TNT @ 14:57

Qui, 15/03/07

Sou uma rapariga muito descontraída. Mas claro que tenho umas manias estranhas como toda a gente.

Em tempos vivi com um rapazinho durante uns anos. Eu modelo, ele músico. Um enjoo, portanto!... Mas o amor é lindo e o estereótipo era esquecido porque nos dávamos realmente muito bem e éramos muito divertidos juntos. A alma da festa! Havia porém um pormenor que causava espécie a toda a gente que nos rodeava. Nós tratávamo-nos por você.

Como nós éramos muito cool, as pessoas achavam aquilo tudo muito estranho e chegavam até a perguntar se nos momentos íntimos o tratamento se mantinha. Enfim...

Passados uns anos esta vossa querida ficou com a testa enfeitada. O tratamento por você terminou. A partir dali começámos a tratar-nos por tu como o resto dos mortais. E como o resto dos mortais, começámos a ter uma relação boring, previsível, boring, rotineira, boring... A falta de cerimónia foi dando lugar a uma “cúnfia”, que a meu ver degradou mais a relação, que o peso que eu senti na cabeça... (peso esse que foi devidamente retribuído, que eu sou uma rapariga que agradeço sempre em conformidade...)

Esta questão do tratamento por você é apenas um reflexo do respeito que se sente pela outra pessoa. E o respeito é fundamental. Tome a forma que tomar. Senão é o degredo total. A intimidade fortalece as relações. A “cúnfia” destrói-as.

As atenções são essenciais. Nunca se podem esquecer. Quando forem esquecidas é porque já não existe nada para lembrar.

TNT



tsetse @ 16:24

Qui, 15/03/07

 

Sim, não se deve deixar que a intimidade se transforme em desleixo...


TNT @ 19:55

Qui, 15/03/07

 

O desleixo é o princípio do fim...

lovely @ 16:59

Qui, 15/03/07

 

À parte o "enfeite" e respectivo agradecimento ;-) concordo com o que dizes. A meu ver confiança a mais numa relação leva ao comodismo. A falta dela não leva a nada. Que importa como se tratam, como se beijam, como se falam? A fórmula não é igual para todos, mas todos precisam do mesmo ingrediente: respeito. Por nós, pelos outros, pelo espaço de cada um... (Acho que fugi ao tema. Desculpa o prolongamento, mas isto das relações é cada vez mais confuso para mim.)


TNT @ 19:53

Qui, 15/03/07

 

Respeitinho é muito bonito e nós gostamos.
Insultos (naughty language) só em ocasiões muito específicas e com muito cuidadinho, que isto não é para todos!


oamante @ 17:46

Qui, 15/03/07

 

O respeito é fundamental, mas todo por completo. Eu desrespeito a minha cara metade cada vez que leio ou escrevo um post!
Mas continuo a beijá-la muito, à entrada, à saída, ao longo do dia. Trato-a com respeito, diante de filhos, amigos e... inimigos.
Mas desrespeito-a ao visitar a net. Já dizia Platão, se não me engano, que uma mentira pensada é uma mentira real, logo sou mentiroso e desrespeitador. Nada de novo para homem: sempre a mesma m****a!

Àparte a brincadeira, é claro que o respeito é a pedra basilar de uma relação e deve ter objectos reais, palpáveis: um tratamento diferente, que se veja e ouça. Nós é: «Amor», o que causa estranheza aos outros que nos ouvem, tudo gente quarentona que acha aquilo coisas de namorados adolescentes. É o que nos dizem. Mas sabe bem, ser diferente e aquele elogio é bom, diverte-nos.
Tem de haver respeito sim, TNT, de ambas as partes.


TNT @ 19:50

Qui, 15/03/07

 

Ah amante não concordo nada contigo... Desrespeitas a tua cara metade ao escreveres e leres blogs? Ou a visitar a net? Essa é a tua essência... e na minha opinião, antes de conseguirmos respeitar os outros, temos de nos respeitar a nós próprios, às nossas manias, desejos e fetiches. E quem gosta de nós também o fará com certeza.
É óbvio que há pessoas com as quais não devemos partilhar certos segredos. Não será com certeza o caso da tua cara metade.

Anónimo @ 20:51

Qui, 15/03/07

 

Eu não percebo como é que tratar uma pessoa por você, significa respeito?!

Acho que é tudo uma questão de modas. O meu avô, era uma das pessoas, que eu mais respeitava...exigia que nós netas, o tratasse-mos por tu, fazia questão.
Também acho que era um pouco moda, assim como agora é moda as secretárias tratarem os chefes pelo nome.
Respeito por outro, ou se tem ou não se tem.
Eu normalmente, trato por você as pessoas que não conheço ou que não gosto.

E para ti um beijinho

Teresa


TNT @ 20:59

Qui, 15/03/07

 

Pode significar respeito ou não. No nosso caso significava. Eu expliquei que o respeito pode tomar várias formas. Compete aos intervenientes decidirem quais. Nós tínhamos as nossas, a leitora terá as suas. E repare, não era uma exigência, era muito natural, muito carinhoso.

Bruno @ 21:20

Qui, 15/03/07

 

Cara TNT,
Posso dizer que ja "tive" de terminar um relacionamento baseado nessas mesma premissas, nas quais tive o cuidado de explicar, mas até hoje fui incompreendido e a ideia que ficou foi desculpa esfarrapada e que andava com outras...


