tsetse @ 00:01

Qua, 01/08/07

É muito usual ouvir dizer que as mulheres têm um problema com a tecnologia, que têm graves dificuldades em aprender a usar os computadores e outras máquinas. Pois eu acho que este não é um problema genético, mas um problema sociológico.

Desde pequenas, as mulheres são incentivadas a brincar com bonecas, a aprender a bordar e a ajudar a mãe nas tarefas domésticas. No entanto, aos seus irmãos são dadas caixas de ferramentas do Bob o Construtor, pequenos computadores, objectos telecomandados e Legos. Embora hajam excepções, as expectativas que as crianças do sexo feminino sentem são muito diferentes das dos homens.

Depois, quando chegam à adolescência, aumenta a pressão do resto da sociedade: se são gordas ou feias, são hostilizadas pelos rapazes; se andam mal arranjadas, são hostilizadas pelas outras raparigas; se não são boas donas de casa, são hostilizadas pelas tias e avós. De repente, espera-se que elas se preocupem com dietas, cremes, moda, lides da casa, bronzeados e acessórios. Desde logo, ficam com parte do tempo e da capacidade de atenção ocupados. Enquanto isso, os rapazes já aprenderam BASIC para quitar o spectrum, HTML para fazer um site e como programar os seus novos Legos Mindstorms.

Por isso, é óbvio que encontramos mais homens com gosto pela tecnologia!
Queriam milagres?

Tsetse



brunomiguel @ 00:56

Qua, 01/08/07

 

O problema é mais genético que social. O sexo feminino, na maioria das espécies animais, sempre foi mais familiar e o sexo masculino mais "técnico".
É a natureza! E a educação não a consegue contrariar.

Kika @ 01:20

Qua, 01/08/07

 

Isso da natureza e do que é feminino ou masculino são apenas construções sociais. Não mistures a genética nisso porque, se durante séculos, a mulher foi passada para 2º plano na sociedade, e cotada como menos hábil, mais débil etc etc.. tornou-se de tal forma habitua essa conotação que a apelidam de natural quando é sociológico. Mais ainda, esse "desde sempre" é mais uma vez social, o facto de uma mulher estar vulnerável durante a gravidez, há uma associação a desprotecção e portanto fraqueza por parte da mulher. Muito por culpa da própria mulher, sempre houve uma aceitação de tal condição, o que piorou e fez com que se acredite nessa natureza que de natural ou genético não tem muito. Já agora caso não saibas ficas a saber que sempre houve uma necessidade por parte do homem de se superiorizar à mulher por esta ter a capacidade de dar à luz, daí que em algumas tribos e até mesmo nos Judeus, haja a circuncisão masculina, a ideia da circuncisão, nos tempos primórdios era a do simbolismo de jorrar sangue como a mulher o faz quando dá à luz. Noutras culturas, na nossa por exemplo, era a matança do porco, atribuída a tarefa ao homem. Mas isto não sou eu a dizer, Bourdieu e outros que tais teorizaram sobre isso... :)


brunomiguel @ 01:57

Qua, 01/08/07

 

Vamos lá ver se este comentário passa.

Kika, mete a filosofia, as teorias sociais e essa mentalidade tacanha de lado, deixa-te de fazer de vítima e coitadinha, informa-te sobre a evolução humana desde os primórdios da humanidade e sobre a nossa genética (como eu fiz, com algumas publicações científicas lidas e muitos documentários vistos sobe o assunto) e depois opina. É melhor que mandar umas postas de pescada ao ar.

As mulheres vivem mais tempo que os homens - genética.
Os homens têm melhor técnica no manuseamento de ferramentas - genética
As mulheres comunicam melhor- genética
Os homens estacionam melhor que as mulheres - genética e não "construção social"
Isto é um bom ponto de partida para te informares melhor sobre a temática.



Este blog é o local de encontro das feministas extremistas, que passam a vida a reclamar dos homens, mas não os dispensam por nada, digam o que disserem. É por vossa causa que dou razão a quem diz que cada vez à mais mulheres que querem ser homens à força.


tsetse @ 02:06

Qua, 01/08/07

 

E o que é para ti mulheres que "querem ser homens à força"? É terem a ousadia de supor que, com a mesma educação e oportunidades, poderiam ter as mesmas capacidades do que tu?



brunomiguel @ 02:10

Qua, 01/08/07

 

tseste, estas a deturpar o que disse. Eu nunca disse que as mulheres não deviam ter o mesmo direito que os homens; isso és tu a insinuar.
Quer gostes, quer não, a genética sempre teve um papel importante. Porra, vocês até estão melhor que nós, no que toca a cromossomas.


brunomiguel @ 02:16

Qua, 01/08/07

 

Correndo o risco de vir a ser "crucificado" em público, digo-te, defendo o casamento entre homossexuais. Têm tanto direito a casar como um casal hetero. Não sou é fã do casamento (em geral), mas isso é outra história.

um pequeno off-topic: vocês só fazem isto para ver as reacções, ou estou errado?

De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Pesquisar
 
comentários recentes
meu caso é meio parecido,mas so houve beijo,mas ai...
Quando as variáveis filhos e questões financeiras ...
Boa Tarde,Depois de muito pesquisar na net sobre a...
Viva, gostei do tema e tem razão, as Portuguesas s...
Sim, eu sei. Mas o que dói nao é tanto o que se pa...
Ele não contou porque achou que, se a Anónima não ...
Posts mais comentados
Arquivos
2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


subscrever feeds