tsetse @ 00:01

Qua, 01/08/07

É muito usual ouvir dizer que as mulheres têm um problema com a tecnologia, que têm graves dificuldades em aprender a usar os computadores e outras máquinas. Pois eu acho que este não é um problema genético, mas um problema sociológico.

Desde pequenas, as mulheres são incentivadas a brincar com bonecas, a aprender a bordar e a ajudar a mãe nas tarefas domésticas. No entanto, aos seus irmãos são dadas caixas de ferramentas do Bob o Construtor, pequenos computadores, objectos telecomandados e Legos. Embora hajam excepções, as expectativas que as crianças do sexo feminino sentem são muito diferentes das dos homens.

Depois, quando chegam à adolescência, aumenta a pressão do resto da sociedade: se são gordas ou feias, são hostilizadas pelos rapazes; se andam mal arranjadas, são hostilizadas pelas outras raparigas; se não são boas donas de casa, são hostilizadas pelas tias e avós. De repente, espera-se que elas se preocupem com dietas, cremes, moda, lides da casa, bronzeados e acessórios. Desde logo, ficam com parte do tempo e da capacidade de atenção ocupados. Enquanto isso, os rapazes já aprenderam BASIC para quitar o spectrum, HTML para fazer um site e como programar os seus novos Legos Mindstorms.

Por isso, é óbvio que encontramos mais homens com gosto pela tecnologia!
Queriam milagres?

Tsetse



brunomiguel @ 00:56

Qua, 01/08/07

 

O problema é mais genético que social. O sexo feminino, na maioria das espécies animais, sempre foi mais familiar e o sexo masculino mais "técnico".
É a natureza! E a educação não a consegue contrariar.

Kika @ 01:20

Qua, 01/08/07

 

Isso da natureza e do que é feminino ou masculino são apenas construções sociais. Não mistures a genética nisso porque, se durante séculos, a mulher foi passada para 2º plano na sociedade, e cotada como menos hábil, mais débil etc etc.. tornou-se de tal forma habitua essa conotação que a apelidam de natural quando é sociológico. Mais ainda, esse "desde sempre" é mais uma vez social, o facto de uma mulher estar vulnerável durante a gravidez, há uma associação a desprotecção e portanto fraqueza por parte da mulher. Muito por culpa da própria mulher, sempre houve uma aceitação de tal condição, o que piorou e fez com que se acredite nessa natureza que de natural ou genético não tem muito. Já agora caso não saibas ficas a saber que sempre houve uma necessidade por parte do homem de se superiorizar à mulher por esta ter a capacidade de dar à luz, daí que em algumas tribos e até mesmo nos Judeus, haja a circuncisão masculina, a ideia da circuncisão, nos tempos primórdios era a do simbolismo de jorrar sangue como a mulher o faz quando dá à luz. Noutras culturas, na nossa por exemplo, era a matança do porco, atribuída a tarefa ao homem. Mas isto não sou eu a dizer, Bourdieu e outros que tais teorizaram sobre isso... :)


tsetse @ 01:37

Qua, 01/08/07

 

É isso mesmo, Kika! Ia agora responder ao Bruno mas estou a ver que já nem preciso: não diria melhor!



brunomiguel @ 01:37

Qua, 01/08/07

 

Então desafio-te a estudar um pouco sobre a evolução humana e depois voltares a comentar.


brunomiguel @ 01:57

Qua, 01/08/07

 

Vamos lá ver se este comentário passa.

Kika, mete a filosofia, as teorias sociais e essa mentalidade tacanha de lado, deixa-te de fazer de vítima e coitadinha, informa-te sobre a evolução humana desde os primórdios da humanidade e sobre a nossa genética (como eu fiz, com algumas publicações científicas lidas e muitos documentários vistos sobe o assunto) e depois opina. É melhor que mandar umas postas de pescada ao ar.

As mulheres vivem mais tempo que os homens - genética.
Os homens têm melhor técnica no manuseamento de ferramentas - genética
As mulheres comunicam melhor- genética
Os homens estacionam melhor que as mulheres - genética e não "construção social"
Isto é um bom ponto de partida para te informares melhor sobre a temática.