TNT @ 22:03

Qui, 15/03/07

 

E devias andar com certeza! (just kidding...)
Pois Bruno, é que há pessoas que não consideram a bandalheira uma razão suficientemente forte para justificar o fim de uma relação. Já agora, adorei o teu post do felatio. Genial!


TNT @ 22:30

Qui, 15/03/07

 

Ah... já agora, deixei-te lá alguns comentários em vários posts... Não fiques muito chocado. Bjs

Bruno @ 16:52

Sab, 17/03/07

 

;)
Obrigado TNT. Chocado?!?! Nada disso!!!
Gosto muito deste blog e espero que apareçam por la mais vezes...

fá @ 11:28

Sex, 16/03/07

 

Trato sempre os meus namorados por você, quer eles gostem ou não.
Não sei se é uma questão de respeito, mas para mim é uma questão de manter sempre uma certa distancia.
É assim, como não permitir demasiada liberdade, confiança e invasão de território proibido.
Exijo sempre de mim um comportamento que nunca deixe dúvidas..."não chéri , eu não estou no papo"
É assim e nunca será de outra forma ....no matter what ...


TNT @ 11:51

Sex, 16/03/07

 

Pois... as invasões dão sempre mau resultado!

gomesh @ 16:27

Sex, 16/03/07

 

Interessante... a minha ex e eu tratávamo-nos por tu, desde o divórcio por alguma razão trata-me por você ... Creio que será uma questão pessoal, de cada um... tenho de prestar mais atenção se sou tratado por tu ou você nos posts ... eh eh eh
Eu pessoalmente acho que uma certa distancia faz sempre bem numa relação, não que seja "queque" mas realmente não gosto de misturar alhos com bugalhos... como um dos meus colegas costuma dizer, you can't date a girl that is one of the lads ..."


TNT @ 00:54

Sab, 17/03/07

 

Ora nem mais!


cigana @ 00:44

Sab, 17/03/07

 

TNT de regresso em beleza! Compreendo perfeitamente a tua mensagem, perdendo-se o respeito e a confiança, perde-se tudo. Claro que isso não tem a ver com o "tu" ou o "você", embora no teu caso concreto tenha coincidido com as circunstâncias. Como sabemos, há quem use palavrões com ternura, e há quem insulte sem perder a postura. Normalmente os segundos magoam mais.


TNT @ 00:58

Sab, 17/03/07

 

É fundamental e não é uma questão de snobeira.

não me peçam para dizer o nome @ 00:19

Dom, 18/03/07

 

nunca tive uma namorada que me tratasse por você, apesar de elas tratarem os familiares directos e amigos íntimos dessa forma. é tudo uma questão de status. por você a quem de direito e por tu ao chunga do "não posso dizer o nome". a minha sobrinha agora também me trata por você, é a brouca da minha irmã que a ensinou assim. só me apetece trepar as paredes quando ela me trata dessa forma. não tem mal, assim que ela tiver idade suficiente para se aperceber de que o tiozinho "não posso dizer o nome" é um granda chunga , ela passa logo a tratar-me por tu. eu adoro melgar este blog, então cá vai: sem ter a intenção de me repetir, penso que quando se ama a valer, nem sequer passa pela cabeça faltar ao respeito ao companheiro/a. amor para mim significa paixão, amizade, companheirismo, cumplicidade, intimidade... respeito! quando uma destas falha...falham as outras também e o amor desapareceu. se eu não consigo estar com alguém intimamente sem a respeitar é porque já não nos amamos mais. não depende do facto de a tratar por tu ou por você. eu cresci num sitio em que todos nos tratávamos por tu e tínhamos códigos de conduta e regulamentos surrialisticamente terríveis . não, não penso que o problema seja esse o de tratar por você ou tu cá tu lá... o amor verdadeiro e o respeito mutuo é a minha resposta.


TNT @ 00:44

Dom, 18/03/07

 

"Esta questão do tratamento por você é apenas um reflexo do respeito que se sente pela outra pessoa. E o respeito é fundamental. Tome a forma que tomar"
Já percebi que esta frase foi totalmente ignorada...
O que interessa não é o raio do tratamento por você. Foi apenas um exemplo que de facto aconteceu. O que interessa é que se as pessoas vão perdendo o respeito pelas outras instala-se um ambiente incomportável numa relação. Seja ela de que teor for.
Porém, há pessoas que não dão importância a estas "pequenas nuances", nem dão por elas acontecerem. Eu dou!

sooty @ 16:28

Sex, 04/11/11

 

de louvar a atitude k tiveste em encorna lo. ele mereceu acredita. bem mas eu tambem sou musico mas falar c uma mulher sobre musica... so se for p falar da gordura da britney spears ou do ultimo album do david guetta. porke falar mesmo de musica( o k ela nos transmite, tons, timbres, estilos musicais e afins), ta kieta. n o sabem. logo presumo k foi isso k se passou contigo. mas existe kem goste tambem de caça, de pesca, de tiro ao alvo, e estas pessoas so de dao realmente bem com kem tem esses gostos em comum. e a lei da vida! achar um espécimen do sexo oposto k goste do k nos gostamos... e como achar uma agulha num palheiro!!!! para isso existem os amigos/as  

Pesquisar
 
comentários recentes
meu caso é meio parecido,mas so houve beijo,mas ai...
Quando as variáveis filhos e questões financeiras ...
Boa Tarde,Depois de muito pesquisar na net sobre a...
Viva, gostei do tema e tem razão, as Portuguesas s...
Sim, eu sei. Mas o que dói nao é tanto o que se pa...
Ele não contou porque achou que, se a Anónima não ...
Posts mais comentados
Arquivos
2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D