Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O Interno Feminino

Divagações e reflexões do mundo no feminino. Não recomendado a menores de idade ou a pessoas susceptíveis.

A Bela burra

Avatar do autor tsetse, 13.03.07

Domingo, depois de ver os Gato Fedorento na RTP1, passei pela TVI e deparei com um novo programa. Decidi ver uns minutos, para perceber o que era. Trata-se de um concurso onde os concorrentes chegam aos pares, constituídos por uma mulher bonita e um homem inteligente. Assim, à primeira vista, pensei logo: então porque é que não arranjam logo uma mulher bonita e inteligente, poupavam logo uns cobres. Mas ainda não tinha percebido a verdadeira essência do programa. A parte que eu vi consistia num jogo onde se mostrava uma fotografia de alguém famoso e a menina (supostamente linda e burra, porque pelos vistos é isto que eles acham que o povo espera de uma mulher bonita) tinha que adivinhar quem era. Se não adivinhasse à primeira, o apresentador, todo simpático, dava mais umas dicas, para ajudar. Do que eu consegui ver:

Fotografia 1: Agustina Bessa-Luís
Ela: Não sei. (normal, pensei eu, pode não conhecer a cara da senhora)
Apresentador: É uma poetisa portuguesa e o nome começa por Agustina.
Ela: Não sei. (pois, que há tanta poetisa portuguesa que se chama Agustina, que é difícil... or not...)
Apresentador: O segundo nome é um nome de um estádio
Ela: Agustina Benfica? (ah, espera lá, isto de nem saber o nome da Catedral do glorioso já é exagero!)
Apresentador: Agustina Bessa-Luuuuu....
Ela: Agustina Bessa-Luz? (bem, pelo menos redimiu-se quanto ao nome da Catedral)

Fotografia 2: Fidel Castro com a farda de sempre
Ela: Não sei.
Apresentador: Primeiro nome é Fidel e é presidente de Cuba.
Ela: Não sei. (pois, que isto de presidentes em Cuba é aos molhos, por isso é muito difícil)

Conclusão: Escolheram as concorrentes a dedo, para fazer rir o povinho.

Mas, na minha opinião, este tipo de programas só servem para denegrir mais a imagem da mulher e das pessoas que têm algum cuidado com a sua imagem. Será que um dia destes, para parecermos competentes, teremos que nos fantasiar de feios e desarranjados?

Tsetse

33 comentários

Comentar post

Pág. 1/2