tsetse @ 23:53

Seg, 18/07/11

E se um dia conhecessem o homem dos vossos sonhos e ele vos dissesse que era bissexual? Monogâmico, mas com alguns ex-namorados no repertório?

 

Quando faço esta pergunta aos homens (versão mulher dos sonhos deles) a resposta é quase sempre a mesma. Que não faria diferença. Quando coloco a pergunta a mulheres, até agora e com a excepção das mulheres que também são bissexuais, recebo a resposta contrária. Ouço um "Não, não era capaz" ou um "Só de imaginar que ele esteve com outro homem, até fico mal disposta".

 

O que levará a esta dicotomia? Será que as mulheres são menos liberais? É uma hipótese, mas não me parece que seja a principal razão. Tenha a impressão de que as mulheres associam um homem que se sente atraído por outro a feminilidade e falta de testoterona.

 

Para além disso, não gostam de pensar no seu mais que tudo enrolado com outra pessoa e, perante a notícia da bissexualidade, não podem deixar de imaginar o rapazinho em posições menos próprios com outro marmanjo qualquer. E isso não é nada sensual.

 

Ao contrário dos homens, que desde novinhos vêem pornografia, alguma dela envolvendo várias moçoilas bastante amistosas umas com as outras, as mulheres, para além de consumirem menos este tipo de conteúdos, quando querem ver alguma coisa, normalmente vêm imagens produzidas para homens heterossexuais. Imagens essas que, normalmente, não incluem homens a acariciar outros homens. Por isso, estas não são imagens que populem o seu imaginário.

 

E vocês? O que pensam?

 

* ilustração de Roxy Lady



Béli @ 00:32

Ter, 19/07/11

 

Acho que é mesmo por isso. Eles põem-se logo a imaginar duas ou três ou mais mulheres e gostam do que vêm. Nós, pelo contrário, mais pudicas, não achamos tanta graça.

Homem Visga @ 17:36

Ter, 19/07/11

 

Eu vejo de tudo em vídeos. Até podia ser bi um dia, mas custa-me um bocadinho a imaginar...

Quanto ás mulheres não sou entendido na matéria, mas não me importava nada que a minha namorada fosse bi desde que ela me deixasse provar a outra! :)


tsetse @ 18:59

Ter, 19/07/11

 

Caro "Homem Visga", neste exercício, estamos a supor que a outra pessoa é "monogâmica". Ou seja, a sua suposta namorada bissexual não iria namorar consigo e com uma mulher ao mesmo tempo. Por isso, não haveria ninguém para "provar". Só um passado para enfrentar.

Joana f. @ 17:45

Ter, 19/07/11

 



Pela minha experiência, por todos os casos desse género que conheco.. Um homem bissexual é sempre, SEMPRE uma paragenzinha antes de se assumir homossexual. Mais cedo ou mais tarde, todos os bissexuais que conheci (e histórias que ouço) acabam por se relacionar apenas com homens. Alguns podem dar umas voltinhas de vez em quando com uma mulher, mas todas as relaçoes mais sérias sao com homens, e a "cara-metade" é sempre homem.


Por isso, se me deparasse com uma situação assim, e se como diz no post achasse que ele era o homem dos meus sonhos e gostasse mesmo dele, fugia a sete pés, for the sake of my heart !! - porque mais cedo ou mais tarde iria ser trocada por um homem.
Claro que, se fosse só para dar umas voltinhas, acho que não me importava, mas nunca me envolveria mais do que isso - é um jogo em que à partida já perdi.


tsetse @ 19:07

Ter, 19/07/11

 

Joana, fiquei intrigada com essa "constatação" de que todos os homens que conhece e que eram bissexuais acabaram por escolher passar o resto da vida com outro homem. Tenho que investigar isso...

Sei que essa teoria não pode ser aplicada a mulheres. A maioria dos casos que conheço provam o contrário. Mas isso não implica que seja a regra.

Aqui está um bom tema de estudo para uma tese!


Joana f. @ 12:50

Qua, 20/07/11

 



Sim, é exactamente isso, nas mulheres é o oposto. Vá-se lá saber !

