TNT @ 12:06

Qua, 27/09/06

 Já vos aconteceu com certeza ter vontade de ter sexo só pelo sexo. Sem grandes sentimentos à volta. Só porque se acha piada à pessoa e apetece. Sem segundas intenções.


Há uns anos atrás fui directa com um rapaz e expliquei-lhe o meaning of life. Ele a princípio, incrédulo, ficou um pouco à toa mas lá acabou por acreditar no que lhe estava a acontecer e tratou-se daquele assunto. Curiosamente tratámos desse mesmo assunto durante anos a fio. Dava-nos jeito. Ficava ali mesmo a caminho!


Foi fácil. Porém, os meus amigos homens ficam perfeitamente chocados quando têm conhecimento deste tipo de propostas. Noutro dia um deles comentava que as mulheres andam muito “assanhadas” o que eu achei um termo completamente retrógado e bimbo.


Se nos fazemos à vida somos umas malucas. Se ficamos à espera, quase que adormecemos. Se andamos ali no meio, é uma canseira enorme nem sempre com os melhores resultados.

 

Não seria muito melhor se todos se revelassem e dissessem o que realmente pretendem?

 

Olha, eu contigo só quero dar umas voltas e pode ser que no meio de uns copos, cheguemos a vias de facto”, ou “A ti quero mesmo comer-te, bora?”, ou “Já trocava uns fluidos contigo”, ou “Olha, és muita giro mas acho que não vai dar pra nos enrolarmos”, ou “Fazia-te já aqui em cima da mesa do restaurante”, ou...

Na minha opinião, perde-se muito tempo com quem não se quer, com quem não nos quer, e principalmente com quem não nos compreende.

 

Há por aí algum homem que compreenda este pragmatismo? A haver e estando disponível, é favor acusar-se. Fico à espera!

 

TNT


Tags:


tsetse @ 12:23

Sab, 16/09/06

Uma questão várias vezes colocada (principalmente por pessoas que viveram no estrangeiro) é: como meter conversa com uma ou um desconhecido em Portugal. A verdade é que, por aqui, há a mania de só se falar com o amigo do amigo.

Com excepção dos amantes dos chats ou outros meios de engate virtuais, quase todos os outros portugueses sentem dificuldades em conhecer pessoas fora dos seus meios. A maioria das mulheres abordadas olham de forma quase ofendida para o atrevido que teve a lata de meter conversa. Por outro lado, a maioria dos homens abordados têm a tendência a desconsiderar as meninas que ousem tal peripécia. Com excepção, claro, para as meninas que estão muito acima das suas possibilidades (tipo uma modelo linda de morrer, com pernas de metro e meio).

Se isto se passa neste nosso jardim à beira-mar (tão bem) plantado, o mesmo não se passa na maioria dos outros países desenvolvidos. Experimentem um bar em Londres ou Nova Iorque e verão a diferença.

Por isso, meus concidadãos, aqui fica o meu repto: misturem-se! conversem com estranhos! não se sintam ofendidos por alguém vos achar suficientemente interessantes! Há algo melhor do que conhecer pessoas novas e realidades novas?

Tsetse

Tags: ,


TNT @ 11:15

Sex, 08/09/06

Ao ler as gordas das revistas cor-de-rosa vejo que Elsa Raposo, uma rapariga mamalhuda que faz não sei muito bem o quê, e anda não sei muito bem com quem, foi submetida a uma intervenção cirúrgica para remover o nome tatuado de um amado qualquer, que neste momento parece já não fazer parte da vida da dita criatura.

Na sequência desta notícia de óbvio interesse nacional, as redacções fizeram os seus trabalhos de pesquisa e fazem-nos saber que já houve outras criaturas a passar pelo mesmo.

O que eu acho é que esta gente devia ir toda para a CERCI. Têm dificuldades de aprendizagem? Precisam de ensino especial? Não percebem que uma tattoo é para sempre?

Quando se faz uma tatuagem temos de ter a noção da intemporalidade. Se querem picar-se e sentir dor, pelo menos que seja por alguém que valha a pena e que dure mais de três dias nas nossas vidas. Tipo pais ou filhos. Agora gajos e gajas?? Por favor!!!

O melhor é fazerem daquelas tattoos temporárias que duram o que duram, tal como as relações. Se a relação durar mais, faz-se o reforço da tattoo e dos votos da união. Se não, partimos para outra relação e outra temp tattoo.