Este blog é o local de encontro das feministas extremistas, que passam a vida a reclamar dos homens, mas não os dispensam por nada, digam o que disserem. É por vossa causa que dou razão a quem diz que cada vez à mais mulheres que querem ser homens à força.


tsetse @ 02:06

Qua, 01/08/07

 

E o que é para ti mulheres que "querem ser homens à força"? É terem a ousadia de supor que, com a mesma educação e oportunidades, poderiam ter as mesmas capacidades do que tu?



brunomiguel @ 02:10

Qua, 01/08/07

 

tseste, estas a deturpar o que disse. Eu nunca disse que as mulheres não deviam ter o mesmo direito que os homens; isso és tu a insinuar.
Quer gostes, quer não, a genética sempre teve um papel importante. Porra, vocês até estão melhor que nós, no que toca a cromossomas.


brunomiguel @ 02:16

Qua, 01/08/07

 

Correndo o risco de vir a ser "crucificado" em público, digo-te, defendo o casamento entre homossexuais. Têm tanto direito a casar como um casal hetero. Não sou é fã do casamento (em geral), mas isso é outra história.

um pequeno off-topic: vocês só fazem isto para ver as reacções, ou estou errado?


tsetse @ 02:26

Qua, 01/08/07

 

Ver as reacções tem a sua piada, tem... Só tu, já me fizeste chorar de rir duas vezes hoje.



brunomiguel @ 02:43

Qua, 01/08/07

 

Já de agora, em quê?

Mike @ 21:10

Qua, 01/08/07

 

Ó Bruno Miguel, porque será que eu não fiquei nada surpreendido com o facto de seres a favor do casamento entre homossexuais?! Mas és mais a favor do casamento entre gays do que entre lésbicas, não és? E eu compreendo! As lésbicas, para ti são mulheres que quiseram virar homens!
Bruno Miguel, Bruno Miguel...

Mike @ 21:07

Qua, 01/08/07

 

Melhores que nós em relação a cromossomas? Nunca tinha pensado nisso! E eu que tenho andado mal dos meus cromossomas, é pá, não sei! é uma dor que me arrepanha os cromossomas e me deixa desconfortável...


TNT @ 13:12

Qua, 01/08/07

 

Feministas extremistas?
É certo que não uso soutien mas não por uma questão de revolta contra os cânones masculinos. É mesmo por uma questão de conforto. E não dispenso os homens por razões já apontadas neste blog: Sexo, Humor e Força. Uma jeitaça que eles dão nestes campos, digo-te já!
Quanto ao resto não lhes dou grande importância e como não pretendo procriar, nem sequer esse papel poderão desempenhar na minha vida.
E vá-se lá saber porque é que um blog que se apelida de "Interno Feminino" enalteça as qualidades das mulheres e reduza os homens ao seu papel?? Hum? Coisa mais estranha...!


brunomiguel @ 13:15

Qua, 01/08/07

 

Se tens o peito firme, só fazes bem em andar sem soutien.

"E vá-se lá saber porque é que um blog que se apelida de "Interno Feminino" enalteça as qualidades das mulheres e reduza os homens ao seu papel??"
LLLOOOLLL. Pois, eu estou a ver...


TNT @ 13:29

Qua, 01/08/07

 

Se tiveres paciência remeto-te para a mui esclarecedora leitura de http://internofeminino.blogs.sapo.pt/37630.html

Eheh!


brunomiguel @ 13:39

Qua, 01/08/07

 

LOL. Está bem... Já estive a ler e mantenho a mesma opinião.
Como já disse à tua colega de blog, tsetse, acho que vocês só escrevem isto para criar reacções e para ser rirem um bocado. Por alguma razão o teu nick é TNT.
Mas olha, tudo o que dizes nesse teu artigo que tanto te custou a fazer, também existe noutras formas para o lado feminino; por exemplo, o "encostanço" aos homens. Mas eu, sendo pragmático e detentor do mau hábito de tentar ver as coisas por todos os prismas, sei que tanto homens como mulheres estão cheios de defeitos. Há homens com mais defeitos que outros; também há mulheres com mais defeitos que outras. Ora, se tanto reclamas dos homens, talvez fosse melhor (isto entrando na onda do blog) procurares homens noutro sítio e com outras características, não?!


TNT @ 13:48

Qua, 01/08/07

 

Se algum dia me conheceres perceberás que não procuro homens nem aqui, nem em lado nenhum....
Basicamente tenho é algum trabalho a seleccionar dentro dos numerosos espécimes disponíveis e ansiosos de respirarem na mesma sala que eu!


brunomiguel @ 13:52

Qua, 01/08/07

 

Imagino! Até eu, apenas com essas palavras, já estou com uma erecção.


