tsetse @ 22:55

Qui, 12/07/07

Na minha adolescência tinha uma amiga que, sempre que era apresentada a algum rapaz cobiçado por outra amiga, não desistia enquanto não o conquistasse. Era um comportamento compulsivo e repetitivo. Como ela não era propriamente genial, facilmente ultrapassávamos o problema: dizíamos que gostávamos de um, para a entreter, e focávamo-nos no outro, o que realmente nos interessava. Ela caía sempre.

Noutro dia, falava com um amigo que contou uma história muito semelhante: Um amigo dele tinha uma atracção imediata pelas mulheres que os outros diziam ser giras. Como também não era um génio, os amigos aplicavam o mesmo remédio: mentir sobre o seu verdadeiro gosto.

Segundo a teoria deste meu amigo, o outro devia ser gay, por isso não sabia que rapariga escolher. Daí confiar mais na opinião dos outros do que na sua. Não sei se a minha amiga de infância sofria deste mal de não se assumir. Sempre pensei que ela precisava de sobressair na única coisa em que realmente era boa: utilizar os seus dotes para conquistar homens.

Desde então, tenho reparado noutros casos semelhantes. Pessoas que reparam em alguém só porque o amigo ou amiga gostou, ou porque aquele alguém que admiram, se casou com ele. Como se confiassem mais no gosto dos outros do que no seu próprio, ou achassem que seria um grande feito se fossem as escolhidas do objecto de desejo dos outros. Só que, para além da futilidade da situação, esquecem-se de um pormenor: nem sempre a pessoa que admiram consegue deixar de se apaixonar por um idiota. Por isso, muitas vezes acabam por ficar com um palerma, sem sequer estarem apaixonadas, com a ilusão de que ganharam a lotaria.

Tsetse


Babe @ 09:02

Sex, 13/07/07

 

Já me aconteceu reparar melhor em alguém porque me chamaram a atenção para isso. Às vezes tenho uma ideia inicial de uma pessoa e depois dizem "olha que não... é isto ou aquilo..." e eu dou mais atenção. Mas nem sempre mudo de opinião. Felizmente, ainda confio em mim (mesmo que às vezes só saia borrada). No entanto, verifiquei essa situação a nível de outras coisas, como a roupa. A minha irmã tem uma menina de 4 anos e sempre que lhe compra uma roupa, um calçado... uma das amigas que tem uma menina mais nova 1 ano, passado nem uma semana, lá vem com filha exactamente igual. Só sei que ela fica muito lixada. Não deve ser fácil.


tsetse @ 10:50

Sex, 13/07/07

 

Uma coisa é certa: a amiga deve ter uma grande consideração pelo gosto da tua irmã.

Estas pequenas coisas são falhas de carácter que temos que aprender a contornar ou, em casos mais graves, fugir.

gomesh @ 09:18

Sex, 13/07/07

 

Quere-me parecer que serão pessoas que apenas não sabem o que querem...
Também os há que decidem tirar os mesmos cursos que tu apenas porque decisdiste fazê-lo... e depois decidem que não é para eles... e depois acabam por pagar por algo que não querem (pois que por terras de sua majestade paga-se tudo... e bem...).
Será um defeito congénito?


tsetse @ 10:47

Sex, 13/07/07

 

Ou serão pessoas que vivem mas não sabem bem para o quê?


gomesh @ 11:12

Sex, 13/07/07

 

Pois... que vida triste...

Pelo menos que arranjem uma forma de vida mais divertida... tipo "Sex Drugs and Rock and Roll" - e assim não chateiam os outros

Kyra @ 18:00

Sex, 13/07/07

 

Concordo inteiramente. Há aí muita gentinha a viver sem saber para quê.
Falta de opinião própria é terrível!
Se bem que para muitas pessoas, a vida pode ser tão desinteressante que precisam de muletas para encontrar um rumo.

Hailstorm @ 11:30

Sex, 13/07/07

 

Uma questão de gosto...ou a triste falta deste.

Definitivamente existem pessoas que não sabem ou não querem escolher o que quer que seja, seja o traje para enfrentar o dia a dia, ou a mulher ou homem que querem para side-kick ". Estes são aqueles que telefonam para a mãe logo ao amanhecer porque não fazem ideia o que vestir.

Este espécime tem por outro lado uma particularidade bastante interessante e que me faz indiscutivelmente crer que Deus é justo e "tira com uma mão, mas dá com a outra", eles ( espécimes raros e deprimentes porque não ) tem uma presença de espírito que não deixa que este pormenor caia no esquecimento e esteja sempre presente na equação que usam para o relacionamento social.

Igualmente, e latente nos mesmos ( espécimes ... ), existe uma capacidade deveras paradoxal, de saberem quem efectivamente TEM bom gosto.
" Quer dizer, não tem gosto mas sabem reconhecer quem tem." Lindo...

Temos perante nós uns estrategas natos mas que pecam pela ingenuidade do típico não-original ", porque quando lhes dizemos que nos vamos atirar ao poço, o mais provável é que OBVIAMENTE não o façamos, e eles (espécimes ...) provavelmente vão se afogar-se na tipa/tipo mais deprimente e neurótico que consigamos encontrar...vingança, doce vingança...


cigana @ 12:08

Sex, 13/07/07

 

Conheci várias pessoas assim. Francamente, mais mulheres do que homens. E mais pelo gosto da competição do que por insegurança. Elas tinham namorado ou pretendentes, e desistiam de tudo para perseguir sempre os das outras.
Claro que, em última análise, quem tem que competir a todo o custo com as outras, sofre de insegurança mórbida!


tsetse @ 17:36

Dom, 15/07/07

 

Às vezes parece que é por competição mas, na verdade, é apenas pobreza de espírito ou vontade mostrar desesperadamente que, pelo menos na arte da conquista, conseguem ser melhores do que os outros, que são melhores do que eles em tudo o resto.

