tsetse @ 12:32

Ter, 19/12/06

É engraçado como, quando defendo direitos iguais para homens e mulheres, sou muitas vezes chamada de feminista: Escrevi aqui um post sobre como as mulheres são, no fundo, tão eficientes como os homens e fui chamada de feminista; Se eu digo que os homens devem passar tanto tempo em tarefas domésticas como a mulher, sou chamada de feminista; etc...

A verdade é que há certas questões que estão de tal forma estabelecidas, que as pessoas tendem a não pensar na sua injustiça. Principalmente quando estas lhes são favoráveis e dão jeito. Foi assim ao longo da nossa história e, pelos vistos, continua a ser.

Imaginemos o seguinte cenário: Vocês estão em plena África do Sul, em 1960. Ouvem um branco dizer a um preto, prestes a ter um ataque cardíaco, que não pode entrar na ambulância onde ele se encontra, porque a cor da sua pele é diferente. Manda-o para outra, velha e sem equipamento médico apropriado. Achariam que o preto estaria a ser racista, se pedisse para ser tratado de forma igual? Se pedisse para entrar? Claro que não!

Segundo cenário: Imaginem um qualquer faraó do antigo Egipto, habituado a ter mão de obra gratuita (escravos). Acham justo ele escravizar outros seres humanos, só porque era costume e dava jeito? Espero que não!

Então, porque é que ainda hoje temos:
- homens que acham que mulheres que trabalhem tantas horas como eles, têm a obrigação de chegar a casa e limpar a casa de ambos;
- homens que esperam que as mulheres saiam mais cedo do trabalho para ir buscar os filhos, enquanto eles aproveitam para adiantar trabalho ou para ir beber uma cerveja com o amigo;
- homens que acham que o seu género é mais inteligente ou mais eficiente (e que uma mulher que tenha a ousadia de pensar que é igual, só pode ser feminista);
- clubes exclusivos para homens (quando um clube só para brancos seria impensável nos dias de hoje);

Por muito que vos custe perder certas regalias, a verdade é que as únicas diferenças entre os dois sexos são físicas (tal como entre brancos e pretos) e sócio-culturais (tal como entre escravos e homens livres). E, se a maioria das pessoas sensatas está contra a escravatura e defende (tal como eu) que brancos e pretos têm as mesmas capacidades e direitos, está na altura de perceberem que o mesmo se passa entre homens e mulheres!
Sim, dá muito jeito ter uma mulher que faça tudo lá por casa e manter essa postura de superioridade. Eu própria, de vez em quando, gostaria de ter uns escravos lá por casa. Mas tenho o bom senso de perceber que não seria justo.

Meus amigos, a verdade nua e crua é:
Quando temos as mesmas oportunidades, gostos e educação, somos iguais! Homens, mulheres, brancos, índios ou pretos!

Tsetse


nfj @ 15:46

Ter, 19/12/06

 

Porque é que a igualdade é impossível:

1º - Existem grandes diferenças biológicas entre os sexos. Tanto físicas como intelectuais. Não sei se melhores ou piores. Diferentes, e temos que viver com elas no dia-a-dia.
2º - As próprias mulheres não querem a igualdade quando esperam tratamento especial por parte dos homens. Por mais que desmintam, é verdade, querem um tratamento especial, devido à vossa fragilidade, sensibilidade e diabo a quatro.

Porque é que as mulheres que lutam pela igualdade são feministas:

1º - Porque as mulheres que lutam por esta impossibilidade utópica estão tão erradas como os machistas.
2º - Não aceitam as diferenças e não querem procurar viver com elas.
3º - Desprezam os homens e mulheres que entendem e aceitam (cada um à sua maneira) as diferenças.

