o_inimigo @ 00:01

Sex, 14/09/07

A Mulher Submissa

Um dos momentos que mais aprecio quando vou a casamentos (para além do almoço, quando a comida é boa) é aquela altura, na igreja, em que um amigo dos noivos sobe ao altar para ler uma passagem da Bíblia. Em particular, agrada-me aquela leitura em que se pede à noiva que seja subsmissa.

As mulheres sejam submissas ao seu próprio marido, como ao Senhor... Como, porém, a Igreja está sujeita a Cristo, assim também as mulheres sejam em tudo submissas ao seu marido" (Efésios 5:22,24).

Esposas, sede submissas ao próprio marido, como convém no Senhor" (Colossenses 3:18)

Deixa-me particularmente descansado que, em pleno séc. XXI, pelos menos a Igreja Católica seja um garante de um princípio fundamental da Humanidade: a mulher deve ser submissa ao seu marido. Foi assim que Deus a criou e tal não deve ser alterado nem, muito menos, questionado!

Contudo esta perspectiva relativamente ao papel da mulher não é um exclusivo da religião cristã. De acordo com o Islão, a mulher deve andar coberta em público e sempre um passo atrás do marido, o qual deve respeitar. De acordo com o Corão, as mulheres muçulmanas devem vestir-se de forma modesta e sem exibir beleza ou adornos.

Já o Código Civil Português de 1966 atribuía às mulheres casadas um estatuto menor e reconhecia ao marido a qualidade de chefe de família, conferindo-lhe o poder de decidir na generalidade dos assuntos da vida conjugal. À mulher incumbia o governo doméstico. Está claro...!

Assim sendo, caras leitoras (e caros leitores), apesar do que possam pensar, não devemos questionar estes ensinamentos milenares: as mulheres devem ser submissas aos seus maridos, devem respeitá-los e servi-los; devem tratar do lar e dos filhos; e devem ser humildes e vestir-se de uma forma modesta e pouco vistosa. Está escrito, é lei. Quem somos nós para o questionar ?


(enviado por Mumu)


nelson @ 00:41

Sex, 14/09/07

 

Desconhecia que estavam coisas dessa na lei. Até me admira que ninguém se tenha lembrado de alterar isso (BE, por exemplo).
Mas não se preocupem, até parece que não conhecem Portugal e os portugueses.... não se preocupem que ninguém cumpre a lei... :) :)
Mas agora falando mais a sério sou pela igualdade entre os homens e as mulheres em tudo, (as senhoras as vezes esquecem-se,TUDO)

Terminado agora, acho o vosso blog intereçante, acho que dão demasiada "porrada" nos homens, mas se calhar até as meremos.
Continuação de bom trabalho....


tsetse @ 11:11

Sab, 15/09/07

 

Nelson, acho que o facto de ouvirmos tantas vezes este tipo de raciocínio, nos dá mais vontade de dar "porrada" aos homens. Precisamente porque muitos deles são comodistas, egoístas e pactuam com barbaridades medievais.

E obrigada pelos elogios.


jcn@kanguru.pt @ 00:29

Dom, 14/10/07

 

Comentário intereçante... Mas o gódigo
é o de 1966, ó abécula, já foi mudando no regime democrático.


AlfmaniaK @ 02:04

Sex, 14/09/07

 

Nós? Sei que não somos ninguém para questionar isso... já elas!!!...
Se lutaram tanto pelo direito de voto, fiquei sem perceber se queriam mesmo o direito ou fazer fogo de vista, porque aparentemente, a luta não serviu de nada!
Portanto, decididamente, não sei quem são elas para questionar...


tsetse @ 11:18

Sab, 15/09/07

 

Alfamaniak , mas porque é que não questionas? Se houvesse apartheid em Portugal e se fosses branco também não questionarias?

E acho que te enganas: a luta já serviu para muita coisa. Só ainda não chegamos a uma situação ideal.


AlfmaniaK @ 15:10

Ter, 18/09/07

 

Se Portugal fosse profundamente muçulmano, e se fosses homem questionarias alguma coisa?

Acredito que a luta tenha servido para muita coisa. E só tenho uma questão sobre a tua conclusão: Pretende-se chegar a uma situação ideal para quem?

(eu também detesto que me respondam com perguntas, mas não me ocorreu nada melhor)


tsetse @ 16:02

Ter, 18/09/07

 

Para mim, o ideal seria igualdade de direitos, expectativas e responsabilidades. Seria ideal para a comunidade em geral, uma vez que não haveria um género favorecido.


AlfmaniaK @ 17:59

Ter, 18/09/07

 

Isso tudo é bonito. E realmente acho que há algumas questões humanas onde as mulheres estão subvalorizadas (lamentável, eu sei) mas não consigo deixar de me perguntar: E quem é que avalia os índices de igualdade, expectativa e responsabilidade?
O senso comum? ...é, deve ser isso, deve!