Fá @ 14:25

Sex, 13/07/07

 

Nunca conheci ninguém assim, deve ser irritante ver alguém a tentar imitar-nos , acho que essas criatura não têm personalidade.


tsetse @ 17:37

Dom, 15/07/07

 

Não têm personalidade nem inteligência para perceber o ridículo e futilidade da situação...

Kore @ 18:25

Sex, 13/07/07

 

Tsetse,

Malta desse calibre retorna excepções do tipo:

Object reference not set to an instance of an object. Null reference exception.



Cheers,
Kore


tsetse @ 19:16

Sex, 13/07/07

 

Eheh, muito geek. Mas, mais coisa, menos coisa... é isso mesmo.


Kore @ 17:00

Sab, 14/07/07

 

Too geek exception. Excessive coding overflow.


Cheers,
Kore

Bu @ 14:24

Ter, 17/07/07

 

Programador?
:)

Kore @ 19:38

Ter, 17/07/07

 

Quem? quem?


Bu @ 10:28

Qua, 18/07/07

 

O Kore :)

Kore @ 15:51

Qui, 19/07/07

 



try
{
person Bu = new person();

if (Bu.isNice)
{
Response.Write(Bu.challenge("Find out for yourself :) , let me know your findings"));
}
else
{
Bu.listenner("Rarus fidus amicus");
}
}
catch (Exception excp)
{
Response.Write("Err#: " + excp.Message);
}

Cheers,
Kore (feeling so geek today, are we?)


tsetse @ 17:56

Qui, 19/07/07

 

Mas que inspirados que estamos, Kore! Poderia contestar a linguagem escolhida, mas é melhor não entrar nessas guerras aqui neste blog tão cor-de-rozinha...


Kore @ 19:35

Qui, 19/07/07

 

Tsetse,

Se gostássemos ambos do mesmo, como por exemplo, atracção pelo mesmo género, garantidamente eramos incompatíveis...

É por isso que o mundo não se tomba minha cara

Há... e não é a ferramenta... é o artista

Cheers,
Kore

monge @ 02:18

Sab, 14/07/07

 

Para ilustrar a abrunhice de alguns homens destaco duas citações de orientação filosófica masculinas:
"A garagem da vizinha é melhor que a minha..."
(Quim Barreiros)
e...
"Nunca cobices a mulher do próximo...quando ele está próximo!
(Cláudio Ramos)
Para muitos, esta é a sua forma de vida...e ter sempre alguém a quem contar. Repetidamente.
No comments!

No caso feminino, é mesmo a cegueira estúpida da competição entre a espécie.
Comments pra quê?

ruben @ 17:56

Sab, 14/07/07

 

... mulher de amigo é que nem cebola, eu como mas como chorando! (citação brasileira)


tsetse @ 17:47

Dom, 15/07/07

 

Eheh, muito boa... mas duvido...

Porthos @ 11:34

Sab, 14/07/07

 

Bom dia,

É a velha história da vaca da vizinha dá mais leite que a minha.
Também conheci muita gente assim, mas lamento dizê-lo....quase sempre mulheres.

Os homens são mais corporativistas e respeitadores das coutadas e reservas de propriedade, as excepções só existem quando se trata de uma "vitima" bastante acima da média.

A conclusão do post, está muito boa e reflecte muito bem a realidade, mas andar iludido faz parte da vida!


tsetse @ 17:44

Dom, 15/07/07

 

Olá Porthos, eu não me referia só às pessoa que cobiçam o alheio... mas também às outras, que se interessem imediatamente e compulsivamente por quem os outros acham interessantes, mesmo que seja só uma questão platónica.

Em relação ao seu elogio, já lhe valeu mais um ponto para a competição!




Lua de Sol @ 16:08

Dom, 15/07/07

 

Infelizmente, existem muitas pessoas assim, que cobiçam por cobiçar, que não sossegam enquanto não o conseguem; que não param enquanto não enjooam ou lhes dão com os pés. É o bichinho cego da competição - mas também significa que desconhecem a amizade verdadeira, já que os seus ímpetos se lhes sobrepoem. Além disso, trata-se do poder da "imagem", algo cada vez mais em voga: "fica bem, parece bem, ter o mais desejado, o mais giro, o mais estimulante, mesmo que não o seja para nós, mas basta que o seja para a maioria ou para o resto do mundo". Futilidade ao máximo nível!
Por último, digam lá que "Deus" não existe?! Nunca lhes abunda a intelig^^encia, eheh!


tsetse @ 17:57

Dom, 15/07/07

 

"desconhecem a amizade verdadeira, já que os seus ímpetos se lhes sobrepoem"

Sim, tocaste num ponto muito importante. Há realmente mais um ponto comum a todas estas as pessoas: desconhecem o sentido de uma amizade saudável e, normalmente, preferem amizades superficiais.

fantastic4 @ 21:45

Dom, 15/07/07

 

é bastante frequente esse tipo de pessoas na nossa vida....agora basta ter o olho bem aberto e não dizer sempre aquilo q verdadeiramente pensamos

parabens pelo blog
fantastic 4

Pesquisar
 
comentários recentes
meu caso é meio parecido,mas so houve beijo,mas ai...
Quando as variáveis filhos e questões financeiras ...
Boa Tarde,Depois de muito pesquisar na net sobre a...
Viva, gostei do tema e tem razão, as Portuguesas s...
Sim, eu sei. Mas o que dói nao é tanto o que se pa...
Ele não contou porque achou que, se a Anónima não ...
Posts mais comentados
Arquivos
2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D