tsetse @ 11:14

Sex, 03/06/11

Noutro dia, uma amiga minha confessava-me, com grande desgosto, que tinha visto o marido da prima a dar um beijo a outra mulher. Para ela, o casamento da prima representava a relação ideal. O marido tinha uma tal adoração pela prima, que fazia tudo para que ela se sentisse melhor. Fazia quase todas as tarefas domésticas; fazia massagens à mulher todas as noites, para ela dormir melhor; olhava para ela sempre com o olhar mais apaixonado do mundo; etc. Um verdadeiro marido exemplar.

Poucas semanas depois, estava com outra amiga, quando chegou uma velha amiga dela, a Raquel. A Raquel começou a contar as novidades e, no meio de várias histórias, veio a história da sua melhor amiga, a Maria. A Maria, segundo ela, era a mulher mais sortuda do mundo. Como na história anterior, tinha o marido ideal. Ele fazia frequentemente viagens de 600 Km para ir levar e buscar a mulher a casa dos pais, para ela não ter que andar de comboio sozinha; estava sempre atento a todas as necessidade dela e não podia ser mais querido. Tudo muito bonito, se eu não conhecesse o marido da Maria e não soubesse que ele anda envolvido com outra mulher.

A questão é: o que leva estes maridos exemplares a trair as mulheres que parecem adorar?

A minha primeira teoria é a de que eles se cansam de viver em estado de adoração constante e começam a ter necessidade de ter também alguma atenção. 

A segunda teoria é a de que todas as relações têm uma data de validade. Mesmo as mais perfeitas. Por questões instintivas e animalescas, os homens precisam de novidades e, os que são fracos, não se controlam perante a beleza alheia.

Mais teorias são sempre bem vindas.


Nota: Os nomes e alguns pormenores foram alterados, para não revelar a identidade dos envolvidos


Charles Darwin @ 12:28

Sex, 03/06/11

 

Olá...

Eu partilho um pouco da última teoria. Concordo quando falas em
"instintivas e animalescas".
Vamos aprofundar:

Na minha opinião as pessoas hoje em dia esquecem-se que somos animais.
Somos muito inteligentes, evoluídos, sociais, etc... e dá ideia que ao
termos estas qualidades, deixamos de ser "animais" e que temos de nos
comportar como robots ao sabor dos bons comportamentos das culturas e
sociedades.
Nós só chegámos aqui por causa da nossa evolução e principalmente, e
como em todas as outras espécies, pela nossa reprodução.
Como em qualquer outra espécie, a reprodução é algo de muito bom. Caso
contrário não haveria perpetuação da espécie e a levaria à sua
extinção.

Esses - e outros - comportamentos descritos neste artigo são na minha
opinião os nossos instintos (há quem defenda que o ser humano não tem
instintos) mais básicos e que perduram desde os primórdios do ser
humano. Há que perpetuar a espécie. O homem no seu estado menos
evoluído (socialmente, tecnologicamente) não se ficaria com uma mulher
para o resto da vida. Teria que fazer perpetuar a espécie. Ter
relações com o máximo de mulheres possíveis. É a lei da reprodução.
Continuo a achar que há constantes comportamentos desses tempos quer
nos homens quer nas mulheres. Por exemplo, há mulheres que na altura
da ovulação ficam doidas. Ficam completamente doidas a nível sexual.
Só querem sexo. Depois de passar a ovulação essa vontade acalma um
pouco. Isto são os instintos mais primários - neste caso da mulher.

Resumidamente, quer homens quer mulheres, têm interesses muito
diferentes no que respeita à sexualidade. O homem quer fornicar todas
porque está programado para isso. As mulheres têm um pico de desejo na
altura do mês mais propícia à fecundação - após isso é quase um deixa
andar que agora estou aqui a criar um filho no ventre.

Porque é que a natureza mete cá mais mulheres que homens?

