TNT @ 13:25

Sex, 18/01/08

Não vendo melhor maneira de abrir as hostilidades, reparo que a maioria dos homofóbicos têm um piquinho a azedo.

Agora que abri as portadas da guerrilha vamos a isto!

Na minha opinião, quem tem medo que a coisa se pegue é porque não está... como dizer isto?... completamente seguro da sua sexualidade. Deve haver ali qualquer coisa mal resolvida. Alguma experiência a mais ou a menos que os impede de uma forma inequívoca de partilhar os mesmos 100 metros quadrados que um gay.

Encaram a coisa com uma virose, como a influenza para a qual os homens da ciência ainda não conseguiram descobrir a vacina. Escondem-se dos gays, encostam-se às paredes, não vá serem atacados com um daqueles falos de manga japonesa que dão várias voltas à cadeira, sentem-se desconfortáveis, nauseados e com vontade de desaparecer, não deixando porém, de mostrar um esgar à laia de sorriso, prevenindo assim, as opiniões dos convivas de que não são modernos.

Comentários como: “o quê, tens amigos gays?”, “eu cá gosto pouco de misturas”, “não me digas que os gajos dormem juntos...?”, “comigo, nem pensar”, são conversas que deixam muito a desejar... Têm medinho de gostar, é? Consta que quem vai, já não volta...

Oh meus amigos! Aquilo não se pega. Nem sequer suscita curiosidade a quem não a tinha já. E à pála da curiosidade, sabe-se que matou o gato... Ninguém vai pensar que são gays só porque frequentam o mesmo bar ou porque foram vistos no mesmo restaurante.

Acho que o essencial é assegurarem-se primeiro da vossa total orientação sexual para então poderem ir ao Bairro Alto descansadamente. Até porque aos fins-de-semana não há quase paredes disponíveis para protegerem as virtudes.

Em tom de remate, não quero que pensem que sou uma activista ortodoxa da 'paneleirice' vigente... até porque nos tiram algum mercado a nós, mulheres!

TNT


Allie @ 14:09

Sex, 18/01/08

 

Quem não gosta que ponha na beira do prato.

Numa comparação, talvez pouco feliz, lembra-me os adolescentes que numa tentativa de esconderem a sua insegurança, respondem mal e falam alto. Estes, que gozam e criticam e se mostram enojados... bem, sempre ouvi dizer que quem desdenha quer comprar!


TNT @ 14:57

Sex, 18/01/08

 

Essa é que é essa!
Quem está seguro, a coisa passa-lhe ao lado.
Nem incomoda nem deixa de incomodar...


Inocêncio da Silva @ 14:23

Sex, 18/01/08

 

"...até porque nos tiram algum mercado a nós, mulheres!"

Ah pois é cara TNT, e deixa que acrescente que os tipos são perfeccionistas natos, não descurando o visual e vontade de agradar aos alvos das suas caçadas, ao contrario de muita rapariguinha que voa por este País fora.
Alias, tenho um amigo gay (sim, tenho amigos gays...) que diz que o melhor sexo oral que alguma vez teve foi executado por um homem...e esta?

Mas voltando a atenção para a tua dissertação, creio que está muito bem esgalhada e excelentemente enquadrada.
Sempre defendi tenazmente que gajo que é gajo, consegue sem problemas brincar com este tipo de questões, até porque sabe bem o que lhe enche as calças e o que lhe rouba espaço das mesmas...já os "ofendidos" com o apalpão no rabo, hummmmmmmmmm?

Advogo que até devia haver mais gays, sempre era eliminada alguma concorrência e como este espécime tem características físicas e psíquicas únicas, o mais provável era elevar os requisitos mínimos exigidos ao mulherio...

...só há algo que não suporto em alguns (também abomino em algumas mulheres) que é a irritante capacidade de serem inconvenientes, insistentes, demasiado temperamentais, e estridentes (leia-se "peixeiradas")...
Resumindo: não suporto "bichas doidas".



TNT @ 14:58

Sex, 18/01/08

 

Completamente de acordo.
Insistentes, inconvenientes são chatos... independentemente do sexo!


anikin @ 01:50

Qua, 23/01/08

 

...independentemente do sexo e das preferêcnias sexuais.

Também não há pachorra para aquela malta que tem de estar sempre a propalar, alto e em bom som, aos sete ventos o que comeu e o que comia, mesmo que do sexo oposto.

É comer e calar meus filhos, é comer e calar...


oamante @ 14:39

Sex, 18/01/08

 

Lol, gostei. É realmente o quadro vigente, mais ou menos.
Já tive discussões (para mim, isso quer dizer uma boa cavaqueira entre amigos) sobre o tema e há de tudo: há homofóbicos e há homens que não vêem mal nenhum em conversar com gays.
Eu geralmente incluo-me na segunda fasquia, mas também sou de desconfiar pois costumo tomar um leitinho de toddy ao chegar ao trabalho: de início olhavam-me de lado (o quê, um gajo a beber leitinho?! Em público!). Não me incomoda, porque posso fazer muitas coisas que outros homens não fazem, pois eu sou homem... por fora e... dentro! Lol.
Costumo dar este dilema aos homofóbicos: se um gajo que é gajo só bebe álcool, então quando não está bebendo... deixa de ser homem? Eu cá sou homem... porque sim.
É claro que numa festa, não vou por ali dentro à procura de um gay com quem conversar, mas se se chegar um e meter conversa (da normal, claro) não coloco entraves.
Só não gosto de gays afectados, que exageram nos tiques, na maneira de falar e em tudo.
Agora, reagindo às hostilidades... eu conheço também muito bem qual o sentimento que vocês mulheres nutrem pelas lésbicas! E deixem que me diga que nos deixa a nós homens boquiabertos. São feminofóbicas, vocês! E olhem que falei já sobre o tema com muitas de vós. Lol


