TNT @ 11:34

Qui, 05/05/11

Noutro dia à conversa com um amigo que tem um rancho de filhas, conversávamos sobre os receios dele como pai sobre as relações que as meninas viriam a ter quando fossem mais crescidas.

Eu disse-lhe que as meninas tendem a exigir dos homens o mesmo tipo de relação com que cresceram. Ou seja, por mais que ensinemos as crianças elas tendem a imitar os comportamentos dos educadores. O ‘faz o que eu digo, não faças o que eu faço’ não é válido para a maioria dos petizes.

Dizia-me ele que falava muito com elas ensinando-as a serem difíceis com os homens, que o prémio viria mais tarde. Prémio? O que quereria ele dizer com ‘prémio’? “Se querem ficar com eles, não se dêem. Eles vão andar doidos atrás de vocês…”. E mais aquela conversa da vaca e do leite grátis, etc. Nessa altura, fiz por não ouvir mais nada até porque não deveria intrometer-me na educação que ele resolveu dar às miúdas. Mas lá tive de apelar ao kompensan!

Os homens queixam-se de as mulheres serem manipuladoras, mas assim que têm a oportunidade de educar uma, é isto que fazem.

Existe um aforismo imbecil e machista que resume esta ideia: "quando uma menina diz não, quer dizer talvez, quando diz talvez quer dizer sim e quando diz sim ela não é menina nenhuma!"

Talvez tenham razão. Talvez não seja uma menina, mas sim uma mulher. Que não tem qualquer pudor em dizer o que quer, quando quer.




tsetse @ 13:51

Qui, 05/05/11

 

Devíamos era ensinar as crianças a ser autênticas, sem deixar de ter a noção das consequências. No máximo, concordo com o discurso preventivo sobre as desvantagens da banalização de certos actos e sentimentos...

$hort @ 17:15

Qui, 05/05/11

 

Os filhos fáceis de educar são os dos outros...


TNT @ 00:04

Sab, 07/05/11

 

Também é verdade, sim senhor(a)!

scrub @ 18:17

Qui, 05/05/11

 

as miúdas de hoje dizem abertamente o que querem sem preconceitos nem jogos. facto! considero a violencia no seio do casal adolescente muito mais preocupante, gritante até do que algumas barreiras sexistas que existiam no meu tempo de adolescência e que practicamente deixaram de existir. no meu tempo é que era assim, hoje já tudo é muito diferente e aínda bem que sim


AlfmaniaK @ 00:28

Sex, 06/05/11

 

Uau! Já nem me lembrava como se comentava.
Bom esse amigo vai ser um avó orgulhoso do seu bunnyranch, sem malícia... a educação a dar é sempre muito discutível, porque não é fácil perceber previamente quais os efeitos. Em todo o caso, sobre a sexualidade das minhas petizes o meu objectivo passa por esta máxima:
Que sejam elas a fod** os gajos e não o contrário!
Parece-me simples.


antiego @ 01:07

Sex, 06/05/11

 

LOL, passado este tempo todo, constato que vocês continuam a dar-se com gente muito estranha.
Eu pergunto-me porque tendo eu conhecido montes de gente, nunca deparei com um de tantos cromos com que vocês têm conversas de mais de 5 minutos. Será que trabalham na area social numa qualquer IPSS?


TNT @ 00:06

Sab, 07/05/11

 

Porque eles não conversam contigo. Alguma vez os homens têm conversas destas com outros homens?? O que seria!

Raiden @ 13:14

Sex, 06/05/11

 

No que diz respeito às raparigas difíceis, concordo que muitas são assim porque foram educadas para o serem. Mas já estou farto disto! Especialmente uma rapariga que diz que não gosta de mim, mas depois ficou chateada porque ela disse que estava molhada por ter apanhado chuva e eu não me preocupei com ela (como se fosse algo muito grave) e quando finalmente pus-me a milhas, ela começou a falar comigo e disse que eu já não lhe ligava nenhuma. E nem foi preciso uma semana, bastou estar um dia sem falar com ela para ela dizer isso.

M.V. @ 16:26

Sex, 06/05/11

 

Não me admira nada que alguém tenha dito isso... Os homens são muito calculistas. E alguns têm dificuldade em compreender a ética aplicada aos relacionamentos amorosos.

Ainda noutro dia um conhecido me contava que muitas vezes fingia que gostava menos da namorada do que realmente gostava, só para a deixar em stress e carente e, por isso, mais permissiva e amorosa. Trastes!

Raiden @ 21:51

Sex, 06/05/11

 

M.V. :

Eu também faço isso, pela simples razão que vocês (pelo menos as que me calharam têm sido assim) só me dão valor e tratam-me bem quando ligo menos. Eu antes era um homem romântico a tempo inteiro, mas elas não gostavam e não me davam valor. Mas vocês também não gostam que um homem nunca seja romântico. Para vos agradar, é preciso ser "meio-termo", tratar-vos bem, mas também "dar-vos a oportunidade" de sentirem um pouco a nossa falta.

packard em rodagem @ 11:14

Qua, 11/05/11

 

perfeitamente de acordo.

Casper @ 18:37

Sab, 14/05/11

 

É perfeitamente compreensível que um pai dê esse tipo de conselhos às filhas até mesmo para evitar que apareçam em casa grávidas antes do tempo. Não é mais do que o instinto protector de um progenitor. Mas lá está. Uma coisa é andarmos com as filhas dos outros; outra é andarem com as nossa filhas e nesse sentido tentamos "caçar" as filhas dos outros e naturalmente protegemos as nossas. 

Pesquisar
 
comentários recentes
meu caso é meio parecido,mas so houve beijo,mas ai...
Quando as variáveis filhos e questões financeiras ...
Boa Tarde,Depois de muito pesquisar na net sobre a...
Viva, gostei do tema e tem razão, as Portuguesas s...
Sim, eu sei. Mas o que dói nao é tanto o que se pa...
Ele não contou porque achou que, se a Anónima não ...
Posts mais comentados
Arquivos
2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D