tsetse @ 13:58

Qua, 26/03/08

Um dos nossos clientes mais assíduos – Mike – decidiu assinalar o 1º aniversário do seu blog de uma forma original: com textos de convidados. E adivinhem lá quem foi convidado? Ah pois é! Aqui as duas meninas do IF! Intimaram-nos a escrever sobre relações quase perfeitas, uma vez que, reconhecidamente, somos especialistas na matéria!

 

E o resultado foi este!


Texto da Tsetse

Se há coisa que aprendemos com a idade é que não existem relações perfeitas, porque não existem pessoas perfeitas. E que, se alguém nos parece perfeito, é porque ainda não o conhecemos o suficiente.

Aprendemos a contentar-nos com relações quase perfeitas e a desistir de sonhos, que nos parecem cada vez mais impossíveis. Depois, as pessoas mais práticas adaptam-se à situação e aos defeitos do outro; enquanto os sonhadores, mais cedo ou mais tarde, começam a questionar a decisão e acabam por viver com a sensação de que algo faltou, que se calhar se enganou e que não devia ter desistido tão cedo de procurar a relação ideal.

É por isso que, quando vemos alguém a falar sobre o seu companheiro de anos com uns olhos brilhantes de orgulho, é quase certo que eles começaram a namorar cedo, quando as ilusões ainda existiam e quando os sonhos pareciam poder tornar-se realidade.


Texto da TNT


Só um homem para se lembrar deste tema! Mas vamos lá ver o que se pode fazer no que diz respeito a uma relação (quase) perfeita.

Muitas vezes se pensa que o amor vence tudo. Mas não é nada assim. O amor é apenas uma premissa. O resto... sai-nos do pêlo! Achavam que isto era só amar e tal, e o resto vinha por si só? Nem pensar nisso é bom!

Existem vários substantivos que podem conduzir a uma relação que se pretende perfeita: vontade, empenho, esforço, trabalho, dedicação, atenção, honestidade emocional, persistência, cedência, espírito de sacrifício, delicadeza, respeito, cortesia, valentia, brio, heroísmo, cuidado, preocupação, constância e tantos outros que servem a construção de uma vida a dois.

Uma relação (quase) perfeita pauta-se pelo empenho mútuo em não a deixar morrer. Porque as relações tendem a definhar se não forem alimentadas. Tal como nós precisamos de comida para sobreviver, as relações precisam da nossa total atenção diária para se manterem vivas. Ninguém consegue ser feliz sem esforço, e esta é uma verdade incontornável, por muito que nos custe.

Quando as palavras já não são necessárias a não ser que as queiramos pronunciar, atingimos um grau próximo da perfeição. Quando os olhares nos dizem tudo. Quando as almas se encontram e o todo o resto se torna obsoleto. Mas para aqui chegar, é necessário ultrapassar todas as etapas, todos os equívocos e todos os obstáculos, que na maioria das vezes estão em nós próprios.

A entrega da alma é algo de muito importante, profundo e tem um risco altíssimo. Porém, a recompensa é sempre muito mais elevada e o investimento torna-se quase insignificante, face aos resultados.

 

 

Mais uma vez, parabéns ao Mike pela persistência e esforço porque todos sabemos o que custa manter um blog...


 

TNT & Tsetse



Mike @ 00:46

Qui, 27/03/08

 