Se olharem desta maneira, de uma forma primitiva, e se souberem
minimamente como funcionam os ciclos e comportamentos sexuais de todas
as espécies, verão que com o Homem (homem + mulher) se passa o mesmo.
E não é por sermos evoluídos tecnologicamente e socialmente como somos
que irá mudar os nossos comportamentos mais básicos.
Claro que com isto no meio das nossas vidas quotidianas, leva a
problemas, divórcios e ... já sabemos o resto...

Débora @ 22:07

Sex, 02/09/11

 

"Até posso concordar com as tuas teorias, mas apenas deixa-me apenas referir que as tuas teorias, sem dúvida, também são válidas para as mulheres!!!" [2]
Também concordo com a afirmação acima!

Mulheres se mantém em período fértil por aproximadamente duas semanas, com período de pico de 2 a 4 dias. De acordo com a biologia, estão constantemente a procura do macho alpha, ou seja, de um homem que seja melhor provedor. Juntando estas duas causas naturais, a mulher também é propensa a ter vários parceiros.
Mesmo assim, isso é desculpa pra eu trair meu namorado/marido, só porque ouvi um "chamado da naturza"?
Homens traem mais na cara dura por motivos culturais, jamais biológicos. Eles são treinados desde pequenos para serem os "pegadores", e mostrar sua macheza perante a sociedade.
As mulheres foram ensinadas a acreditar que para ela amor e sexo têm que estar sempre associados, e algumas, mesmo desejando viver uma experiência fora do relacionamento, não têm coragem.

Leiam uma coisa interessante:
"Apesar de ainda se afirmar que as mulheres são naturalmente mais recatadas no sexo do que os homens, não era isso o que pensavam nossos antepassados. Desde que o patriarcado se instalou, as mulheres foram consideradas perigosas, donas de uma sexualidade incontrolável. O costume dos véus se desenvolveu nas sociedades islâmicas porque acreditavam na extrema capacidade de sedução das mulheres. No início do cristianismo, os homens eram orientados a fazer sexo com suas esposas regularmente, por considerarem que o impulso sexual delas era maior do que de seus maridos. Talvez o fato de a mulher poder ter vários orgasmos consecutivos tenha contribuído para reforçar a idéia da mulher insaciável. "



Jorge Soares @ 13:24

Sex, 03/06/11

 


Olá


Acho que as tuas duas teorias são válidas, assim como haverá muitas outras que o serão também. Os motivos pelos que uma relação funciona ou não são sempre um mistério, mas acho que em primeiro lugar há uma coisa que se chama respeito, respeito por nós e pela pessoa com quem estamos. 

Depois, o facto de alguém ser em casa o melhor marido do mundo, ou o marido com o que todas as mulheres sonham, cama incluída, não implica que mal se sai porta fora, não se seja um grandíssimo FDP. É claro que isto também é válido para as mulheres.


Jorge Soares






tsetse @ 11:14

Dom, 05/06/11

 

Concordo contigo. Mas não te esqueças que a definição de "respeito" muda de pessoa para pessoa.

kimberto @ 20:27

Sex, 03/06/11

 

Até posso concordar com as tuas teorias, mas apenas deixa-me apenas referir que as tuas teorias, sem dúvida, também são válidas para as mulheres!!!


tsetse @ 11:18

Dom, 05/06/11

 

Não conheço nenhum caso de uma mulher dedicada e atenciosa que traia o marido. Acredito que exista, mas acho menos provável. Normalmente, quando uma mulher trai, é porque já está a pensar sair da relação ou está muito insatisfeita com a mesma. Imagino que já nem consiga ver o homem à frente, quanto mais andar a fazer mimos...