TNT @ 15:02

Sex, 18/01/08

 

Tens toda a razão.
Em relação às lésbicas, tal como os gays, as pessoas seguras da sua sexualidade só ficam incomodadas se há realmente uma insistência, mesmo que deixemos claro que não há interesse do nosso lado.
De resto, não é que procuremos estar com homossexuais, masculinos ou femininos, mas se acontecer, também não temos de fugir!
Ao fugir parece que temos para ali uma situação mal resolvida e que transparece a léguas, não é?
Quem está seguro, está na boa... sem stress!


gomesh @ 16:25

Sex, 18/01/08

 

Olha aqui está um post " pertinente... é verdade que malta tipo La cage aux Folles " até pode ser um bocado irritante mas eu considero muito triste quando hoje ainda se considera constrangedor quando se vêm casais gays (sejam homens ou mulheres) a beijarem-se na rua ou a serem tratados de forma diferente. A mim sempre me pareceu que teriam os mesmos direitos que nós os hetero "... se calhar é por isso que a malta quando me conhece pensa que eu sou gay (serei feliz de facto... lol ) - aliás eu prefiro sair com malta gay e passar pelos bares deles... divirto-me mais e tenho menos concorrência com as senhoras... (impressionante o numero de mulheres heterossexuais que visitam bares gays!)... é tudo um esquema para eliminar a concorrência


anikin @ 01:59

Qua, 23/01/08

 

Vais à Holanda e ninguém repara nos beijos em público.

Ainda me lembro a primeira vez que lá vi uma tipa a beijar abertamente a namorada na boca em público: foi em Den Haag (Haia) na estação de comboios central, no meio de toda a malta que saía de um comboio que ali acabava o curso.

O que me espantou a sério nem foi o beijo público mas sim o facto de NEM UMA pessoa se mostrar espantada ou sequer ter tido o ar de "reparar" que algo fora do normal tinha acontecido...

...e provavelmente foi porque NADA fora do normal realmente aconteceu.


gomesh @ 15:26

Qua, 23/01/08

 

De facto nada se passou... "IT'S ALL IN THEIR HEADS..."

Lidia @ 18:54

Sex, 18/01/08

 

Excelente abordagem! querendo só acrescentar que já vi heterossexuais virarem homossexuais mas nunca o contrario!

poesiamgd.blogspot.com @ 20:34

Sex, 18/01/08

 

Tens toda a razão! Não se pega... pena mesmo só porque já há tão poucos homens para tantas mulheres! E costumam logo ser os mais bonitos... pena mesmo!


cigana @ 00:37

Sab, 19/01/08

 

Tenho que confessar que conheço pouquíssimos gays... que eu saiba!
Não costumo conjecturar só por ver 2 gajos juntos ou por a rapaziada agora andar de t-shirt rosa. Não é assunto que me ocupe muito o espírito.
E os gays apenas me poderiam incomodar pelas mesmas razões que outras pessoas me incomodam, não pela sua orientação sexual, religiosa, política ou gastronómica....

AnaV @ 03:06

Sab, 19/01/08

 

Muitas vezes esse medo aparece, dada a tamanha ignorância que existe por ai... Pensar na homossexualidade para que?
Deixa-me cá reagir que é contra natura... Pura ignorância!


J. @ 17:32

Dom, 20/01/08

 

Óptimo post (como sempre, aliás...)
Cá pra mim, o problema que existe tanto por parte dos homens como das mulheres (mas mais deles, sem dúvida) face aos gays não é de todo contra essa escolha sexual. Tem mais a ver com, como já disseram aqui antes, com os "membros" que fazem questão de mostrar essa sua escolha a torto e a direito com tiques exagerados, com gritinhos estridentes, com atitudes que nem as mulheres têm... Não será contra os homossexuais, mas contra "as bichas doidas" lol

beijinho a todos!

Squeezy @ 00:08

Seg, 21/01/08

 

Sinceramente e sendo Homem foi coisa que também nunca entendi! Conheço pessoas que são Gays e são pessoas super normais, com os mesmos hábitos e gostos, mas ouvem constantemente esse tipo de comentários despropositados e MUITO pouco inteligentes. Mas infelizmente tenho muitos colegas meus que também assim pensam... e depois de lhes fazer algumas perguntas sobre o pk daquelas afirmações, acabam por repudiar a conversa com monosilabos... Mas a verdade é que nenhum deles conhece ou conheceu algum Gay, apenas se ficam pelo "aquele é maricas" e partem logo para uma série de comentários menos próprios!

Pesquisar
 
comentários recentes
meu caso é meio parecido,mas so houve beijo,mas ai...
Quando as variáveis filhos e questões financeiras ...
Boa Tarde,Depois de muito pesquisar na net sobre a...
Viva, gostei do tema e tem razão, as Portuguesas s...
Sim, eu sei. Mas o que dói nao é tanto o que se pa...
Ele não contou porque achou que, se a Anónima não ...
Posts mais comentados
Arquivos
2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D