TNT @ 13:56

Qua, 01/08/07

 

Óptimo!
É sinal que o teu problema não é genético!

Anikin @ 20:14

Seg, 06/08/07

 

Bruno: é muito dos homens a culpa de existirem mulheres tão centradas no próprio umbigo como a TNT "apenas" por ser líndissima e ter cérebro q.b. para fazer passar por forte personalidade aquilo que tb. poderia ser descrito como um par de defeitos.

Ela disse a verdade! Ela pode continuar confortavelmente a ser assim porque sempre (i.e.: por mais uns anos) terá atrás dela uma manada de machos sem pinga de amor próprio a rastejar atrás dela e a lember o chão que pisa na esperança de que o improvável aconteça e ela os queira conhecer (no sentido "bíblico").

Sim, também conheço o caso contrário: há homens bonitos a sofrer so mesmo tipo de egotismo...

...mas como, em geral, as mulheres são muito mais cuidadosas a evitar determinados ridículos, o caso fêmea (como o da TNT) é MUITO MAIS FREQUENTE.

Daí a expressão "Sete cães a um osso". Fala-se de cães macho mesmo e não "Sete cadelas..." ou de "Sete cães e cadelas...".

São mesmo OS cães que geralmente fazem tristes figuras, perdendo a cabeça por um bom "rabo de saia".

Guilherme @ 20:58

Sex, 17/08/07

 

"tristes figuras perdendo a cabeça por um bom "rabo de saia"."

Se perder a cabeça por um bom rabo da saia é triste então pelo q vale a pena perder a cabeça na sua visão feminina?

O egocentrismo não me cansa de surpreender.

É tão mais fácil incompreender, exigir q os outros adotem nossos valores q são sempre os mais perfeitos e lógicos.

Até parece q algum dia alguma mulhar vai entender os efeitos dos hormônios nos homens, e o contrário também: a falta de efeito sobre as mulheres.

"terá atrás dela uma manada de machos sem pinga de amor próprio a rastejar atrás dela e a lember o chão que pisa na esperança de que o improvável aconteça e ela os queira conhecer" Acho q vc se enganou no verbo: não é conhecer , o correto é f...er.

E mais q me consta nunca vi um homem infeliz por desejar uma mulher. Eu sempre q desejei alguma gostosona e linda sempre estive pra lá de satisfeito.
Ficava insatisfeito quando não tinha nehuma pra desejar.

ruben @ 15:37

Qua, 01/08/07

 

vi a foto no livro do zé pedro santos reis, acabei por comprá-lo porque tem lá coisas que remontam a tempos infinitamente distantes e ao mesmo tempo vividamente presentes na minha memoria. as expectativas correspondem que nem uma luva ao que vi na imagem do livro e rematadas por cima depois de ter lido este comentário. estou pior do que o outro quando diz que "só me falta acertar no euro milhões". que fiquem descansadas as meninas do "interno feminino" porque eu não pretendo poluir o ar de ninguém.

Mike @ 21:32

Qua, 01/08/07

 

TNT,
Bem!!!!!!! Temos claque ou clube de fãs?
Ora, se fores gira e jeitosinha, basicamente o nº de espécimes disponiveis e ansiososos por respirarem na mesma sala que tu é... todos! Todos quererão! Todos, menos o Bruno Miguel!

Kore @ 00:16

Seg, 06/08/07

 

Sabes TNT, este teu comentário fez-me lembrar outro que fizeste aqui há uns tempos: "deve ser cá um artista" exclamavas tu em resposta...

essa do "respirar na mesma sala"... não soou muito bem... ai a presunção e a água benta!!

Volta que estás perdoada eheh

Olha que a sugestão para alterar o padrão de busca não é má de todo ;)

Cheers,
Kore

Mike @ 21:26

Qua, 01/08/07

 

Ó Bruno Miguel, eras gajo para poderes aconselhar a TNT sobre os locais onde ela pode encontrar homens com esssas "outras" características, não eras?


brunomiguel @ 22:05

Qua, 01/08/07

 

À falta de resposta, mandam-se umas caralhadas para fazer boa figura à frente das gajas, não é?! Tens que mostrar que és homem, viril. Aposto que até ranges os dentes e tudo.

