TNT @ 01:42

Seg, 24/03/08

O assunto que me traz hoje aqui pode ferir algumas susceptibilidades mas creio ser o seu cariz polémico que me obriga a fazê-lo.

Por vezes, quando as coisas a dois deixam de funcionar, há quem procure que a vida se anime a três. Embora sempre tenha ouvido que um é pouco, dois é bom e três é demais, parece que nem toda a gente pensa assim. O que me parece é que as coisas raramente se recuperam, caso seja essa a intenção. Há sempre alguém que se vai sentir a mais. Há sempre alguém que fica pendurado. Há sempre alguém que sai magoado.

Se a coisa se propicia em ambientes de muito sexo, muita droga e muito rock’n’roll, o mesmo não me parece que se passe numa relação que se pretenda continuada e feliz... Digo eu! Alguém que me elucide acerca destas coisas!

Noutro dia confidenciava-me um amigo que por duas vezes, sem querer, se viu em assados destes. Uma das situações tinha-se passado com uma rapariguita com quem andava a trocar fluidos e que de repente apareceu lá em casa com uma amiga e sem aviso prévio decidiu avançar para a aventura a três. Nem um postalinho nem coisa nenhuma... assim, logo a matar! A situação ficou algo constrangedora e segundo consta, nunca mais houve troca nem de fluidos, nem sequer de telefonemas ou sms’s. Nem a dois nem a três. A outra situação, um pouco mais delicada que a primeira, passou-se com uma amiga de sempre pela qual não nutria qualquer interesse em termos físico-químicos, que também sem aviso prévio decidiu que tinha de ser naquela noite e que já tinha combinado com a amiga e coiso e tal. O meu amigo que a conhecia desde pequenina achou a coisa quase incestuosa e nem sequer percebia a origem do convite de tão despropositado que lhe soava. Ela, entre lamúrias, suplicava que ele lhes saltasse para a cueca. A situação foi de tal forma catastrófica que ele nem com a ajuda de um guindaste poderia corresponder! Nem que quisesse! E, na verdade, não queria...

Que isto tenha piada num ou outro filme de série B, nem sempre a coisa tem a mesma graça ao vivo e a cores! Que se queiram comer para aí a torto e a direito, acho que é sempre muito bem visto... Parece-me é que para estas coisas funcionarem tem de haver total conivência das várias partes, senão há sempre ali alguém que é apanhado de surpresa, e nem sempre as surpresas são agradáveis!

E este pressuposto deve ser sempre aplicado, seja num mero caso passageiro ou numa relação já mais duradoura. As pessoas têm de saber ao que vão, têm de estar completamente convictas da escolha que fizeram, daquilo que as espera, não só no momento, mas acima de tudo, posteriormente. Há que saber lidar com o “day after”.

Porque os espelhos são tramados! Sejam aqueles que estão pendurados na parede do quarto ou os outros onde nos revemos diariamente: nos olhos da outra pessoa...

TNT


Kore @ 02:02

Seg, 24/03/08

 

Clap clap clap.

Porthos @ 09:58

Seg, 24/03/08

 

Querida TNT,

Só gostava de saber escrever como tu!! Fantástico!

Beijo

P.


TNT @ 11:26

Seg, 24/03/08

 

Então? Que é que foi isso agora?


Alexandra Caracol @ 10:10

Seg, 24/03/08

 

Olá,

Estas devem ser realmente situações bastante constrangedoras para quem não está à espera, mas decerto haverá também quem goste de surpresas.

Estou a pensar em algumas confidencialidades que me confiaram e afinal parece que o que a uns é desagradável a outros é algo por que anseiam.

Lembro-me de um amigo que passa a vida a falar que gostaria de experimentar a três ficando quase obsessivo com o assunto.

"Tudo o que é demais enjoa" – digo-lhe eu – para ver se ele entende que os amigos já andam um bocado saturados com a mesma conversa, mas ele não entende...

Se o querem fazer que o façam mas escusam de dar uma de tarados, babando-se a torto e a direito só de imaginar tal coisa...

Bem, até a uma próxima.

AC

Bixa Rocco @ 11:21

Seg, 24/03/08

 

Eu julgo que todos os homens têm uma pequenina... mas mesmo muito pequena fantasia de se enrolarem com duas mulheres, e fazer uma grande orgia sexual como se fosse uma estrela porno! Mas a realidade é outra, e na verdade quando confrontados com a situação o prazer e a líbido esvai-se, restando apenas aquela imagem dos filmes de série B e essas sim... São sensuais e sedutoras e tudo e tudo... Aparentemente!

Adorei o post TNT!


