tsetse @ 17:17

Ter, 19/05/09

Todas as relações passam por momentos altos e baixos. Algumas, têm momentos baixos tão prolongados, que acabam por gerar o desinteresse de um ou dos dois intervenientes.

Certo dia, fui a casa de uma amiga e vi a mãe dela a pintar um galo de Barcelos, com várias tintas de cores diferentes. Perguntei se era uma antiguidade. Era. Pelos vistos, em certas zonas, é tradição oferecer às noivas um galo de Barcelos, com a seguinte premissa: O casamento é como um galo de Barcelos: com o tempo, vai perdendo a cor. É preciso pintá-lo com cores garridas, sempre que isso acontecer.

A grande questão é: como pintar uma relação que já está tão enfadonha que só nos apetece abanar o tipo que está à nossa frente? Primeiro, não deixar chegar ao estado em que já não se percebe as "cores originais". Aos primeiros sinais de "cor carcomida", pegar na tinta. Segundo, analisar a razão do desinteresse, para escolher a melhor solução.

Em geral, as causas mais comuns são:

1. Os homens gostam de desafios. Alguns mais do que outros. Se ele anda a mostrar sinais de querer atenção de terceiras, então já encontraram a causa. Solução? Se estão gordas, ponham-se magras; Se estão desleixadas, ponham-se bonitas; Se estão sempre em casa, comecem a sair. Qualquer coisa que lhes crie uma dúvida. Pode ser um "Assim tão gira, ela pode arranjar alguém mais estimulante num piscar de olhos", "Para quem é que ela se anda a arranjar?" ou um "Será que ela se diverte mais sem mim?". Mas o efeito vai ficar à vista.

2. Demasiadas "cúnfias" distanciam um casal. Para uma relação funcionar, tem que haver intimidade. Mas intimidade não é sinónimo de "cúnfia". A "cúnfia" diminui outros factores muito importantes: o respeito, a admiração e a gentileza. Se ele está sempre a resmungar, mal disposto e a chamar à atenção para os vossos defeitos em público, então é porque estão a sofrer as consequência da espiral de "cúnfias". Soluções: Explicarem que não são compinchas, mas companheiras; Não dar atenção quando ele insistir nas piadinhas desagradáveis; Arranjar programas divertidos; Incentivar o carinho, ser atenciosa e dar um bom exemplo.

3. Falta de sexo abana qualquer relação. Se esta é a causa, vocês já o sabem muito bem. E não me venham com desculpas de falta de tempo e cansaço! Se querem melhorar a relação, não há volta a dar.

Agora, vão lá "pintar" as vossas relações. Se não tiverem companheiro, "pintem" os banhos-marias ou os conhecidos interessantes. Mas "pintem"!

P.S.: Se já tentaram tudo isto e não funcionou, façam um pré-aviso e comecem a ponderar a separação.



me.mister.peter @ 17:46

Ter, 19/05/09

 

Uma vez vi um programa na televisão, onde falavam de um estudo feito ao longo de algum tempo, que permitiu concluir serem quatro os pilares que sustentam um relacionamento:
1 - sexo;
2 - comunicação;
3 - admiração mútua;
4 - interesses comuns.

Podemos dissertar com mais ou menos profundidade sobre estes temas, mas acho que, da minha experiência pessoal, concordo que independentemente das causas (trabalho, filhos, etc.), os pilares a manter firmes são estes.


tsetse @ 18:35

Ter, 19/05/09

 

Mas é fácil entrar na espiral descende e nem todos param para pensar em pilares... Ter um galo a perder cores, para nos ir lembrando que tudo muda, não parece nada mal pensado!

me.mister.peter @ 19:03

Ter, 19/05/09

 

Sim, o galo é algo simples e com visibilidade. Claro que pode ser um atentado estético ter um galo de barcelos em casa, mas se é para o bem de uma relação, força. :-)

Há uns anos, fui a casa de um amigo que tinha na cozinha "o quadro do não gostei". Era um quadro onde ele e a namorada escreviam o que o outro fez de menos correcto. Quando o outro lia, sentavam-se e falavam sobre isso, na primeira oportunidade que tinham. Na altura pareceu-me uma boa ideia (e ainda me parece, apesar de nunca a ter testado).


M.V. @ 18:46

Ter, 19/05/09

 

Em relação ao ponto 1, há quem faça o contrário. Não podendo ou não tendo paciência para melhorar, tenta tirar o brilho ao parceiro/a, para se sentir superior. Quantos homens insistem com as mulheres para elas usarem roupa clássica e ultrapassada, porque é mais próprio, ou insinuam que elas não se devem arranjar, porque é uma futilidade, quando na realidade o que querem é mantê-las presas com a falta de alternativa. Dentro do género, também há os que gostam de colocar a auto-estima do parceiro/a em baixo, com críticas constantes, para ele/a achar que tem muita sorte de ter encontrado alguém que o aceita. Fico feliz por terem apresentado a solução inversa! Uma boa relação é aquela que nos pica para sermos melhores.

ogalho @ 20:22

Ter, 19/05/09

 

"Uma boa relação é aquela que nos pica para sermos melhores."