Mike @ 21:21

Qua, 01/08/07

 

Bruno Miguel,
Peito firme é coisa de tropa, mas não me surpreende vindo de ti!
Mamas, diz-se mamas. Ah e cientificamente também se diz mamas!
Eu cá gosto mesmo é de maminhas empinadas, descaidas (diferente de caídas!), pequeninas, pequenas, médias, médias/grandes. Bem no fundo sou um democrata! Mas como qualquer bom democrata, tenho as minhas preferências! Simpatizo mais com as pequeninas e pequenas, empinadas ou descaidas - mas é apenas numa perspectiva estéctica!

Mike @ 21:15

Qua, 01/08/07

 

TNT,
Mulher não usar soutien? Adoro!
Não pretender procriar? Parece coisa de pessoa sensata! Gosto disso!
Sexo e humor, ainda podem contar comigo, já a força, nah! não ando nada bem dos meus cromossomas, tenho que me poupar!
Mulheres sem soutien (acho que já referi este ponto, mas nunca é demais) é bom, é muito bom!

Mike @ 21:04

Qua, 01/08/07

 

Ó Bruno Miguel, onde é que eu posso ler esse estudo científico que diz que os homens estacionam melhor do que as mulheres?? Isso parece-me de facto um estudo interessantíssimo e de enorme utilidade para a evolução da espécie! Gostava muito que o dinheirinho dos meus impostos fosse gasto em estudos desses, porque assim sim, se fazem as grandes revoluções sociais na humanidade!
Bruno Miguel (era assim que os teus pais te chamavam quando em puto fazias merda, não era?), quanto ao blog ser um encontro de feministas extremas, deixa que te diga que gosto de vir aqui por achar precisamente que aqui ninguém defende posições extremadas, parece-me que por aqui todas gostam de homens, criticam homens e mulheres (vide post "As sofredoras", p. ex.) e, para mim, fazem-no (em relação apenas aos homens) porque querem que nós, homens que gostamos de mulheres, nos tornemos melhores, mais sensiveis, mais atentos e mais cuidados. Claro que, Bruno Miguel, podes sempre fazer um blog que sirva para criticar as mulheres à bruta, só que, Bruno Miguel, parece-me... assim de repente... que isso poderia fazer de ti uma de duas coisas... ou ervilhinha, ou ressabiado! Hmm! Nenhuma das duas me parece fazer de ti um rapazinho melhor, Bruno Miguel!
Estudos científicos sobre o estacionamento!!!! Bruno Miguel... tu... estás lá! Vai-te a eles, tu não te fiques, Bruno Miguel!
E já agora, a TseTse merece que te comportes como um rapazinho ajuizado, Bruno Miguel. Ela é gira (sim, TseTse, andei a bisbilhotar o teu blog e vi que tinhas por lá fotos) e escreve posts giros!
Claro que a TNT também escreve posts giros... e doidos!
NOTA: tudo isto é apenas baseado na minha opinião.


brunomiguel @ 22:02

Qua, 01/08/07

 

Para que te queres armar em macho alpha?? Precisas de mostrar que és homem?! Essa necessidade revela falta de algo...
E porque falas tanto mal dos gays?! Parece-me que ainda não sais-te do armário.


tsetse @ 22:15

Qua, 01/08/07

 

Mike, hilariante! Estou a ver que vieste inspirado das férias!
Há muito tempo que não havia um post que me fizesse rir tanto!


Mike @ 01:07

Qua, 01/08/07

 

Pois isso é tudo verdade, mas (há sempre um "mas") depois as mulheres queixam-se que os homens fucionam como máquinas, sempre previsiveis e sem sentimentos! Por isso nunca me dediquei muito a aprefeiçoar os meus "tecnologic skills". Preferi sempre agradar mais às mulheres do que ter jeito para essas panasquices da tecnologia!!!!!!!
E quanto a ti, TseTse, tenho uma leve impressão que toda tu és qualidades, por isso, para ti, tecnologia não é problema!


tsetse @ 01:40

Qua, 01/08/07

 

Mike, voltaste! E mais gentil do que nunca!


