convidado @ 11:59

Qui, 23/11/06

Vamos supor a seguinte situação, que por acaso (e só por acaso) não é verdadeira: imaginemos que eu fui traída, terminei a relação, mas agora e dado o arrependimento sincero do meu companheiro, decidi voltar. Faço as malas, coloco a toilette mais sexy que encontrar, e lá vou eu.
Chego, dou uns amassos no moçoilo, vivo uma segunda lua de mel, até que estou assim sem nada para fazer e me ponho a pensar: Ora bem, agora que estou de novo nesta relação, com o mesmo tipo que não pensou duas vezes antes me trair, como vai ser? Conseguirei realmente confiar nele? Se o palerma me traiu uma vez, não será porque ele acha que essa é uma alternativa possível? Não estará na base dos seus princípios morais? Será que, da próxima vez que ele estiver a apanhar seca e com crises emocionais, não achará normal encontrar uma alternativa divertida?
Outra questão: será que poderei respeitá-lo para todo o sempre? É que não abona nada a seu favor, ter traído uma pessoa como eu!
Depois, já me estou a imaginar num momento difícil, a dizer coisas como:
"Ai não queres que eu vá jantar com o meu amigo? E então porquê? Achas que sou da tua laia e que te vou trair só porque sim?" ou... "Oh meu menino! É melhor ser viciada em compras do que andar por aí, a trair a confiança de quem gosta de mim". Coisas desagradáveis, com certeza, mas que nos saem nos momentos de maior irritação.

Por isso, a minha questão é: será possível construir uma relação saudável, com respeito e igualdade, depois do perdão? Parece-me difícil. Porque perdoar não é esquecer.

É por estas e por outras, que a maior parte das pessoas opta por mentir. Negar tudo até ao fim. E, sinceramente, não me parece nada má escolha.

Bee



amazonas @ 10:58

Seg, 27/11/06

 

Pois eu concordo plenamente, esconder, manter em segredo, fazer de conta: Nada como isso quando realmente se quer manter uma relação estável, pois nestas coisas de relacionamentos os fantasmas jámais desaparecem, e nada, nunca mais, volta a ser o mesmo após uma confissão

Gostei da abordagem!.


likethis @ 09:26

Qua, 29/11/06

 

Pior do que trair ou ser traído, é a desconfiança de que isso pode estar a acontecer, quando nos acusam injustamente de que traímos...digo-vos...é um sentimento terrível e que às vezes leva ao afastamento dos amigos, com a esperança que essa má onda passe...gosto muito do teu post ...tem um bom dia

psiquê @ 21:12

Qua, 29/11/06

 

É dificil termos 1 opinião generalista sobre este assunto... bem, sobre uma série de assuntos, mas este particularmente. É q tendemos sp a julgar de acordo c o q nós somos, de acordo c as exp de vida q tivemos...e todos os demais mortais são diferentes de nós, pq tiveram exps diferentes. Eu dificilmente aceitaria de volta alguém q me tivesse traido. Concordo c vocês de q seria mto difícil voltar a confiar... E depois há a questão das DST. Eu já trabalhei c toxicodeps em contexto clínico, e nem todos têm o aspecto de 'carocho' facilmente detectavel à distância. Mtos têm bom aspecto, bons empregos, e uma, ou duas ou 3 namoradas. Soube de 1 caso em q ele era HIV+, era casado, e tinha 1 namorada. Nem a namorada nem a mulher sabiam da existência uma da outra, nem nenhuma delas sabia do HIV. Sabiam q era toxicodep. Aliás, ele ia às consultas frequentemente acompanhado quer por uma, quer por outra, e a médica q o seguia era obrigada a sigilo profissional... Isto é complicado. Minhas senhoras - e senhores! - cuidado! E depois há a dependência- monetária tb, mas sobretudo psicológica- do outro. Há quem pedoe repetidamente pq acha q n consegue melhor... Mtas xs pq já desde trás a educaram assim... a achar q n valia nada, q n merecia melhor. Minhas amigas, merece-se sp melhor! (não é q haja por aí homens bons debaixo de cd pedra, mas é tão bom procurar...)

Feminista_no_Masculino @ 22:03

Qui, 07/12/06

 

A minha modesta opiniao e muito longa e chata, sobretudo sem interesse, mas se tentar analisar a situacao mais superficialmente, heis o que penso:
O verdadeiro problema reside na CONFIANÇA. Na minha opiniao, para uma relacao resultar ( a longo termo ), é obrigatorio existir confianca. E tal como dizia Nietsche :
"Eu não me importo que me tenhas mentido, importo - me que nunca mais poderei acreditar em ti".
O acto de traição quebra a confiança e imediatamente condena uma relacao ao insucesso. Independentemente do acto ser isolado ou nao, pois a desconfianca do alvo da traicao nao se modifica com as boas intencoes do traidor.
Para voltar a funcionar, a confianca tem de ser restaurada (processo que apenas se completa no limite) ou seja so e melhorada com o tempo, nunca completamente restaurada.
Existem caso de sucesso, mas essas relacoes sao relacoes que eu considero verdadeiramente saudaveis, e sao de dependencia entre parceiros (U dont wanna get me started on that!!! =) )

PS - Porque e que nao consigo ser sucinto!?!?!? ='(
Desculpem, e cumprimentos

Feminista_no_Masculino @ 22:18

Qui, 07/12/06

 