Sim, concordo plenamente, o problema é quando apenas 1 das partes tem essa pica e a outra "não está nem aí".


tsetse @ 13:30

Qua, 20/05/09

 

Também concordo com a frase da M.V .
Em relação ao teu problema, sugiro que converses com a outra parte sobre o assunto e expliques (em bom tom e de forma construtiva) como esta questão é importante para ti. Se já dás um bom exemplo, só falta mesmo alertá-la. Se não resultar, "pré-aviso e começar a ponderar a separação".

pinkcode @ 09:09

Qua, 20/05/09

 

Essa do galo é excelente... adoro uma boa tradição!
De qualquer modo, depois de esgotar toda a paleta de cores (e acreditem que a paleta hoje em dia é bastante vasta...), têm sempre a vantagem de poder atirar-lhe o galo de barcelos à cabeça... pode ser que dê um novo impulso... ou o tão esperado impulso final!
Assim como assim, em vez do pirilampo roxo, este ano vou comprar um galo de barcelos!

PM


tsetse @ 13:31

Qua, 20/05/09

 

Muito boa ideia!


Cryotek @ 09:09

Qua, 20/05/09

 

Acho que pela primeira vez concordamos em alguma coisa.


Cláudia Oliveira @ 09:34

Qua, 20/05/09

 

ora aqui estão bons conselhos.
então e o homem faz o quê? fica à espera que a mulher faço tudo pelo bem da relação? pois...


tsetse @ 11:45

Qua, 20/05/09

 

O homem faz o mesmo! Quem reparar primeiro nas cores esbatidas, deve partir para a acção. O galo é oferecido à mulher, porque as expectativas em relação aos homens são tradicionalmente baixas.


me.mister.peter @ 14:27

Qua, 20/05/09

 

Aqui é que me parece estar o primeiro ponto fraco da ideia: o galo ser oferecido à mulher. Se normalmente se apontam os homens como o "lado" que se desleixa mais nos relacionamentos, não deveríamos ser nós a ter alguma coisa para nos relembrar da "pintura"?


tsetse @ 15:15

Qua, 20/05/09

 

Eu não sei se a tradição ainda existe. O galo que eu vi tinha sido oferecido há 40 anos. Na altura, a expectativa que se tinha em relação às emoções e ao bom senso para gerir relações dos homens era muito baixa. Hoje a coisa já é diferente, eles melhoraram (ou, pelo menos, estão menos mal). Mas, pelo sim pelo não, é melhor não por o futuro de uma relação nas mãos do "lado que se desleixa mais". É como em tudo: "Se queres bem feito, não mandes fazer, faz!"

me.mister.peter @ 15:55

Qua, 20/05/09

 

Eu acho que nós melhorámos, mas as mulheres também pioraram. Generalizar é perigoso, eu sei, mas é o meu saber de experiência feito.

pecado @ 13:54

Sex, 12/06/09

 

Concordo com a ideia de que devmeos pintar o galo. Mas, se repararmos bem, o que a Tsetse nos sugere é simplesmente que gostemos de nós mesmas, que tenhamos orgulho em ser mulher, em poder ter a prerrogativa de nos por lindas e sensuais, de termos liberdade de dizer o que nos vai na alma, de tomar a iniciativa na cama. Estou casada há dez anos e sei que ao fim de algum tempo, com a rotina, os afazeres, tanta preocupação, acabamos por nos esquecer do principal: nós. É como o anúncio do leite: "se não gostar de mim, quem gostará?".
Não nos podemos esquecer é que se vamos pintar o galo, ele, o nosso companheiro, deve pelo menos ajudar a segurar na palete, senão não há galo que lhe valha!!

ana @ 19:27

Seg, 15/06/09

 

tudo o que se diz das relações a dois não passa de conversa fiada, pois mesmo quando tudo esta bem, ou melhor ,quando achamos que tudo corre bem, quando somos esposas, mães , amigas e amantes do marido mesmo assim somos traídas. o que fazer quando eles vão procurar fora o mesmo que têm em casa? exactamente o mesmo que têm em casa?

Pesquisar
 
comentários recentes
meu caso é meio parecido,mas so houve beijo,mas ai...
Quando as variáveis filhos e questões financeiras ...
Boa Tarde,Depois de muito pesquisar na net sobre a...
Viva, gostei do tema e tem razão, as Portuguesas s...
Sim, eu sei. Mas o que dói nao é tanto o que se pa...
Ele não contou porque achou que, se a Anónima não ...
Posts mais comentados
Arquivos
2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D