Mike @ 20:40

Qua, 01/08/07

 

TseTse,
Voltei, voltei, voltei de lá, ainda agora andava a passear numa qualquer cidade europeia e agora já estou cá! (isto está com uma métrica estranha, mas o que importa é que rima como a original!)
Ás vezes as férias fazem bem, outras vezes fazem mmuuuuito (isto soa ao som de uma vaca, não soa??) bem. A mim fizeram-me voltar igual a mim próprio, mas a sentir-me melhor!
Quanto a dizeres que voltei «mais gentil do que nunca», são coisas que me saem naturalmente, depois de ler os teus textos!
:-))

Susana Oliveira @ 01:28

Qua, 01/08/07

 

Sim, sim... genético. Uma treta! Há dias o meu marido perguntava "olha, quero fazer-te uma pergunta, não sei se sabes responder mas talvez saibas, se não souberes também não faz mal, mas... se eu formatar o meu disco fico sem sistema operativo?" Habilidade, adaptação e esforço meus caros. Trata-se simplesmente disso, pois a pressão social é de facto inegável. Tenho a certeza que se tivesse um irmão com quem dividir o carro, teria sido a ele que o meu pai tinha ensinado a ver o nível do óleo...


tsetse @ 02:00

Qua, 01/08/07

 

Susana, acho que tens toda a razão!

Bruno Amaral @ 02:41

Qua, 01/08/07

 

Eu concordo que a tendência para os homens terem melhores aptidões técnicas é sociológica.

Ao mesmo tempo culpo as mulheres. Para essa tendência mudar tem de começar por elas. E infelizmente vejo poucas a tentar dar o exemplo.

Há mulheres que se deixam influenciar tanto que se limitam a perpetuar as pressões sociais a que foram sujeitas.

Hailstorm @ 10:23

Qua, 01/08/07

 

Minhas caras, é obvio (e cientificamente provado) que existem diferenças genéticas entre homens e mulheres, e que essas diferenças vão muito mais alem que diferenças fisiobiologicas.
As senhoras são mestras na linguística , escrita e afins, e o pessoal da testosterona para cálculos e métodos de engrenagens, etc.
É também de conhecimento publico que a forma como somos condicionados em tenra idade, ir á fornecer os alicerces do raciocínio de amanhã, e até aqui tudo bem...

Mas as meninas têm algo que me fascina desde á muito. Creio ser algo como uma antítese ao "toque de Midas " que se traduz no seguinte cenário exemplificativo:
- Um tipo passou um serão inteiro a programar a televisão, com o guia de frequências da tvcabo ao lado, segundo uma rigorosa ordem de raciocínio e de preferência ...ora chega a menina numa bela noite, e enquanto espera o apessoado moço que escrupulosamente se aperalta, quando...com dois toques (máximo três ), consegue lançar por terra todo um trabalho de uma noite. E aquelas coisas que as meninas conseguem partir com um toque e que nós nem a martelo lá vamos...Incrivel.
Como é que conseguem? é algo que brota naturalmente de vocês ? ou é algo que é passado de mãe para filha?
Alguem me explica? é que algo deste calibre aplicado em sabotagens, colocava-vos no top 10 dos mais devastadores espiões da Historia...



brunomiguel @ 13:18

Qua, 01/08/07

 

Finalmente alguém que não vem com culpar a sociedade.


tsetse @ 13:44

Qua, 01/08/07

 

Todos as teorias de que falas (e sobre as quais não apresentas bibliografia que te apoie) foram provavelmente baseadas em testes efectuados em amostras já alteradas pela forma como a sociedade interagiu com elas. Se assim for, são amostras pouco significativas.

Eu não sei se há efectivamente diferenças fisiológicas, mas o que eu disse no meu post não deixa de ser verdade: a maioria dos homens tem desde a infância muitos mais estímulos a utilizar a tecnologia e muito mais tempo livre.

E, só o facto de confundires lógica com feminismo extremo e homossexualidade, mostra que não és a pessoa indicada para me esclarecer sobre este assunto.


brunomiguel @ 13:50

Qua, 01/08/07

 

Já sei a razão do teu nick. Causas "sono", aka deturpação.
Mas quem é que confundiu feminismo com homossexualidade? A confusão é tua, não minha.

Se quiseres bibliografia, pesquisa em revistas tipo Science Magazine.