Simples, certo?

TNT



TNT @ 14:40

Qui, 07/09/06

Às vezes temos epifanias. Há quem tenha revelações do mundo a acabar pela enésima vez, outros passam a vida a encontrar a Virgem (barely) Maria. Eu, como sou uma rapariguinha mais dada às coisas terrenas, percebi porque é que os homens frequentam clubes de strip, para além do óbvio, que é ver gajas nuas que dominam a arte do varão... (eh pá, dito assim, não me parece nada bem!)

É que elas para além de estarem extremamente bem cuidadas em termos físicos, fazem tudo com que um homem sonha. Primeiro, não falam, Segundo, sorriem com submissão, Terceiro, não falam, Quarto, rebolam-se com discrição, Quinto, não falam, Sexto, apalpam com suavidade, Sétimo, não falam, Oitavo, movem-se assumidamente por dinheiro e Nono (adivinhem lá...) não falam.

Suponho que estas são as características essenciais para um bom relacionamento. O facto de não falarem facilita tudo. O resto é sedução com dinheiro o que torna tudo mais acessível. E nem é tanto quanto isso. 35 euros e rebolam-se no colo à frente de todos, por 40 já dá para ir lá para dentro com elas, por já não me lembro quantos euros podemos vê-las a tomar duche e finalmente por 160 euros elas comem-se em privado... Ah sim, e nós podemos assistir!

O que é um gajo pode pedir mais da vida?

TNT




TNT @ 18:37

Qua, 06/09/06

Havia uma música dos Xutos que era “a minha aventura homossexual com o general custer”. Não sei se os cinco músicos chegaram realmente a concretizá-la. Ontem tive uma aventura homossexual no Passerelle, ainda por cima à frente de carradas de gente. Passo a explicar.

Tive a sorte que todos os homens gostariam de ter. Uma lap dance à borla. Grátis. À borliu.

Estava eu muito bem sentadinha rodeada de alguns amigos homens e de outra ilustre autora deste blog, quando a rapariga que estava a dançar na pista/palco veio para junto de mim e me pediu para eu lhe desapertar o soutien.

Eu, como sou muito bem mandada, assim fiz. Após isto, sentou-se no meu colo e aí é que as coisas começaram a subir ou descer (conforme a perspectiva) de tom. Ouvia as gargalhadas dos meus amigos enquanto a rapariga se bamboleava no meu colo e enfiava as mãos por dentro da minha t-shirt. Um desassossego.

Como já devem ter reparado em posts anteriores, sou uma rapariguinha descontraída e prática, pelo que deixo à imaginação dos ilustres leitores o resto da história.

Só acrescento que teve encore para gáudio dos meus acompanhantes.

Homens e mulheres deste país de brandos costumes, listen very carefully I shall say this only once. Não deixem de ir a um clube de strip. Faz bem à alma e abre horizontes a muito boa gente.

TNT

Tags: ,


tsetse @ 00:44

Sex, 01/09/06

...escolher uma mulher só pelo seu aspecto físico é uma decisão arriscada:
(Ou, por outras palavras, porque é que a maior parte dos homens faz a escolha errada)

1. Mais cedo ou mais tarde, vais ter que falar com ela.
2. Mais cedo ou mais tarde, ela vai envelhecer.
3. Em média, amuam mais (pois estão habituadas a mais atenção).
4. Em média, são menos sensuais (pois não precisam de desenvolver essa capacidade para chamar a atenção)
5. Mais cedo ou mais tarde, vais ter que a apresentar aos amigos e entrar num debate de ideias com ela (com plateia!).
6. Quando ela começar a envelhecer, vai derreter o teu dinheiro em tratamentos de beleza, na difícil defesa da sua única arma.
7. Ela também vai educar os teus filhos.
8. Ela também vai passar os genes aos teus filhos (e preferes um filho lindo e burro ou um normal e inteligente?)

Tsetse


Pesquisar
 
comentários recentes
meu caso é meio parecido,mas so houve beijo,mas ai...
Quando as variáveis filhos e questões financeiras ...
Boa Tarde,Depois de muito pesquisar na net sobre a...
Viva, gostei do tema e tem razão, as Portuguesas s...
Sim, eu sei. Mas o que dói nao é tanto o que se pa...
Ele não contou porque achou que, se a Anónima não ...
Posts mais comentados
Arquivos
2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


subscrever feeds