AlfmaniaK @ 15:14

Ter, 18/09/07

 

AlfamaniaK?!?!?!
Caramba, pá! É Alfm.... enfim! Esquece. Eu sobrevivo a isto, sei que consigo.
Afinal de contas é só um nick, certo TsiTsi?


tsetse @ 16:04

Ter, 18/09/07

 

Desculpa, é que acho Alfamaniak tão mais giro, que ficou no subconsciente...

Já agora, podes me chamar Tsitsi, ou até só Tse. Tanto me faz.

gomesh @ 07:28

Sex, 14/09/07

 

Impressionante...
Parabéns ao autor pela boa pesquisa ; e claro está parabéns à autoras do blog... mais uma vez me permitem dar umas boas gargalhadas
Assim vale a pena estar tão cedo no escritório

Eu tenho de admitir que por vezes também gosto das minhas mulheres submissas... no comments


tsetse @ 11:22

Sab, 15/09/07

 

E, já agora, o que mais te agrada nas mulheres submissas? O facto de elas não chatearem muito?

Ai, ai, Gomesh, esperava mais de ti...


gomesh @ 18:50

Dom, 16/09/07

 

Então... esperava que me "conhecesses" melhor... "you have to read between the lines..."

Apenas um pouco de ironia para "meter lenha na fogueira"... uma mulher submissa... boring... não há qualquer desafio...

Caso contrário porque é que visitaria o vosso blog assiduamente quase desde que o começaram ;-)

Leonardo @ 08:03

Sex, 14/09/07

 

É incrível os absurdos impostos pelas religiões. Simplesmente não faz sentido, para mim, ser religioso.


tsetse @ 11:23

Sab, 15/09/07

 

E acho muito inconveniente que ainda se escolha este tipo de passagens já desactualizadas num dia que devia ser de festa e serenidade.


TNT @ 01:03

Seg, 17/09/07

 

É por estas e por outras que não me caso...

hall @ 09:59

Sex, 14/09/07

 

É verdadeira a referência bíblica quanto às mulheres. No entanto, na mesma página , dos Colossenses, pode ler-se: Vós, maridos, amai a vossas mulheres, e não as trateis asperamente. Isto significa amar e respeitar as mulhres.
Interessava ao post não contextualizar este versículo?

Bjs.

Mumu @ 00:26

Seg, 17/09/07

 

Hall,

De facto, o objectivo era satirizar as "regras" que são impostas às mulheres ainda nos dias de hoje. E confesso que, daquilo que ouço nos casamentos, só memorizei a parte das mulheres serem submissas.

Mas agradeço a contextualização bíblica

Contradições @ 12:10

Sex, 14/09/07

 

Então o nosso «inimigo» também concorda com a velha máxima cristã que sexo só depois do casamento e apenas com o propósito de procriar??? ahahahah A verdade é que os homens não gostam de Mulheres submissas antes pelo contrário precisam é de uma Mulher que os faça ter vontade de ser submissos (ou assumir que gostam de o ser)

Mumu @ 00:05

Seg, 17/09/07

 

Qual é o homem que não sonha com uma mulher vestida de cabedal e com um chicote na mão para o castigar... ?

Tarado @ 20:59

Ter, 18/09/07

 

Eu não tenho sonhos desses e acho que são menos comuns do que é dado a entender.

Miguel @ 13:13

Sex, 14/09/07

 

Falas do Código Civil de 1966, que, deixando ainda algumas nódoas, já foi um grande avanço.
Ms talvez não saibas que só com as alterações que lhe foram feitas em 1977 ficou abolida da Lei Civil a faculdade que o marido tinha de bater na mulher.
Estamos quase lá. Na parte civil, pelo menos.
Na parte religiosa, só lá vai quem quer.
E, para esas pessoas, deixo um comentário: Bem feito.


Mumu @ 00:09

Seg, 17/09/07

 

Miguel,

De facto verifiquei, na minha pesquisa, que só com o Código Civil de 1977 (após a revolução, portanto) as mulheres passaram a ter legalmente os mesmos direitos que os homens. Contudo, para o post ter mais impacto, resolvi omitir isto.

No que diz respeito à parte religiosa, há ainda um logo caminho a percorrer...


TNT @ 01:05

Seg, 17/09/07

 

Pois é nesta parte da legislação que eu discordo profundamente.
Se temos mais deveres e responsabilidades (porque somos obviamentes melhors) devíamos ter mais direitos também!
Eu cá uso-os e abuso-os!