Já pensaste porque é que o sexo masculino, na maior parte dos casos, tem uma educação diferente do sexo feminino? Podes encontrar a resposta em qualquer programa sobre a vida animal.


tsetse @ 14:05

Qua, 01/08/07

 

Ah! Então falaste aqui na defesa dos casamentos homossuexais só por acaso? Estou mesmo a ver: "Ai e tal, vou falar sobre o quê agora? Bom, bom, era arranjar um tema bem polémico! Incesto? Aborto? Casamentos Homossexuais? É isso mesmo! Vou falar sobre casamentos homossexuais"

És um rapaz muito engraçado...



brunomiguel @ 14:13

Qua, 01/08/07

 

Tu que falaste nos direitos das mulheres. Eu, para ver se conseguias perceber que sou a favor das igualdades, dei como exemplo a minha opinião sobre os casamentos entre os homossexuais. Mas, ou não percebeste ou estás a tentar deturpar tudo o que digo, por alguma razão que (faz de conta que) me ultrapassa.


tsetse @ 14:27

Qua, 01/08/07

 

Neste post, eu não falei sobre os direitos das mulheres. Falei sobre causas para a menor apetência para a tecnologia. Se calhar, eu não te entendi porque tu não te explicaste correctamente ou não apresentaste o contexto. É que não te conheço de lado nenhum, nem me lembro de seres um comentador habitual... Não tenho nenhum interesse em deturpar nada do que dizes. Espero até que continues a comentar... Sempre me vou rindo.



brunomiguel @ 14:34

Qua, 01/08/07

 

Foi num comentário.
"É terem a ousadia de supor que, com a mesma educação e oportunidades, poderiam ter as mesmas capacidades do que tu?"
Se não era essa a tua intenção, devias ter-te explicado um pouco melhor.

Não sou comentador habitual, nem o vou ser porque este blog só me desperta interesse quando quero uma "conversa" que dê "pica".
Quanto ao riso.. hum... Defensiva?! Mas também sei que devo ter escrito uma ou duas coisas sem nexo, por isso até acredito que te rias.

Apesar de terem razão em várias coisas que escrevem, vocês costumam exagerar muito. Quase que parecem o family guy. Bem, mas se calhar é mesmo essa a intenção, exagerar. Boa sorte para o blog!

Mike @ 21:41

Qua, 01/08/07

 

Claro Bruno Miguel. Quanto à homossexualidade não tens qualquer confusão! Estás esclarecidíssimo!

monge @ 03:00

Sex, 03/08/07

 

It's a Family Gay!
(...não deturpem...)


brunomiguel @ 21:12

Qua, 01/08/07

 

Uma última nota: http://jotacapa.blogs.sapo.pt/8523.html
Se calhar até tinha alguma razão... :)

Mike @ 21:38

Qua, 01/08/07

 

Isso é evidente. A educação que temos desde sempre leva-nos a desenvolver as nossas capacidades no sentido que essa mesma educação nos indica. Se és educado/a para o desporto, desenvolves mais capacidades físicas, o que não quer dizer que não tenhas as capacidades tecnológicas. Claro que se desde pequenino o Bruno Miguel brincou com a Barbie e o Ken, com a cozinha da Barbie e com o cabeleireiro da Barbie, provavelmente hoje tem umas aptidões diferentes...


brunomiguel @ 21:54

Qua, 01/08/07

 

Mike, e tu deves ser o barrasco cá do sítio, não?

Mike @ 00:07

Qui, 02/08/07

 

Caro Bruno Miguel,
Vamos lá ver se nos entendemos.
Eu sou apenas alguém que está de bem com a vida, que não vive agarrado a pseudo-teorias comportamentais estudadas em laboratórios, que, ao contrário do que dizes, não falo «tanto mal dos gays», brinco com a situação, apenas isso. E até te posso dizer que gosto das camisolas cor-de-rosinha do glorioso SLB!! Obviamente que no teu lugar também não gostaria de ser o alvo das minhas parvoices, porque não baixo o nivel, não insulto, apenas insinuo e isso, já percebi, chateia-te (essa era claramente a minha intenção em relação a ti).
Quanto a extremar a coisa, esse, de facto, foi o teu papel. Porque perante um texto que não é uma carta/convenção mundial mas a opinião de uma das autoras do blog, entendeste por bem mandar a farpa de que o blog é ponto de enconto feminista-extremista. Foste atacando todos/as que apareceram com opinião diferente de ti. No entanto, tiro-te o chapéu, pois este post tornou-se para mim, assiduo visitante deste blog, e algumas vezes comentador dos textos, um post muito mais interessante do que à primeira vista poderia supor. Estás de parabéns!
Deixa-me ainda acrescentar que não tenho nem tive qualquer intenção de ferir a tua susceptibilidade, mas tu, com a tua opinião, deste-me vontade de comentar por cima da maioria dos teus comentários, porque te puseste a jeito e porque me diverti a fazê-lo e, acima de tudo, como os comentários são moderados, porque as autoras me concederam esse "privilégio"! :-))
Por fim, quanto ao macho do cromossoma alpha, se gostar de gajas, gostar de mamas, ser a favor da abolição do soutien, fazer uns elogios e brincar com tudo isso é ser macho do cromossoma alpha (pendular, porque atinge mais velocidade!) então sou, mas continuo a gostar mesmo é do estudo cientifico do estacionamento e dos cromossomas de melhor qualidade das mulheres. A próxima vez que conhecer uma mulher não lhe vou dizer que a acho gira, vou-lhe dizer: adoro os teus cromossomas! Achas que me safo melhor assim?