A questão da igualdade (à parte das questões legais que em Portugal estão , penso, resolvidas) resume-se a:

1º - Respeito mútuo
2º - Compreensão mútua
3º - Amizade mútua

Ou seja, não há nada para lutar. As pessoas gostam-se e desgostam-se umas das outras da maneira que são e têm que se aceitar ou não como são.
Porque é que as mulheres casam/vivem com homens machistas? Porque querem!
Os homens não querem viver com feministas. Porque é que as mulheres hão-de querer viver com machistas?
Se as mulheres simplesmente não aceitarem os homens machistas, porque não gostam deles da maneira que são, os homens terão que mudar. Até lá...


tsetse @ 16:03

Ter, 19/12/06

 

Caro nfj,

Concordo plenamente que, enquanto a maioria das mulheres aceitarem os homens machistas, eles dificilmente irão mudar. (É uma situação demasiado cómoda).

Não concordo com a ideia de que a luta pela igualdade seja utópica. E muito menos que as mulheres que lutam pela igualdade sejam feministas. (Como não acho que os pretos que lutam pela igualdade sejam racistas)

Mas gostei muito do seu comentário. Pelo menos, as suas ideias estão bem argumentadas. Normalmente, os homens limitam-se a chamar-nos de feministas e a passar para a ignorância.

Volte sempre!


nfj @ 16:24

Ter, 19/12/06

 

Vou resumir melhor o meu comentário:

Alguém que se preocupa muito com as questões sociais de igualdade entre sexos de uma forma comparativa (eu faço isto, tu fazes isto, etc...) e se esquece do que realmente importa, ou seja, se esquece que a vida em sociedade é um compromisso constante, é feminista.

Nota: Não retiro em momento nenhum o direito à igualdade legal de direitos, tanto das mulheres como dos negros. Mas não é isso que está aqui em discussão neste momento. É uma questão social que muda apenas com a evolução da sociedade e da educação e não com a intolerância reactiva.


tsetse @ 16:34

Ter, 19/12/06

 

Bem, acho que ainda não chegamos ao ponto da intolerância reactiva.... Lá porque a nossa t-shirt tem uma mulher a cortar cabeças, não quer dizer que seja para interpretar literalmente... eheh



TNT @ 10:25

Qua, 20/12/06

 

Gosto muito da sua conversa...
Hummm... É que gosto mesmo!

sus @ 16:41

Ter, 19/12/06

 

Pela mesma razão que se um gajo for insultado por outro quase, e digo quase porque tento sempre evitar violencia, que devia dar um murro nos dentes ao outro gajo. Mas se um gajo for insultado ou agredido por uma mulher e lhe enfiar um par de estalos não passa de um cobarde. Ou seja, a mesma cultura que faz com que a mulher tá destinada a fazer o trabalho de casa, é a mesma que diz que não se deve bater numa mulher.

Outra coisa, quantas mulheres é que há a trabalhar nas obras?

Sim, vão dizer que já há mulheres, mas essas mulheres apostava que têm mais testosterona que eu.


tsetse @ 16:52

Ter, 19/12/06

 

Serias igualmente considerado cobarde, se batesses num homem mais fraco do que tu. Principalmente se fosse apenas para impor a tua opinião ou posição.

Em relação a não haver muitas mulheres nas obras, é por duas razões:
- a maioria das mulheres tem menos resistência física
- e por uma questão cultural (quem contrata são homens e sabe que os outros homens, que por lá andam, não gostam muito de ter mulheres como colegas)

nfj @ 16:54

Ter, 19/12/06

 

Existem diferenças!!! Porque é que discutimos a igualdade???
Porque é que os Homens (notem a maiúscula) têm que se bater, independentemente de serem fortes ou fracos?


cigana @ 17:46

Ter, 19/12/06

 

Que queres... O racismo e os preconceitos não são politicamentes correctos mas estão enraizados até no subconsciente de muitas mulheres!

neide @ 16:21

Ter, 06/03/07

 

perfeito!

tambem já me aconteceu, ser chamada de feminista, so por pertencer ao grupo IGU@LDADES, de igualdade de genero...enfim!

gostei muito do seu post, espero vir cá mais vezes =)

Nathália Grizotto @ 18:00

Ter, 02/10/07

 

