TNT @ 13:32

Ter, 03/04/07

Contava-me uma amiga, que teve um vivente durante uns anos, que de vez em quando ainda se encontram para recordar velhos tempos de cama. Lembro-me que a relação deles quase acabou à bofetada, o que levaria a pensar que jamais aquelas criaturas se iriam cumprimentar no meio da rua, quanto mais, embrulharem-se de vez em quando.

O sexo é tramado. E sexo com algumas pessoas é um vício. Leva-nos a fazer coisas que não devemos, a meter-nos em confusões que não precisamos. Mas a verdade é que tem de ser.

Há pessoas que passam pelas nossas vidas que encaixam na perfeição nas questões da cama. Podem não encaixar em mais lado nenhum! Mas ali a coisa flui, é música, é loucura, é tudo o que precisamos no momento. O mau é que todo o resto não funciona. Ou porque ele é egoísta, ou porque é infantil, ou porque é galdério, enfim, isto apenas para referir os defeitos mais recorrentes da espécie masculina.

Mas a cama... ui a cama! Dá para nos esquecermos de tudo quanto é mau. Somos capazes de tudo. Somos capazes de prolongar relações que já não existem. Somos capazes de deixar o trabalho a meio para ir dar uma rapidinha com aquela pessoa. Somos capazes de trair o actual para nos embrulharmos com o ex. Somos capazes de dar bandeiras que nos prejudicam no trabalho por exemplo. E tudo isto por uns momentos de loucura!

Sei que existem pessoas que são viciadas em sexo e para essas há tratamento, tipo AA. Mas o que fazer quando se é viciado em sexo com “aquela” pessoa? Só com uma pessoa? O que fazer quando preferimos ir para a cama com um(a) idiota em vez da pessoa maravilhosa que amamos e que está ao nosso lado?

Somos os solosexodependentes do século XXI...
Vá, precisamos de tratamentos! Antes que isto dê tudo para o torto e percamos as relações, os empregos, a dignidade e outras questõezitas de pormenor...

TNT


barafundida @ 13:45

Ter, 03/04/07

 

Ainda há pouco fiz a pergunta à qual dás resposta.
Obrigado! Pronto, pelo menos agora sei o que sou,
[Error: Irreparable invalid markup ('<br [...] <a>') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

Ainda há pouco fiz a pergunta à qual dás resposta. <BR>Obrigado! Pronto, pelo menos agora sei o que sou, <BR class=incorrect name="incorrect" <a>solosexodependente</A> . Achas que isso tem cura?! <BR>É que é mesmo tramado...


TNT @ 14:06

Ter, 03/04/07

 

Mudar de país, normalmente resulta!

barafundida @ 14:55

Ter, 03/04/07

 

Algo me diz que o país ficava com muito menos gente. E se o "outro" decidisse fazer umas visitas?! Talvez fosse até mais excitante...

lovely @ 15:43

Ter, 03/04/07

 

Boa TNT, deste um nome à minha doença. ;-DDD Agora descobre a cura, ok?
Mais a sério, isso aconteceu-me recentemente. Encontrei o par ideal... na cama. Mas fora dela... também achei que era o ideal, mas era galdério ;-) e isso é uma situação "anti-tesão", quase como os comentários.
P.S.: Dá-me esperança e diz-me que podemos ter essa doença com outros, please?


TNT @ 15:52

Ter, 03/04/07

 

Pois... eu gostava de te dar essa esperança. Que gostava... mas não! Andei nesse sarilho mais de 10 anos após me separar. Agora é que já acabou... pois ... é isso! Sim, nunca mais aconteceu. Mudei de país entretanto, a coisa acalmou. Há bocado ligou. Mas não passa nada... acho!
Olha, só se for o House a resolver! Eu já fiz metade do trabalho: o diagnóstico... agora alguém se chegue à frente com a cura!

fá @ 17:17

Ter, 03/04/07

 

Acho que tal como a maior parte das mulheres também passei por "isso"... Quer dizer... não cheguei a passar porque quando descobri a verdadeira besta, dentro do príncipe ...jurei a mim própria que nunca mais. Sempre que havia tentativa (dele) de aproximação, não cedi e não cedi, depois ia sentir-me muito pior. Pensei sempre nos maus momentos, e nunca nos bons que aliás foram poucos.
Resultou.


TNT @ 17:22

Ter, 03/04/07

 

Parece que afinal há esperança!

lovely @ 19:07

Ter, 03/04/07

 

Fá, eu também não cedi. Mas, antes pensava que era só problema meu, agora sempre anima ver que outros passam pelo mesmo. É que apesar de tudo, nem todos têm a capacidade de separar as coisas.


TNT @ 19:14

Ter, 03/04/07

 

Todas as mulheres que conheço têm ou tiveram a determinada altura uma "dependência" destas. O contrário é que não conheço... Definitivamente não estás sozinha!
A questão é que raramente se fala deste assunto por pudor, por vergonha de assumir fraquezas. Por estas e por outras é que a blogosfera é uma alegria! Sempre a abrir!

Anónimo @ 15:35

Qua, 04/04/07

 

Bem, sou mulher e nunca tive uma dependência dessas... Já tive de outras (mais na onda da paixão e nada que dure mais de 1 ano ou dois), mas de sexo... desconheço. Começo a ficar preocupada...


TNT @ 18:17

Qui, 05/04/07

 

Deve estar aí a chegar não tarda!