Miguel @ 16:23

Seg, 17/09/07

 

Eh Eh Eh.
Já dizia Afonso da Maia ao neto Carlos (in Os Maias, de Eça de Queirós):
Estrague-se uma boa ideia, mas faça-se um bela frase. És um demagogo.
Quanto ao que diz a TNT sobre deverem as mulheres ter mais direitos do que os homens, concordo! e digo mais: A partir de hoje, qualquer mulher que entre na minha casa tem o direito de mijar de pé.

Hailstorm @ 14:33

Sex, 14/09/07

 

AH LEÃO...

Grande Mumu , por esta altura essas orelhas devem arder com tanta injuria e insulto...creio que "pai" e "santo", devem ser os únicos predicados que não fazem parte dessa lista.

Com que então as meninas julgavam que tudo eram rosas...
O culminar da emancipação feminina e a entrada para tão honrosa cooperativa, festejada de tão sumptuosa forma, parece saído de um conto de fadas, com uma princesa a condizer e tudo...
Pois é, também a flor de laranjeira tem espinhos, e bastante aguçados por sinal.
Não acredito que nunca tinham reparado na atmosfera de tranquilidade que reina entre os machos durante a dita cerimonia. Isto deve-se ao facto de que NÓS sabemos que a coisa abona a nosso favor...pura e simples.
E não nos venham acusar de desonestidade, porque durante a Eucaristia, um representante da Irmandade Masculina dá a conhecer aos presentes as regras do jogo, e a plenos pulmões para que não haja duvidas...Não estivessem distraídas a olhar para o que trajam as restantes convidadas, assim poderiam e deviam-se ter pronunciado sobre o seu desagrado quanto ás regras...agora calem-se e para sempre.

Portanto, da próxima vez que forem acusadas de incumprimento dos deveres matrimoniais inerentes á condição de esposa, nomeadamente a submissão, não se vinguem nos maridinhos...vão direitas ao padre da paroquia, ou então ao Papa, porque se alguém tem culpa de alguma coisinha, é ele.
A meu ver, os homens neste contexto estão imaculados, completa e tranquilamente livres de culpa, porque como bons filhos devemos respeitar a vontade de Deus Pai.
Amen

Mumu @ 00:14

Seg, 17/09/07

 

Hailstorm.

Eu não o teria dito de melhor forma!

Amen


TNT @ 01:11

Seg, 17/09/07

 

Venho de uma família essencialmente matriarcal (pasmem-se!)
Num casamento de uma prima, e com um idiota de um padre desconhecido oriundo das berças, o assunto da submissão/obediência foi aflorado.
A capela ficou vazia. Todas as mulheres da minha família e respectivos cônjuges abandonaram o dito templo numa manifestação clara de repulsa pelo disparate. Permaneceram algumas crianças e uma ou outra pessoa mais idosa...
O idiota religioso lá pediu desculpas mas a maior parte dos convivas ficaram cá fora a fumar um cigarro. É assim...

Elora @ 16:16

Sex, 14/09/07

 

Tenho uma vaga impressão que se eu fosse submissa me despediam...

não me peçam para dizer o nome @ 20:28

Sex, 14/09/07

 

não acredito, sei que é verdade

Bu @ 16:13

Seg, 17/09/07

 

Eu nem tinha chegado ao "casamento"!

Filomena @ 19:40

Sex, 14/09/07

 

Ai que o Mumu é um brincalhão...

Pois fique sabendo que a única "Submissão" de que eu gosto é a dos Xutos:

Quando pequenino o meu pai dizia
Olha pra isto que tu fizeste
É só asneiras quando tu apareces
Torna-te um homem, vê lá se cresces

Fui para a escola pra saber ler
Ensinaram-me coisas para eu ir fazer
Maneiras de estar e maneiras de ser
E davam castigos para eu aprender

Eu já vi tudo
Submissão
Já comi de tudo
Submissão
Eu já fiz tudo
Submissão
Já me fizeram tudo

Deixei a escola e fui trabalhar
Mas é pior de que andar a estudar
Oito horas por dia é muito a aturar
É tanto tempo tempo que nem dá pra pensar

Eu já vi tudo
Submissão
Já comi de tudo
Submissão
EU JÁ FIZ TUDO
Submissão
JÁ ME FIZERAM TUDO

maria @ 22:15

Dom, 16/09/07

 

A submissão está na ordem do dia. Acordas submisso a um horário de trabalho, passas o dia submisso às leis, às regras, aos outros, ao shopping , chegas a casa submisso de tanta submissão.

Pesquisar
 
comentários recentes
meu caso é meio parecido,mas so houve beijo,mas ai...
Quando as variáveis filhos e questões financeiras ...
Boa Tarde,Depois de muito pesquisar na net sobre a...
Viva, gostei do tema e tem razão, as Portuguesas s...
Sim, eu sei. Mas o que dói nao é tanto o que se pa...
Ele não contou porque achou que, se a Anónima não ...
Posts mais comentados
Arquivos
2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D