Tenho 18 anos e moro com meus pais
Destinada a limpa a casa desdo 10 anos ! Tenho 2 irmaos + nvs que nda fazem ! Hj estao com 12 e 9 anos .
Agora pergunto pq eu nunca pudi brincar la fora , smp limpei a casa , fiz comida , cuidei deles sozinha ! Enquanto minha mae passeava por ai , (ela nao trabalha ). E hj com a msm idade q tinha quando comecei o serviço domestico eles nao fazem nada pq sao homens ?!
Fui chamada de mau agradecida pq eles (meus pais ) me dao de tudo e eu nao quero limpar a casa .
Porem meus irmaos de tudo tem e nada fazem por isso !
Fui chamada de inrresponsavel !
Porem eles obrigaçao nenhuma tem !
Agora me dizem isso ta certo !Pq minha mae diz que esta !
Quer dizer eu pra ter as coisas tenho que fazer uma especie de `troca´com eles enquanto meus irmaos nao ! So pq sao homens !
O q faço nao aguento essa situaçao .
Nao sou preguisosa , mas pq essa diferença ? Eles naun passaram pelo msm buraco q eu quando nasceram ?

gladssan @ 04:35

Sex, 01/01/10

 

Desculpe a invasão. Encotrei seu blog por mero acaso e nao pude deixar de participar desta infeliz discussão. Infeliz pq na vdd nao deveria haver tal discussão. Em pleno sec XXI as pessoas ja deveriam ter a plena ciencia da igualdade de genero ser um fato. Mas ao contrário, os homens nao entendem. Nao queremos muito, apenas dividir as responsabilidades. Nao temos de ouvir eles reclamarem do chefe? Ou temos de dividir as contas da casa?
Pq nao podem dividir os afazeres domesticos conosco? Nao estamos pedindo muito. Nao queremos q sejam inteligentes, caprichosos, detalhistas como somos..... só queremos justiça. Pois é injusto dividir as responsabilidades deles e ficarmos a ver navios com as nossas>


 

Carla Santos @ 18:51

Qua, 21/09/11

 


Concordo plenamente com tudo o que foi escrito aqui, não se trata de uma questão de ser feminista ou não. Chama-se igualdade, algo que temos lutado ao longo de anos. Não faz sentido sermos tão evoluídos em algumas coisas e nestas continuarmos séculos atrás Tanto entre homens e mulheres como se trata o tema ou entre pessoas de etnias diferentes. Ainda bem que alguém fala abertamente sobre o assunto, porque estou a fazer um trabalho e realmente pouco as mulheres se expressão sobre este tema.

ana @ 12:48

Dom, 01/07/12

 

eu nao me importo de lavar a louça ou a roupa, desde que nao esteja cansada e desde que os que comigo habitam tenham motivos justificados para nao o fazer... nao me importo de receber um salario mais pequeno por ser mulher, desde que ele seja mais pequeno pq trabalho mais horas. Nao me importo de aturar as resmunguices do parceiro, pq sei q ele atura as minhas. nao, nao quero a igualdade de direitos... o meu companheiro nunca tera q usar salto alto ou maquilhagem, e eu nunca terei que assistir aos seroes dele com os amigos a jogar a bola... eu nao serei a gaja que quer que ele arrume tudo todos os dias a menos que esteja a sustentá-lo, apenas quero que quando eu nao posso ele se ofereça para fazer... eu nao quero um gajo que deixe de levar os amigos la a casa so pq namora, assim como eu tmb nao abdico do tempo que tenho sozinha para o ioga e para tratamentos de beleza


nos nao somos iguais e portanto para mim a igualdade de direitos é praticamente estupida e inalcançavel.
(e atirem la as pedras que sou culpada do retrocesso e tenho mente pequena, ja conheço o discurso

Pesquisar
 
comentários recentes
meu caso é meio parecido,mas so houve beijo,mas ai...
Quando as variáveis filhos e questões financeiras ...
Boa Tarde,Depois de muito pesquisar na net sobre a...
Viva, gostei do tema e tem razão, as Portuguesas s...
Sim, eu sei. Mas o que dói nao é tanto o que se pa...
Ele não contou porque achou que, se a Anónima não ...
Posts mais comentados
Arquivos
2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D