TNT @ 11:36

Seg, 24/03/08

 

Acho que a maioria dos homens não tem uma pequenina fantasia.... Acho que têm uma enorme fantasia acerca do assunto.
E daí a desilusão ser proporcional!
Mas sim, tens razão. Nos filmes a coisa funciona. Mas nos filmes o super-homem também voa. A realidade é outra conversa...


TNT @ 12:06

Seg, 24/03/08

 

De todas as histórias do género que tenho tido conhecimento, nunca ouvi nenhum tipo dizer que gostou imenso. E alguns eram como esse teu amigo, sempre aos saltos, doidos por experimentar. Depois... parece que a coisa se revelou uma desilusão.
De qualquer maneira, nada como experimentar! É preciso é que todos estejam de acordo. Deve ser uma decisão por unanimidade e não por maioria...


Inocêncio da Silva @ 13:33

Seg, 24/03/08

 

...mas assim, sem preliminares, sem jantar nem cinema?! Gaita!!!

É certo que, gajo que é gajo vai a todas, mas calma lá com a pimenta...gajo que é gajo tem sentimentos!

O melhor é nem pensar na coisa...não vá o diabo tece-las!!!


OGajo @ 14:42

Seg, 24/03/08

 

Boas,

Epá se o gajo não gostou, só estou a ver uma hipótese !!!
A culpa foi das mulheres que não se souberam elevar a tal ocasião.
Estas coisas requerem um cheirinho a lesbianismo por parte das fêmeas envolvidas, senão a coisa perde a piada.
Nestes casos acho que os gajos não estavam lá para para satisfazer nenhuma fantasia, mas sim as fêmeas e provavelmente os gajos (obviamente inexperientes) sentiram-se um bocadito inibidos. Enfim, fruto da própria inexperiência pois, um gajo nunca se pode preocupar com a satisfação das necessidades das fêmeas, mas apenas com a nossa própria satisfação.

Cumps
;)

Brandy M @ 14:46

Seg, 24/03/08

 

Nunca nenhum blog me prendou a atencao durante tanto tempo,confesso! Parabens

Miguel @ 11:40

Ter, 25/03/08

 

Quando enfrentamos cenas dessas, uma coisa não podemos perder de vista: se não é fácil contentar sempre a nossa "piquena", contentar duas pode tornar-se impossível.
Há que enfrentar tudo na desportiva.
Eu tento tudo uma vez. Esse era o meu mote na minha juventude, até sair da casa dos vintes. Depois acalmei.
Mas nunca entrei numa "a trois" a pensar que era o super-homem. Até porque, convenhamos, duas mulheres que procuram um homem apenas pretendem acrescentar algum picante à situação. E o picante não é a segunda mulher... E, assim, até nem passam por lésbicas. Por isso, o papel do homem, em tais situações, nunca será o do garanhão. Tá ali, alinha, participa, sugere, ajuda, tenta fazer o que lhe é solicitado, mas sem manias, sem peneiras. E, principalmente, sem grandes expectativas de perfomance bestial.


Tiago Barros Rolo @ 10:14

Qua, 26/03/08

 

Não posso comentar.....tenho pena.....gostava de ter pelo menos uma oportunidade como a desse rapaz...o que aconteceria não sei....talvez me negasse a tal....talvez não....uma coisa tenho a certeza, tinha que haver muita cumplicidade entre os tres para a coisa resultar.

Há gajos com sorte....

O_Alminhas @ 11:57

Qui, 27/03/08

 

Se houve coisa que aprendi na tropa é que nunca se nega fogo! Mesmo que seja fogo de barragem...
Mas devo confessar-me partidário da cena a dois, três já é uma manifestação, como diziam no tempo da outra senhora, e esses momentos são para se lidarem com toda a discrição...


crazyyy @ 14:07

Qui, 27/03/08

 

Olá
Antes de mais obrigada pelo comentário lá no meu blog!
é verdade, acredito no que disseste, mas olha que estou a estudar bem a matéria do Bem-Bom Hihihi

Quanto a este teu post , na minha opinião de "Menina/Mulher Quase casada (como diria o Mike hihihi ) entre marido e mulher não se mete a colher!
Se é de vontade de ambos acredito que as coisas podem correr ás mil maravilhas e ambos podem ter mt prazer com essa partilha ,
mas se for apenas para agradar o parceiro pode ser péssimo para a relação!

Tudo depende de como ambos vêem o Amor/Sexo!

Fica bem ;)
Filipa


Pesquisar
 
comentários recentes
meu caso é meio parecido,mas so houve beijo,mas ai...
Quando as variáveis filhos e questões financeiras ...
Boa Tarde,Depois de muito pesquisar na net sobre a...
Viva, gostei do tema e tem razão, as Portuguesas s...
Sim, eu sei. Mas o que dói nao é tanto o que se pa...
Ele não contou porque achou que, se a Anónima não ...
Posts mais comentados
Arquivos
2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D