Brisa @ 18:25

Ter, 19/07/11

 


Saber que o gajo era bi talvez fosse coisa para me passar ao lado (nunca me vi em tal situação), muito mais fácil de aceitar do que se ele tivesse outra. É que eu sou comparável a outra mulher (com tudo de bom/mau que uma comparação acarreta), mas jamais serei comparada a outro homem. Logo, sendo duas naturezas tão distintas, a probabilidade de me incomodar com isso seria bem menor. A minha única condição seria nunca me pedir para "assistir", que isso de dois gajos juntos não é coisa que me dê entusiasmo, confesso. Se se tratasse de uma experiência do passado, então nem gastaria mais de um minuto ou dois a pensar no assunto. O passado de cada um é o passado de cada um, se se ama uma pessoa no presente ama-se o resultado de um passado (excepção feita a situações graves, nomeadamente crimes).

Mike @ 19:01

Ter, 19/07/11

 

É de facto verdade que imaginar uma namorada ex-fufa é mais fácil para um homem, do que uma mulher imaginar um ex-bicha, ou ex-panisgas!


Convencionou-se que o acto sexual envolvia um homem e uma mulher e apenas o homem introduzia alguma coisa (espera-se que seja alguma coisa digna de registo!) na mulher.


Ora, imaginar uma mulher a introduzir algo noutra mulher está mais próximo dos padrões convencionados do que um homem introduzir alguma coisa noutro homem.


Nestes novos cenários, a verdade é que a primeira imagem que nos passará a todos nós, os convencionais, na cabeça é:
mulher introduzida = cara de prazer
homem introduzido = cara de dor
Não há nada a fazer, são os neurónios espelho.


Pensamento dos amigos após a amiga apresentar o novo namorado ex-panisgas: "ah abafavas a palhinha e gostavas, ó mariconço!". "este aqui nunca vai jogar futebol connosco, e muito menos partilhar o balneário". "Chiça, quando estivermos só entre gajos não me posso esquecer de não coçar os tomates à frente dele, não vá ele pensar que é um sinal!"


Pensamento dos amigos após o amigo apresentar a nova namorada ex-lésbica: "ah sua maluca!". Seguido de: "E se ela tiver uma recaída ainda se safa com duas!"


Agora sugiro uma nova reflexão: e se um homem descobrisse a mulher da sua vida e depois soubesse que ela era ou tinha sido hermafrodita? Sabem o que isso seria? Seria a telenovela "Sedução" da TVI! 
Muito Bom! Digam lá que não teve piada?


tsetse @ 19:19

Ter, 19/07/11

 

Mike, que comentário mais preconceituoso... Temos que nos modernizar, não?



(e sim, a piadinha estava muito gira, mesmo para quem não conhece a novela que referiste, como é o meu caso)

Mike @ 19:43

Ter, 19/07/11

 

TseTse, mas não era mesmo sobre preconceito que visava o tema do post? Só o ilustrei de acordo com o que me parecem ser os pensamentos das maiorias! O que achei e acho do meu comentário é que o ilustrei de uma forma rudimentar!
Eu sou moderno! Visto peças cor-de-rosinha! Uso cremes! E conheço, respeito e dou-me bem com gays e lésbicas que são pessoas notáveis (melhores que muitos hétero)!



Alex @ 09:52

Qua, 20/07/11

 

AFAIK, é muito mais fácil encontrar uma mulher bissexual do que o equivalente masculino; por isso não acho que as mulheres sejam menos liberais nesse contexto. É das poucas coisas de qual os homens sabem muito bem o querem; As mulheres...nem sempre. :)
Quanto á pornografia, é outro campo que da pano para mangas, porque se considerar-mos que para os homens a excitação visual é muito mais importante, e que para as mulheres a pornografia tem de ser menos explicita e mais "histórica"/emocional (também conhecida por pornografia softcore ou filme pornográfico disfarçado de erótico), nem há lugar para uma verdadeira discussão.
Voltando à questão central, acho que o machismo, que também nas mulheres, pode influenciar essas preferenciais/tendências. É aquela ideia de que duas raparigas a beijar-se é muito fixe; mas dois gajos é nojento....porquê? Talvez o machismo seja parte da resposta.

