Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O Interno Feminino

Divagações e reflexões do mundo no feminino. Não recomendado a menores de idade ou a pessoas susceptíveis.

"Mulher de amigo meu é homem para mim"

Avatar do autor TNT, 17.05.07

Num jantar com um dos meus banho-maria, leia-se um galdério de primeira, quando em conversa com mais amigos se fala de um conhecido comum. Ambos surfistas, com uma corte invejável de garotas, escandalizava-se o meu menino, porque o outro se tinha enrolado com a XXX. Ela, casadíssima com um elemento das nossas relações, mãe de filhos e supostamente respeitável.

- Vê lá... como é que ele com tanta gaja se foi logo embrulhar com ela... Já viste que mau? Eh pá, ela é casada com o nosso amigo... Isso não se faz... Mulher de amigo não se toca e tal e tal.
Isto vindo de um dos maiores engatatões amorais da história! Mas muito bem apessoado, diga-se em abono da verdade....

Os homens com estas teorias que "mulher de amigo meu é homem para mim" só demonstram mais uma vez a sua insegurança territorial.
 
O problema não é a imoralidade de sacarem a mulher do amigo. O problema é se o amigo vem sacar a mulher deles! Tudo se resume a isso!

Seria bom demais achar que eles de repente eram inundados de moralidade e bons costumes, de consideração pelo próximo ou ainda de algum respeito ou até altruísmo, que é um conceito absurdo e perfeitamente desconhecido do vocabulário masculino.

Ou seja, a teoria da "mulher de amigo meu é homem para mim" não passa de uma grande hipocrisia, leia-se medinho...

Não é que as mulheres andem por aí a papar os maridos das amigas. Mas a verdade é que não temos regras rígidas de "homem de amiga minha é mulher para mim"...

Das duas uma: ou anda tudo numa de grande moralidade e estas histórias afinal deixaram de existir, ou então virámos todos homossexuais...

TNT

63 comentários

Comentar post

Pág. 3/3