tsetse @ 01:27

Qui, 02/08/07

 

Tens razão, Mike. Os comentários tornaram este post muito mais interessante e divertido. É disto que o meu povo gosta!

Obrigada pela tua contribuição!



brunomiguel @ 01:40

Qui, 02/08/07

 

Essas pseudo-teorias comportamentais, investigação científica, etc, são apenas hobbies. A minha área não é essa. E não vivo agarrado a elas; vivo e vejo que elas estão correctas, mas a maioria das pessoas nem se apercebe disso. Não sei se é esse o teu caso.

Não me chateou. Até poderias ter esperneado, que eu não tinha ligado. Nem liguei ao facto de me teres chamado (digas o que disseres, não foi insinuado) gay. Não sou, nem tenho nada contra eles. Picaste-me e eu piquei-te. Aconteceu o mesmo com as autoras do blog. Se não fosse assim, a "discussão" não teria a mesma piada.

Eu não ataquei ninguém. Pelo menos não foi essa a minha intenção. Eu apenas defendo a minha opinião; sou teimoso como o raio. Venha quem vier, se eu achar que tenho razão, insisto até a outra pessoa desistir ou até eu perder a paciência.

Eu só falei de coisas que estão mais que provadas, mas infelizmente não tinha links para artigos "à mão" e nem sequer me quis dar ao trabalho de as voltar a procurar no meio de tanta informação. Tinha muita coisa para filtrar, até chegar ao que queria...

Sabes porque é que estacionamos melhor que as mulheres?! Por causa da nossa visão. É tão simples quanto isso. E sabias que reagimos mais depressa que as mulheres?! O cérebro foi feito assim. Culpa o teu deus se fores religioso, ou então, se fores pragmático, culpa a natureza.

Da próxima vez que conheceres uma mulher, diz-lhe antes algo deste género: "Oh boa, queres leite?". Funciona melhor que o BMW do papá.

Vitima do Gajo da Forquilha @ 14:11

Qua, 01/08/07

 

Na minha opinião a genética é importante mas não é essencial para esta e outras questões! Se assim fosse, como se explicaria o enorme peso da educação na revolução de ideias e preconceitos! A aptidão para as novas tecnologias, à semelhança de outras actividades como bordar, costurar, bricolage, esta relacionada com o tempo e as oportunidades que nos são dadas para a sua aprendizagem/ aperfeiçoamento!
Assim, graças aos nossos pais, irmãos/ irmã, professores e envolvência em geral poderemos desenvolver mais/menos qualidades a nivel tecnologico/ macênica/electricidade/culinaria/ decoração e areas afins!! ! No entanto, e a par de todas as actividades "ditas femininas ou de responsabilidade da mulher", é-nos humanamente impossivel, a nos mulheres, simples seres mortais, TUDO dominar!!


brunomiguel @ 14:19

Qua, 01/08/07

 

A genética é essencial porque, se não estiveres feito para fazer uma coisa, não é com boa vontade que lá vais. Mas há um factor importante que me esqueci de referir: a adaptação.
O ser humano sempre se soube adaptar e, se não me engano, as mulheres têm mais facilidade em adaptar-se que nós, homens.

OGajo @ 14:44

Qua, 01/08/07

 

Discordo completamente, com isso das mulheres terem problemas com as tecnologias !!! Cá para mim as mulheres dominam muitas tecnologias, que nem os homens sonham que existem.
Falamos obviamente das "tecnologias caseiras", tais como a tecnologia do ferro de engomar, a tecnologia de lavar a loiça, roupa, etc.
Machos, já se imaginaram a dominar a tecnologia do ferro de engomar??? Aquilo exige muitos anitos de dedicação. Conhecer o ferro, saber onde meter água (acho que existem uns que levam água), etc...