Mas... mas... alguém falou em Mike?
Pois muito me orgulha ter tido a vossa participação nesta minha iniciativa. Agradeço terem-se dado ao trabalho de escrever um texto sobre o tema que escolhi para vós. São umas queridas!!!!
Agora deixem-me lá fazer publicidade ao meu tasco (e a mim, que ando carente!!!).
Pois bem, o tasco é muito jeitoso, cheio de bom ambiente, gajas giras e música da boa. Quem quiser passar por lá vai ver que apesar de existirem 500.000 blogs melhores, o meu até que nem é mau. Não é excepcional, nem muito bom, nem bom, nem mediano, nem mediucre. É mesmo fraquinho! Mas até é jeitoso...
E eu, o Mike, sou um tipo com tudo no sítio. Começando de cima para baixo, tenho a cabeça, o pescoço, o tronco e os braços, também tenho pernas - duas - e termino nos pés, que também são dois.
Sou divertido, culto, bem falante, domino tamas vários, gosto de boa companhia. Estou disponível para speed dating, para jantares à luz das velas, para jantares de sushi e sashimi, para concertos de música, e para montes de coisas fantásticas. Em fim, sou um tipo quase perfeito. Aliás, quase mais que perfeito. Nem sei como um tipo como eu não tem um clube de fãs!
Pronto! Agora vou tomar as pastilhas. O médico diz que é para meu bem!

Tété @ 10:58

Qui, 27/03/08

 

Parabéns MIke!
Parabéns meninas!
percebem mesmo do assunto! Dá gosto ler-vos!
Beijos




Inocêncio da Silva @ 13:03

Qui, 27/03/08

 

Parabens Mike, tem sido um prazer dividir opiniões contigo neste espaço!

Bixa Rocco @ 17:18

Qui, 27/03/08

 

Parabéns ao Mike!
Parabéns a vocês todos pela energia, resistência e pela qualidade para manterem viva esta curiosidade de espreitar todos dias os vossos blogs!

Adorei o tema escolhido pelo Mike e principalmente por ter escolhido as meninas do IF para resolverem esta enigmática equação de uma relação perfeita!

O Manifesto da TNT é brilhante e o texto da Tse-Tse é a dura realidade... Mas talvez precisemos de imprimir ambos os textos para não incorrermos no perigo da mediania e procurarmos sempre o ideal!!!

Obrigado às duas ;)

anónimA @ 02:20

Sex, 28/03/08

 

Parabens ao Mike e parabens às sinhoras dest maarvilhos blog. E k bem k elas escrvem! e u kt me entretêm :) a mnh opiniao, kt a este tema, é que com o passar do tempo (se tivermos trbalhado para isso, claro) as relações é k vao ficando perfeitas! Do tipo, kd começamos pode ate nem ser o nosso sonho ideal, mas com o passar do tempo vamos vendo que o ideal somos nós que o construimos e é, ainda mais gratificante, se vamos construindo o tal ideal juntos. Um beijinho e ate breve :)

Eu @ 10:05

Sex, 28/03/08

 

Não sei o que me faz vir aqui de vez em quando ver o que voces escrevem... mas acho que a curiosidade é mais forte do que a minha capacidade de racionalização!
Por vezes o ser humano é um tanto estranho e incompreensível.
Proponho-vos escrever algo sobre a "estranheza" das nossas escolhas irracionais!

Rita @ 10:58

Sex, 28/03/08

 

Parabéns Mike!

TNT adorei o teu texto... mas infelizmente temos que manter um pé na racionalidade como a TseTse diz. Pelo menos até provas dadas de que não temos à frente um réptil disfarçado de príncipe...


Allie @ 18:29

Qui, 03/04/08

 

"enquanto os sonhadores, mais cedo ou mais tarde, começam a questionar a decisão e acabam por viver com a sensação de que algo faltou, que se calhar se enganou e que não devia ter desistido tão cedo de procurar a relação ideal."

Estranhamente, ou não, revi-me neste bocadinho!

lunatik @ 15:24

Qua, 09/04/08

 

E para quando um post novo............
O ppl está a ressacar do vos ler.........LOL
Bj

Pesquisar
 
comentários recentes
meu caso é meio parecido,mas so houve beijo,mas ai...
Quando as variáveis filhos e questões financeiras ...
Boa Tarde,Depois de muito pesquisar na net sobre a...
Viva, gostei do tema e tem razão, as Portuguesas s...
Sim, eu sei. Mas o que dói nao é tanto o que se pa...
Ele não contou porque achou que, se a Anónima não ...
Posts mais comentados
Arquivos
2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D