Cláudia Oliveira @ 17:58

Ter, 03/04/07

 

Para quê tratamento? Se essas pessoas são felizes assim... é para lado que durmo melhor. É bom ver essas pessoas andarem por ai a sorrir para as paredes.


cigana @ 01:52

Qua, 04/04/07

 

Deve haver um tratamento tipo hipnotismo... ou ir à bruxa... ou emigrar para o estrangeiro...
Em último recurso, uma lobotomia!


TNT @ 11:19

Qua, 04/04/07

 

Eu emigrei... Resultou!

Bu @ 09:44

Qua, 04/04/07

 

Como é bom ter alguém que encaixa na perfeição :)
Felizmente comigo aconteceu ser ele a mudar de país! Talvez um dia vá visitá-lo... LOL


TNT @ 11:20

Qua, 04/04/07

 

Assim é seguro... Lá longe e tal!

Bu @ 10:14

Qui, 05/04/07

 

Nunca é 100% seguro... Porque ele volta de tempos a tempos...
Evitamo-nos mutuamente, porque é de parte a parte, e tanto eu como ele não devemos cometer loucuras agora...
O melhor mesmo é nem relembrar...

Aproveito para dar os parabéns às autoras deste blog, pois estou a ficar viciada em lê-lo... Não passo um dia sem vir ver o que há de novo!
TNT, temos de expulsar da nossa vida os homens G!

Beijinhos


TNT @ 16:59

Qui, 05/04/07

 

Raio dos aviões!
Sempre a trocarem-nos as voltas!

gomesh @ 08:33

Ter, 10/04/07

 

Eu ia dizer algo assim... ainda por cima com as "Low-Cost" (ainda que não as recomendo...)


TNT @ 11:42

Ter, 10/04/07

 

gomesh! Welcome Back!!

gomesh @ 12:41

Ter, 10/04/07

 

Thank you
Uma semana sem computadores recomenda-se


Olho de Horus @ 12:48

Qua, 04/04/07

 

e que tal ensinarem o actual companheiro como vos fazer gozar o sexo tal e qual como gostam? não seria isso juntar o util ao agradavel? como hei-de eu algum dia perceber as mulheres? ou os homens...
é melhor dar 100 quecas com a mesma pessoa do que com 100 pessoas diferemtes. é que aprendemos os gostos e fantasias um do outro em casal

Anónimo @ 14:47

Qua, 04/04/07

 

"é melhor dar 100 quecas com a mesma pessoa do que com 100 pessoas diferentes. é que aprendemos os gostos e fantasias um do outro em casal"

Como gostava de poder concordar... Seria tão cómodo se isso fosse verdade. Infelizmente, a experiência diz-me que não há nada como os 6 primeiros meses (e isto já sou eu a ser optimista). A seguir, a atracção e o interesse diminuem e o que antes era muito bom, passa a normal.

Sempre que ouço conversas como a sua fico na dúvida: será que tenho sido eu que tenho tido pouca sorte? ou esta gente nem sabe do que fala?


Olho de Horus @ 16:02

Qua, 04/04/07

 

sei do que falo e pelos vistos não tens sabido gerir as relações da melhor maneira. uma coisa é quereres mandar umas quecas diferentes (ainda andas a descobrir), outra coisa é teres ideias bem defenidas e trocar essas mesmas ideias com o teu companheiro e vice versa. a monotonia arrefece uma relação e para que isso não aconteça ha que criar novas fantasias desde que os dois estejam de acordo. em relação ao sexo ha milhões de maneiras de reavivar essa insatisfação. exprimenta, não dói nada.
COMUNICAÇÃO!!!


TNT @ 02:11

Qui, 05/04/07

 

Há coisas que não se ensinam... Ou se tem ou não se tem! E não é uma questão de ser melhor ou pior. É a peça perfeita para o nosso puzzle, apenas!

Bu @ 10:17

Qui, 05/04/07

 

100% de acordo!!!
Por muito que ensinemos e que o companheiro se esforce... Nunca é igual!

Aragana @ 16:54

Qua, 04/04/07

 

Já tinha ouvido falar dos SexoDependendes.. agora dos dependentes do Sexo com AQUELA pessoa é a primeira vez!

Atão, mas se funciona tudo bem, MAS e se AQUELA pessoa um dia não quer mais... o que acontece ao vicio?


TNT @ 02:12

Qui, 05/04/07

 

Por essas e por outras é que esta situação é um stress!
Se a outra pessoa não quer mais, começamos a ter sintomas de privação como qualquer adicto... um stress só lhe digo!

Posh @ 18:18

Qua, 04/04/07

 

adorei essa designaçao. porem axo q ser isso n devia ser mt agradavel...hmm, talvez um pco cnfuso =P


TNT @ 02:14

Qui, 05/04/07

 

Confuso é o mais simpático que se pode dizer desta situação! É uma angústia, com pitadas grandes de ansiedade, como qualquer vício que se preze... Claro que também tem uma adrenalina incomparável! E é aí que mora o perigo!

Lui @ 04:10

Seg, 09/04/07

 

Gostei muito de ler "partes"deste blog. Os meus parabéns! E essa da dependência é realmente muito má.Por uma só pessoa? Estranho...Mas agora que li,junto-me ao grupo,infelizmente, talvez,mas pelo menos sei que tenho companhia.Vou a aparecendo.


Lui

Pesquisar
 
comentários recentes
meu caso é meio parecido,mas so houve beijo,mas ai...
Quando as variáveis filhos e questões financeiras ...
Boa Tarde,Depois de muito pesquisar na net sobre a...
Viva, gostei do tema e tem razão, as Portuguesas s...
Sim, eu sei. Mas o que dói nao é tanto o que se pa...
Ele não contou porque achou que, se a Anónima não ...
Posts mais comentados
Arquivos
2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D