Bianco @ 19:42

Qua, 20/07/11

 

Olá,


Eu julgo que é uma questão essencialmente cultural com antecedentes históricos e religiosos. Eu sempre fui hetero e nunca tive a minima atração por homens e também nao acredito em bissexuais  homens. Concordo com a comentadora acima, porque tenho dois amigos que são gays assumidos e até lá andaram uns bons anos em ambos os barcos até se decidirem qual a melhor direção.
Interessante a bissexualidade feminina nos filmes porno. Ela é mais importante do que à primeira vista parece. Ali pelo meio dos filmes há sempre uma cena de duas atrizes a se lamberem e isso é importante porque ao contrário da maior parte das cenas entre homens e mulheres que é mais gráfica e violenta (especialmente no "fogo-de-artificio" final :), elas ao se lamberem mostram que há muito mais para fazer que apenas sexo convencional e anal. Muitos homens aprendem com isso, acredita :)


Eu não me importaria de ter uma namorada ex-bi, mas tenho a certeza que a minha namorada não gostaria nada que eu lhe dissesse que já tinha tido experiências homo, caso isso fosse verdade, e porquê? Porque em questões sexuais as mulheres são muito mais preconceituosas e tradicionalistas que os homens. Conheço casos de amigos que nunca fizeram sexo anal com a namorada/mulher porque elas não querem sequer conceber essa ideia. Se não concebem essa ideia jamais aceitarão que o parceiro já tenha feito isso alguma vez. E essa cultura/educação ainda  prevalece na cabeça da maioria das mulheres.


antiego @ 17:04

Seg, 25/07/11

 

Para quê tanta intelectualização? Acho que isto se resume a uma questão de gostos. Não tem muita explicação, se bem que bateu a afirmação de que as mulheres talvez sejam mais tradicionalistas e preconceituosas.


Posto isto, só me resta explicar a dicotomia assim:


Um namorado não se sente ameaçado em relação à sua namorada bi, porque ele tem algo que  nenhuma mulher nunca lhe poderá dar.


Uma namorada sente-se ameaçada em relação ao seu namorado bi, porque qualquer homem lhe poderá dar o que ela não pode.

E esta hein! Chupem.


Ardnaxela @ 21:42

Seg, 01/08/11

 

Sinceramente não seria nada que me fizesse tirar o sono ou fugir a sete pés. Aliás se o homem da minha vida me dissesse que já teve sexo com outro, que já frequentou bares/discotecas frequentadas por homossexuais o máximo que lhe poderia acontecer era ver-se obrigado a responder a todas as minhas perguntas acerca se tinha gostado e como era e blá blá blá ou seja, a satisfazer a minha curiosidade. Se lhe daria com os pés? Não. Se teria medo que ele me trocasse por outro homem? Não. Se me sentiria ameaçada sempre que um homem mostrasse interesse por ele? Não mais do que aquilo que sentiria se fosse uma mulher. Porquê? Porque se ele estava comigo é porque decidiu estar comigo e se tomou tal decisão é porque, certamente, eu significava algo mais do que um mero passatempo até que ele encontrasse o homem da sua vida. Não percebo essa ideia que se tem acerca de ser fantástico existirem mulheres bi e ser nojento homens bi , para mim é uma ideia sem qualquer fundamento. 

Francieli @ 19:59

Sab, 26/11/11

 


Nossa essa situação é realmente difícil , também acho q a maioria das mulheres não tem acesso as essas informações , é exactamente como foi comentado, imaginar um homem com outro homem, é realmente muito complicado . Meus parabéns a criadora do Blog, assuntos muto comuns no dia-a-dia . Eu simplesmente Amei o Blog !

Pesquisar
 
comentários recentes
meu caso é meio parecido,mas so houve beijo,mas ai...
Quando as variáveis filhos e questões financeiras ...
Boa Tarde,Depois de muito pesquisar na net sobre a...
Viva, gostei do tema e tem razão, as Portuguesas s...
Sim, eu sei. Mas o que dói nao é tanto o que se pa...
Ele não contou porque achou que, se a Anónima não ...
Posts mais comentados
Arquivos
2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D