AlfmaniaK @ 22:54

Sex, 03/06/11

 

Humm... acho que são perfeitos, em primeiro lugar, porque são propensos a trair. (ponto)
O resto são teorias sociais e naturais que tentam explicar porque o fazem, mas a questão é: porque é que os que traiem são mais perfeitos, ou seja mais atentos à parceira)?
[meditemos]

lolol @ 00:14

Sab, 04/06/11

 

Nem tudo o que parece seja verdadeira ,o tal gajo podia ter feito que parece adoravel só para umas trocas,ou sentiu se culpado por traiu a gaja ,dai virou a ser amavel ao gaja,tipo nem ele aceitará a mulher ir gozar com outro,entao porque ele fez o nao deve?palhaço egoismo etc,agora nao me venha dizer que" se cansam de viver em estado de adoração constante e começam a ter necessidade de ter também alguma atenção." ou
é a de que todas as relações têm uma data de validade. Mesmo as mais perfeitas. Por questões instintivas e animalescas, os homens precisam de novidades e, os que são fracos, não se controlam perante a beleza alheia. seja homem ou mulher nao arranjam desculpas do seus erros.e se gosta mesmo entao nunca se enjoa,somos humanos e nao comidas ou objecto para se enjoarem


tsetse @ 11:21

Dom, 05/06/11

 

Neste dois casos descritos, não aconteceu o "gajo ter feito que parece adorável". Eles sempre foram adoráveis. Desde o primeiro dia.


Mafarrica @ 10:32

Dom, 05/06/11

 

Olá! Antes do mais, felicito-as pelo vosso blog.
Quanto ao tema em causa, de facto pode tratar-se de um meio de, assim, terem a atenção ou o destaque de que em casa não usufruem. Mas isso mais me parece uma aplicação aos homens daquilo que seria um comportamento feminino. Talvez a coisa seja ao contrário, ou seja, eles são assim tão (anormalmente) queridos porque anteriormente já faziam das suas ou pretenderiam fazer. A traição não é uma forma de fugir à perfeição, mas a causa dessa perfeição. Cobrindo a mulher de atenções, algumas delas exageradas (para não dizer ridículas), pode ser uma maneira de ficarem bem com a sua consciência. Por outro lado, é um meio de controlo da parceira. Isso de fazer 600 kms para ir buscar a mulher "para ela não ter de fazer a viagem sozinha" soa-me mais a tentativa de se precaver contra aquilo que ele próprio faria se se apanhasse longe dela. Tratando as respectivas companheiras com tamanho (aparente) desvelo, eles procuram assegurar-se que um belo dia não acordem sozinhos ou... pior... com um belo par de cornos.

Raiden @ 11:38

Dom, 05/06/11

 

Apesar de concordar com as duas teorias, concordo mais com a primeira. Geralmente quando fazemos tudo por uma mulher, ela deixa de dar valor. E então procuramos alguém que nos dê valor.

marido @ 22:23

Ter, 07/06/11

 

não posso deixar de concordar com o Raiden.
com o tempo, as acções deixam de ter valor e isso nota-se. Valoriza-se depois quem dá a atenção que se considera devida. muitas vezes, tudo não passa de uma chamada de atenção, de um alerta - não estamos bem - que claro, tem consequencias muito graves. diria mesmo que pode ser considerada uma atitude imatura, que cujo culpado, não é somente o marido, mas tambem a mulher por nao perceber que algo estava a mudar. tse tse, nao haveria sinais no marido perfeito, que apenas agora se tornam obvios?


tsetse @ 11:28

Qua, 08/06/11

 

Marido, não haviam sinais visíveis de que algo estava mal. Pelo menos, para as pessoas de fora...


antiego @ 17:33

Qua, 08/06/11

 

Não vale a pena casar se até o homem de sonho nos vai pôr os cornos. "Amantes sim, maridos não".

O_Alminhas @ 17:46

Qua, 08/06/11

 


Eu não sou um marido perfeito... mas lá que gostava, gostava, hihihi!

Pesquisar
 
comentários recentes
meu caso é meio parecido,mas so houve beijo,mas ai...
Quando as variáveis filhos e questões financeiras ...
Boa Tarde,Depois de muito pesquisar na net sobre a...
Viva, gostei do tema e tem razão, as Portuguesas s...
Sim, eu sei. Mas o que dói nao é tanto o que se pa...
Ele não contou porque achou que, se a Anónima não ...
Posts mais comentados
Arquivos
2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D