que nunca», são coisas que me saem naturalmente, depois de ler os teus textos!
:-))

Pesquisar
 
comentários recentes
meu caso é meio parecido,mas so houve beijo,mas ai...
Quando as variáveis filhos e questões financeiras ...
Boa Tarde,Depois de muito pesquisar na net sobre a...
Viva, gostei do tema e tem razão, as Portuguesas s...
Sim, eu sei. Mas o que dói nao é tanto o que se pa...
Ele não contou porque achou que, se a Anónima não ...
Posts mais comentados
Arquivos
2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D