Fêmeas, porque quereis vós um spectrum, quando podeis ter o uma máquina de lavar a louça de última geração ??? Porque quereis vós aprender a programar, quando podeis ter um MACHO que alegremente fará esse servicito ???(em troca de um enrolanço é claro)

Cumps ;)

luiza frazao @ 13:16

Sab, 04/08/07

 

O mal está em pensar-se que sem a tecnologia do ferro de engomar se teria construído uma civilização. A importância que se dá a certas coisas é, quanto a mim, a rever com urgência. Cresci a ouvir dizer que os homens é que eram os grandes crânios e que as mulheres eram fúteis e superficiais por natureza. Acontece que quando cresci e prestei mais atenção, verifiquei, com espanto, que, pelo menos do homem médio português, só consegues arrancar interesse por duas coisas: futebol e ... (ia dizer sexo, mas não vamos chamar àquilo "sexo", por favor.Talvez "predação sexual" esteja bem.)

Porthos @ 15:25

Qua, 01/08/07

 

Olá TseTse,

Pela primeira vez discordo de ti, mas continuo a admirar-te bastante!

Não tenho tempo para no imediato debater os teus argumentos, mas voltarei em breve!

Saúdo o regresso do Mike, os rivais a lutar pelo coração de uma dama fazem parte de todas as grandes histórias de amor, e tu mereces uma luta sem fim....

Nota: O post mais recente do Azoigue tem o mesmo tema que o teu. É coincidência?



tsetse @ 15:41

Qua, 01/08/07

 

Olá Porthos!

Claro! Volta, debate, conta-me tudo! (Até porque gosto sempre dos teus comentários. Animam-me o dia!)



Em relação ao tema, não é coincidência. Este blog habita no mesmo planeta que o Azoigue e este é o tema deste mês.

Mike @ 21:47

Qua, 01/08/07

 

Porthus,
Retribuo o cumprimento.

Este nosso "duelo de palavras" será sempre pouco, quando comparado com a sumptuosidade da escrita da TseTse.


Dinis @ 23:23

Qua, 01/08/07

 

Olá tsetse,

Sugiro-te a leitura deste artigo que faz um sumário bastante interessante e acessível sobre o tema das diferenças inatas entre homens e mulheres:

http://www.economist.com/science/displaystory.cfm?story_id=7245949

Pessoalmente não acredito que a grande maioria das diferenças que vemos entre homens e mulheres sejam construções sociais. Admito, no entanto, que por vezes a cultura tem o efeito de reforçar diferenças que na sua origem são inatas.

Just my 0,02 €

Beijinhos,

Dinis


tsetse @ 14:02

Qui, 02/08/07

 

Olá Dinis

Obrigada pelo link. Recomendo a sua leitura. Já agora, aproveito para fazer uma transcrissão desse mesmo texto, para te fazer pensar:

"There are a number of problems with these studies. One, according to Dr Hines, is science's bias towards reporting positive results, so that research which shows no differences is likely to get lost. Another is that because differences between the sexes are so often popularised and played up in the popular media, people tend to pay them disproportionate attention."


Dinis @ 23:16

Qui, 02/08/07

 

Fair enough :)

Eu penso nesse parágrafo e tu pensas nos outros, combinado?

Dinis


tsetse @ 00:02

Sex, 03/08/07

 

Claro! Aliás, li tudo com muita atenção. Continuo a duvidar de metade dos testes lá descritos (principalmente dos realizados a adultos), mas outros fizeram-me pensar.

monge @ 02:47

Qui, 02/08/07

 

...se formos ao Inst. Sup. Técnico e virmos as mulheres que o frequentam, compreendemos porque é que os rapazes se interessam mais pelas técnologias do que por elas...
Já no que diz respeito a haver um número relativamente reduzido de mulheres à vontade com as tecnologias concordo contigo em ser um problema social, mas penso que tende a diminuir progressivamente. Esta nova geração quando nasce já tem telemóvel e PC portátil de série incorporados.

Mas respondendo à tua questão final: "9 em cada 10 alunos do técnico rezam para que o milagre aconteça!"

Pesquisar
 
comentários recentes
meu caso é meio parecido,mas so houve beijo,mas ai...
Quando as variáveis filhos e questões financeiras ...
Boa Tarde,Depois de muito pesquisar na net sobre a...
Viva, gostei do tema e tem razão, as Portuguesas s...
Sim, eu sei. Mas o que dói nao é tanto o que se pa...
Ele não contou porque achou que, se a Anónima não ...
Posts mais comentados
Arquivos
2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D