Nao consegui conter - me!!
Uma relacao saudavel e cada vez mais rara, por uma simples razao: As pessoas teem receio de se entregar umas as outras!
A dependencia entre ambos e essencial, nao so emocional como afectiva e sexual. E um salto de fe! Amor nao e nada mais do que fe no amor do parceiro por nos e no nosso por ele! E nessas relacoes a facada e impossivel se ambas as pessoas forem realmente dependentes uma da outra!! Pois ao trair a outra pessoa esta-se a condenar -se a si proprio, pois depende do outro!! Mentir como solucao tambem e impossivel, pois implica egoismo, implica querer manter as coisas a "funcionar" pois assim o querem! Mas a outra pessoa tem fé em ti, o que implica que tu lhe deves honestidade, e deves ter os "virtuais tomates" para arcar com as consequencias dos teus actos, respeitando aquela que supostamente e a pessoa que tu amas, que depende de ti e de quem tu dependes.
Sem querer ser ofensivo, na minha opiniao a mentira como veiculo defensivo e cobardia, pura e simples. Pois, se fores honesto contigo tu sabes que a escolha que fazes provem da TUA vontade de manter a relacao, nao dos sentimentos do outro. Pois se nao quisesses manter a relacao, contavas tudo tintin por tintin.
I'm mad!!

unresigned @ 20:04

Ter, 02/01/07

 

Nunca passei por isso.
Mas conheço de perto um casal que conseguiu ultrapassar isso e tem funcionado bem para eles. Parece-me, até, que os aproximou, que os tornou mais fortes, terem passado por isso. Abriram-se mais um com o outro, a atitude de ambos mudou e até hoje estão juntos.

O que não quer dizer que tenham esquecido, principalmente a parte que foi traída. E que a dúvida não persista. Não sei, cada caso é um caso. Não existirão fórmulas universais para as questões do coração.

maria jose @ 16:30

Qui, 18/01/07

 

pois.....aconteceu-me!
e agora?
saio, fico...faço igual?

Bee @ 17:13

Qui, 18/01/07

 

Oh cara Maria José... gostava de ter uma resposta miraculosa para lhe dar. Mas, como viu pelo texto, não saberia o que fazer numa situação dessas. Seja qual for a solução escolhida, tente fazê-lo com classe! Temos sempre que manter a classe!

TONE @ 11:58

Qui, 31/05/07

 

Faça o mesmo!
Satisfaça-se!
Se isso a levar a sentir-se melhor consigo, nem pense duas vezes!
Não dê a outra face! (o Outro deu-a e acabou cravado na cruz...)

TONE

Zelinda @ 23:52

Seg, 04/06/07

 

Pois é, eu não aconselho ninguém a perdoar. Eu já cometi esse grande erro. E o que é que ganhei em troca? Uma nova traição!! Com a mesma tipa!

Alexa @ 13:04

Ter, 19/06/07

 

Traição... Quando a descobri o meu Mundo parece desaparecer. Notie que os sinais estavam todos lá mas qe não quisemos ver. Todas as histórias mal contadas, todasas incongruências. Fui traída e durante muito anos. Não é abonatório para mim dizer que fui a «outra» sem saber...Mas é a verdade! Era a namorada «oficial» e a certa altura ainda sem conseguir perceber porquê passei para os bastidores da vida dele e não quis ver isso.
O pior é que ele nega, continua a negar que tem outra mulher... a oficial, mas não faz nada para me provar que sou a«unica»... Diz que os amiigos e colegas de trabalho mentiram, até mesmo o pai dele mentiu! Descobri que passei horas, dias ao lado de um mentiroso complusivo... Não conseguirei esquecer... nem a traição, nem a falta de respeito demonstrada pelas mentiras...
Se ele quisesse voltar para mim? Hum... não creio que voltasse a ter a confiança que tinha, ou sequer quer teria alguma confiança... Perdoar? Talvez um dia quando a ferida sarar... Para já é demasiado duro sentir que entreguei todo o meu amor a alguém que me traiu, mentiu.

chica @ 20:13

Ter, 09/10/07

 

como eu te compreendo...

Sana @ 18:00

Sab, 28/07/07

 

Pois...k tema mais komplikado...


Descobri k tinha sido traida pela propria rapariga km kem fui traida...o pior e k ele nega... e age km s foxe a unika pexoa k n tem kulpa d nd nesta historia kd na vdd e o maior kulpado...o pior e k gosto mt dele e n o ksgo eskecer...

Perdoar?? n sei s perdoaria..ms n e bem pela traição ms sim pela maneira k o soube e a negação dele em relaxao a algo k sei e ele sabe ser vd...

Mas kunhexo um kasal em k ela o traiu... mais tarde conversaram ela arrependeu.s e hj xtao kasados e mt felixes!!

Pesquisar
 
comentários recentes
meu caso é meio parecido,mas so houve beijo,mas ai...
Quando as variáveis filhos e questões financeiras ...
Boa Tarde,Depois de muito pesquisar na net sobre a...
Viva, gostei do tema e tem razão, as Portuguesas s...
Sim, eu sei. Mas o que dói nao é tanto o que se pa...
Ele não contou porque achou que, se a Anónima não ...
Posts mais comentados
Arquivos
2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D